Scielo RSS <![CDATA[Jornal da Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=2179-649120120003&lang=en vol. 24 num. 3 lang. en <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[<b>Editorial</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2179-64912012000300001&lng=en&nrm=iso&tlng=en <![CDATA[<b>Editorial</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2179-64912012000300002&lng=en&nrm=iso&tlng=en <![CDATA[<b>Early conditions in the breastfeeding of premature newborn infants</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2179-64912012000300003&lng=en&nrm=iso&tlng=en OBJETIVO: Descrever as condições iniciais do aleitamento materno de prematuros. MÉTODOS: A amostra foi constituída de 26 binômios mãe/bebê. Os bebês tinham idade gestacional corrigida média de 36,1 semanas e estavam internados numa Unidade de Tratamento Intensivo Neonatal da região sul do Brasil. Foi realizada coleta de dados dos prontuários e observação dos binômios durante a alimentação, por meio do Protocolo de Observação e Avaliação da Mamada. Foram registrados os comportamentos favoráveis e desfavoráveis quanto à posição, respostas, sucção, envolvimento afetivo e anatomia da mamas. Em seguida, foi aplicado um questionário às mães. RESULTADOS: Os melhores resultados referem-se à posição mãe/criança e afetividade e os piores às respostas do neonato. Quanto à associação das variáveis do protocolo, tanto entre si quanto com as demais variáveis do estudo, houve diferença e correlação direta para alguns itens. CONCLUSÃO: A maioria dos prematuros apresenta início satisfatório nos aspectos analisados em relação ao aleitamento materno. Mesmo assim, salienta-se a necessidade de práticas para efetividade do aleitamento materno e incentivo nessa população.<hr/>PURPOSE: To describe the breastfeeding initial conditions for premature infants. METHODS: The sample consisted on 26 mother/baby dyads. The babies had an average of 36.1 weeks corrected gestational age and were hospitalized in a Neonatal Intensive Care Unit in Southern Brazil. Data was collected from medical records, and the observation of the dyads was conducted during feeding, using the Observation and Evaluation of the Breastfeeding Protocol. Favorable and unfavorable behaviors were registered regarding position, responses, suction, affection and anatomy of the breast. After the observation, a questionnaire was applied to the mothers. RESULTS: The best results refer to the position of mother/child and affection and the poorer ones to the infant responses. Statistically significant correlations by the Spearman Correlations Coefficient were observed between some items of the protocol and other study variables. CONCLUSION: Most premature infants from this sample presented a satisfactory initiation on analyzed aspects referring to breastfeeding. Still, we emphasize the need of practices for breastfeeding effectiveness and its encouragement in this population. <![CDATA[<b>Analysis of the association among types of breastfeeding, presence of child development risk, socioeconomic and obstetric variables</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2179-64912012000300004&lng=en&nrm=iso&tlng=en OBJETIVO: Investigar a associação entre tipo de aleitamento, presença de risco ao desenvolvimento infantil, e variáveis obstétricas e socioeconômicas. MÉTODOS: A amostra foi constituída de 182 díades mães-bebês. A coleta de dados ocorreu por meio de uma entrevista inicial que investigou o aleitamento, aspectos obstétricos, socioeconômicos, demográficos e psicossociais e a análise da interação mãe-bebê por meio do Protocolo de Índices de Risco ao Desenvolvimento Infantil. Os dados foram organizados em categorias em relação ao aleitamento, presença ou ausência de risco ao desenvolvimento infantil, variáveis obstétricas e socioeconômicas lançadas para a análise estatística. RESULTADOS: O tipo de aleitamento misto correlacionou-se de modo significativo à presença de risco ao desenvolvimento infantil e também às variáveis prematuridade, baixo peso, presença de intercorrências ao nascimento, e profissão. CONCLUSÃO: Fatores obstétricos como baixo peso, prematuridade e presença de intercorrências ao nascimento podem estar associados ao aleitamento misto, mesmo que as mães apresentem disponibilidade física e de tempo para o aleitamento. Tais fatores se associam às alterações nas interações iniciais detectadas por meio do protocolo de Índices de Risco ao Desenvolvimento Infantil.<hr/>PURPOSE: To investigate the association among types of breastfeeding, presence of child development risk, socioeconomic and obstetric variables. METHODS: The sample was composed of 182 mother-child dyades. Data were collected through an initial interview about breastfeeding; obstetric, socioeconomic, demographic and psychosocial aspects; and mother-child interaction analysis by the Child Development Risk Inventory. The data were organized in categories related to breastfeeding, presence or absence of child development risk, obstetric and socioeconomic variables, and were analyzed in Statistica 9.0 software for statistical analysis. RESULTS: The mixed breastfeeding type shows statistical correlation between presence of child development risk as well as to variables such as prematurity, low weight, birth intercurrences and mother's domestic profession. CONCLUSION: The results show that factors such as low weight, prematurity and presence of birth intercurrences can be associated to mixed breastfeeding, even if the mothers present physical and time availability for breastfeeding. These variables can be associated to mother-child initial interactions detected by Child Development Risk Inventory. <![CDATA[<b>Electromyographic and ultrasonographic characterization of masticatory function in individuals with normal occlusion</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2179-64912012000300005&lng=en&nrm=iso&tlng=en OBJETIVO: Caracterizar o controle motor dos músculos masseter e temporal e a morfologia do músculo masseter em atividades da função mastigatória em indivíduos com oclusão normal; verificar a compatibilidade entre os exames de eletromiografia de superfície (EMGs) e ultrassonografia (USG). MÉTODOS: Participaram 22 indivíduos adultos, de ambos os gêneros, sem alterações no sistema miofuncional orofacial. Os procedimentos adotados para avaliação dos participantes foram: EMGs dos músculos masseteres (MM) e temporais (MT); e USG dos MM, na realização de três tarefas - repouso muscular, apertamento dentário com algodão, apertamento dentário sem algodão. RESULTADOS: Para análise estatística dos dados foram utilizados os testes de Kolmogorv-Smirnov, teste-T pareado e Correlação de Spearman, com nível de significância de 5%. Na EMGs observou-se diferença entre a ativação de MM e MT no apertamento dentário com e sem algodão, sendo MT mais ativo que MM em ambas as tarefas. Não foram observadas diferenças entre as hemifaces, tanto na EMGs quanto na USG. Observou-se também correlação positiva entre os exames na condição de apertamento dentário sem algodão esquerdo e na condição de apertamento dentário esquerdo com algodão, e tendência à significância no apertamento dentário direito sem algodão. CONCLUSÃO: A associação da EMGs e USG na investigação da funcionalidade muscular traz importantes informações sobre fisiologia da musculatura esquelética. Os resultados do presente estudo indicam haver correlação entre a EMGs e a USG, ou seja, o aumento da atividade elétrica e o aumento correspondente da espessura do músculo.<hr/>PURPOSE: To characterize the motor control of the masseter and temporal muscles and the morphology of the masseter muscles during mastication in individuals with normal occlusion and to verify the consistency between surface electromyography (sEMG) and ultrasound (USD). METHODS: Participants were 22 adults, of both genders, with no alterations of the oral myofuntional system. The procedures performed included sEMG of the masseter (MM) and temporal (TM) muscles and USD of the MM, each during three tasks: resting condition and maximum voluntary dental clench with and without cotton rolls. RESULTS: The following statistical tests were used: Kolmogorov-Smirnov, paired t-test and Spearman correlation (significance level of 5%). The sEMG data indicated a significant difference between the MM and TM during the maximum voluntary clench with and without cotton rolls, and the TM was more active than the TM in both clenching tasks. No significant difference was observed between the sides of the face when assessed with sEMG or USD. A significant positive correlation between the exams was observed for the left maximum voluntary dental clench with and without cotton rolls, and a trend toward significance was found for the right maximum dental clench without cotton rolls. CONCLUSION: The comparison of sEMG to USD for the investigation of muscle function reveals important information about the physiology of skeletal muscles. The results of the present study suggest a correlation between sEMG and USD, i.e., between increased electrical activity and the corresponding increase in muscle thickness. <![CDATA[<b>Components of the acoustic swallowing signal</b>: <b>preliminary study</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2179-64912012000300006&lng=en&nrm=iso&tlng=en OBJETIVO: Analisar os componentes do sinal acústico da deglutição com o auxílio de software específico. MÉTODOS: Foram avaliados 14 indivíduos saudáveis com idades variando entre 20 e 50 anos (média de 31±10 anos). A coleta de dados consistiu da captura simultânea do áudio da deglutição, por meio de um microfone, associado ao registro da imagem videofluoroscópica da deglutição. A identificação dos componentes de som e a quantificação dos tempos foram analisados posteriormente com o auxílio de software específico que possibilitou a análise simultânea entre a onda acústica e a imagem videofluoroscópica. RESULTADOS: Foram identificados três componentes de som (burst) na maioria das deglutições avaliadas. O primeiro burst apresentou tempo médio de 87,3 milissegundos (ms) para água e 78,2 para substância pastosa. O segundo burst retornou um tempo médio de 112,9 ms para água e 85,5 para consistência pastosa. O intervalo médio entre o primeiro e segundo burst foi 82,1 ms (água) e 95,3 ms (consistência pastosa), e entre o segundo e terceiro foi 339,8 ms e 322,0 ms, respectivamente para água e consistência pastosa. CONCLUSÃO: O software permitiu a visualização de três componentes do som durante a deglutição de indivíduos saudáveis e mostrou que o sinal da deglutição em indivíduos normais é altamente variável.<hr/>PURPOSE: To analyze the components of the acoustic signal of swallowing using a specific software. METHODS: Fourteen healthy subjects ranging in age from 20 to 50 years (mean age 31±10 years), were evaluated. Data collection consisted on the simultaneous capture of the swallowing audio with a microphone and of the swallowing videofluoroscopic image. The bursts of the swallowing acoustic signal were identified and their duration and the interval between them were later analyzed using a specific software, which allowed the simultaneous analyses between the acoustic wave and the videofluoroscopic image. RESULTS: Three burst components were identified in most of the swallows evaluated. The first burst presented mean time of 87.3 milliseconds (ms) for water and 78.2 for the substance. The second burst presented mean time of 112.9 ms for water and 85.5 for the pasty substance. The mean interval between first and second burst was 82.1 ms for water and 95.3 ms for the pasty consistency, and between second and third burst was 339.8 ms for water and 322.0 ms for the pasty consistency. CONCLUSION: The software allowed the visualization of three bursts during the swallowing of healthy individuals, and showed that the swallowing signal in normal subjects is highly variable. <![CDATA[<b>Quality of life in swallowing in healthy elderly</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2179-64912012000300007&lng=en&nrm=iso&tlng=en OBJETIVO: Conhecer a autopercepção de idosos saudáveis frente às possíveis dificuldades de deglutição. MÉTODOS: Participaram 104 idosos, 62 mulheres e 42 homens, com idades entre 60 e 88 anos, que autorreferiram bom estado de saúde geral, sem histórico de doenças degenerativas, neurológicas ou quaisquer outros acometimentos que pudessem influenciar na deglutição. Todos passaram por rastreios cognitivo e emocional e apresentaram condições satisfatórias em ambos. Foi aplicado um questionário para levantamento de dados gerais e de saúde, e o protocolo SWAL-QOL. Os dados foram analisados estatisticamente. RESULTADOS: A maior parte dos domínios do SWAL-QOL apresentou médias próximas ao valor máximo possível (100 pontos), indicando autopercepção positiva dos idosos quanto à qualidade de vida em deglutição. Idosos usuários de prótese dentária apresentaram melhores índices na maior parte dos domínios, quando comparados aos não usuários. Indivíduos que autorreferiram prótese mal adaptada obtiveram menores escores nos domínios deglutição como um fardo, duração da alimentação e frequência de sintomas. Homens e mulheres diferenciaram-se apenas nos domínios "Sono" e "Fadiga", em que mulheres apresentaram médias inferiores. Não houve correlação entre os escores obtidos no SWAL-QOL e as variáveis idade e renda. CONCLUSÃO: Idosos saudáveis, em geral, não autorreferem alterações significativas quanto à qualidade de vida em deglutição. Além disso, não há redução da qualidade de vida em deglutição à medida que há o avanço da idade. A prótese dentária, quando bem adaptada, minimiza prejuízos referentes à deglutição.<hr/>PURPOSE: To understand the self-perception of healthy elderly regarding possible swallowing difficulties. METHODS: Participants were 104 seniors, 62 women and 42 men, ranging in age from 60 to 88 years (mean 70.6), who reported good general health, no history of degenerative diseases, neurological or any other diseases that could influence swallowing participated. All subjects underwent cognitive and emotional screening and presented satisfactory conditions for both. A questionnaire to gather general and health information, and the protocol SWAL-QOL were applied. The data were statistically analyzed. RESULTS: Most domains of the SWAL-QOL showed mean numbers close to the maximum score (100 points), indicating a positive perception of the elderly about quality of life related to swallowing. Individuals with dentures showed better rates in most domains when compared to non-users. Individuals who self-reported ill-fitting dentures had lower scores for the domains "burden", "eating duration" and "frequency of symptoms". Men and women differed only in the domains "sleep" and "fatigue", for which women had lower mean scores. There was no correlation between the SWAL-QOL scores obtained and the variables age and monthly income. CONCLUSION: Healthy elderly, in general, do not self-report significant changes in the quality of life related to swallowing. Moreover, there is no reduction of quality of life related to swallowing as age advances. Well-adjusted dentures minimize impairment related to swallowing. <![CDATA[<b>Noise perception in the workplace and auditory and extra-auditory symptoms referred by university professors</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2179-64912012000300008&lng=en&nrm=iso&tlng=en OBJETIVO: Investigar a correlação entre ruído no ambiente de trabalho e sintomas auditivos e extra-auditivos mencionados por professores universitários. MÉTODOS: Oitenta e quatro professores responderam a um questionário com questões sobre identificação, situação funcional e saúde. A relação entre ruído no trabalho e sintomas extra-auditivos e auditivos foi pesquisada. Foi realizada análise estatística, considerando o nível de significância de 5%. RESULTADOS: Nenhum professor indicou ausência de ruído. As respostas foram agrupadas em Sempre (S) (n=21) e Não Sempre (NS) (n=63). Houve diferença quanto ao pátio e a outra sala de aula como fontes de ruído, classificado como de forte intensidade; acústica insatisfatória e eco. Não houve associação entre referência à presença de ruído e queixas extra-auditivas do tipo digestivo, hormonal, osteoarticular, dentário, circulatório, emocional e respiratório. Não houve associação entre autopercepção de presença de ruído e de queixas auditivas e o grupo S mostrou maior ocorrência de respostas em incômodo ao ruído, dificuldade de ouvir e tontura/vertigem, zumbido e dor de ouvido. Houve associação entre autopercepção de alterações na voz e ruído e o grupo NS apresentou maior porcentagem de casos com alteração na voz que o grupo S. CONCLUSÃO: O ambiente universitário foi considerado ruidoso, porém não houve associação com doenças extra-auditivas e auditivas. As queixas auditivas foram mais evidentes naqueles professores que referiram ruído na modalidade Sempre. A saúde dos docentes é produto multidimensional, desta forma, o ruído não pode ser considerado fator único de agravo.<hr/>PURPOSE: To investigate the correlation between noise in the work environment and auditory and extra-auditory symptoms referred by university professors. METHODS: Eighty five professors answered a questionnaire about identification, functional status, and health. The relationship between occupational noise and auditory and extra-auditory symptoms was investigated. Statistical analysis considered the significance level of 5%. RESULTS: None of the professors indicated absence of noise. Responses were grouped in Always (A) (n=21) and Not Always (NA) (n=63). Significant sources of noise were both the yard and another class, which were classified as high intensity; poor acoustic and echo. There was no association between referred noise and health complaints, such as digestive, hormonal, osteoarticular, dental, circulatory, respiratory and emotional complaints. There was also no association between referred noise and hearing complaints, and the group A showed higher occurrence of responses regarding noise nuisance, hearing difficulty and dizziness/vertigo, tinnitus, and earache. There was association between referred noise and voice alterations, and the group NA presented higher percentage of cases with voice alterations than the group A. CONCLUSION: The university environment was considered noisy; however, there was no association with auditory and extra-auditory symptoms. The hearing complaints were more evident among professors in the group A. Professors' health is a multi-dimensional product and, therefore, noise cannot be considered the only aggravation factor. <![CDATA[<b>Interference of the linguistic variant in the repair strategies used during the phonological acquisition process</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2179-64912012000300009&lng=en&nrm=iso&tlng=en OBJETIVO: Investigar e comparar o uso de estratégias de reparo na aquisição do /R/ em onset simples empregadas por crianças com aquisição fonológica típica. MÉTODOS: Foram utilizados dados de fala contendo o 'r-forte' de 120 crianças com aquisição fonológica típica, sendo 60 do gênero feminino e 60 do gênero masculino, residentes de Santa Maria (RS) e de Crissiumal (RS), com idades entre 1 ano e 6 meses e 4 anos. Para a análise das estratégias de reparo empregadas foram consideradas as variáveis dependentes omissão, substituição por j e w, e substituição por [l] e/ou [r], e as variáveis independentes gênero, idade, contexto precedente e seguinte, classe gramatical, tonicidade, número de sílabas e posição na palavra. Os dados foram codificados e submetidos à análise estatística por meio do programa VARBRUL. RESULTADOS: O programa estatístico selecionou como significativos na rodada da omissão em Santa Maria tonicidade e gênero e em Crissiumal tonicidade e faixa etária. Na rodada da substituição por j e w em Santa Maria o programa selecionou gênero e em Crissiumal tonicidade. Na rodada da substituição pelo [l] em Santa Maria nenhuma variável foi selecionada e em Crissiumal as variáveis posição na palavra, gênero e faixa etária foram selecionadas. CONCLUSÃO: Foi possível observar que as estratégias de reparo podem divergir conforme a variante utilizada. Deve-se, portanto, considerar a variação dialetal para que a terapia fonológica seja mais eficiente.<hr/>PURPOSE: To investigate and compare the use of repair strategies in the acquisition of /R/ in simple onset, produced by children with typical phonological acquisition. METHODS: Speech data containing the /R/ from 120 children with typical phonological acquisition (60 male and 60 female) from Santa Maria (RS) and Crissiumal (RS), Brazil, aged between 1 year and 6 months and 4 years were used. To analyze the repair strategies, the following dependent variables were considered: omission, semivocalization, and liquid substitution; as well as the following independent variables: gender, age, precedent and following context, grammatical class, tonicity, number of syllables, and position in the word. The VARBRUL program was used for statistical analysis. RESULTS: The statistical program selected as significant for omission in Santa Maria the variables tonicity and gender, and in Crissiumal, tonicity and age. For semivocalization in Santa Maria, the program selected the variable gender, and in Crissiumal, tonicity. For lateral liquid substitution in Santa Maria the statistical program did not select any variable. However, in Crissiumal, the variables position in the word, gender, and age were selected. CONCLUSION: It was possible to observe that the repair strategies can diverge according to the dialect being used. Hence, it is important to consider the dialectal variation to make the phonological therapy more effective. <![CDATA[<b>Phonological acquisition of Brazilian Portuguese in children from Rio de Janeiro</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2179-64912012000300010&lng=en&nrm=iso&tlng=en OBJETIVO: Descrever a aquisição fonológica típica do Português Brasileiro, para fins clínicos. MÉTODOS: Por meio de um teste de nomeação de figuras, foram coletadas amostras de fala de 480 crianças (240 do gênero feminino e 240 do gênero masculino), provenientes de escolas públicas e privadas do município do Rio de Janeiro, que foram divididas em cinco grupos etários entre 3 e 8 anos. Três tipos de análises foram realizadas e os resultados foram comparados em relação ao gênero, à idade e ao nível socioeconômico: (1) análise do inventário fonológico detalhando quantas e quais consoantes foram adquiridas, (2) avaliação do percentual de consoantes corretas e (3) análise dos processos fonológicos observados. RESULTADOS: Os resultados mostraram com clareza um desenvolvimento mais acelerado de crianças de nível socioeconômico alto em comparação com as crianças de nível socioeconômico baixo. Os dados apontaram ainda que a idade é o fator mais determinante na aquisição fonológica. A completude do inventário de consoantes, o percentual de consoantes corretas e o uso de processos fonológicos melhoraram com o aumento da idade, e a variabilidade entre as crianças diminuiu. Não foram, no entanto, observadas diferenças relativas ao gênero. CONCLUSÃO: As informações coletadas podem ajudar os fonoaudiólogos na avaliação e no tratamento dos transtornos dos sons da fala.<hr/>PURPOSE: To describe the typical course of phonological acquisition in Brazilian Portuguese, in view of clinical usage. METHODS: A picture naming test was used to collect speech samples from 480 children (240 female and 240 male) enrolled in public and private schools in the city of Rio de Janeiro, who were divided into five age groups between 3 and 8 years. Three types of analyses were conducted, and results were compared for age, gender, and socio-economic level: (1) phonological inventory analysis looking at how many and which consonants were acquired, (2) assessment of the percentage of consonants correct, and (3) phonological processes analysis. RESULTS: Results clearly indicate a faster acquisition in children of higher socio-economic level than in children of lower socio-economic level. Data also indicated that age is the most important factor in phonological acquisition. The completeness of the consonant inventory, the percentage of consonants correct, and the use of phonological processes improved with increasing age, and variability among children decreased. Gender differences, however, were not observed. CONCLUSION: The information collected may ultimately help speech-language pathologists in the assessment and treatment of children with speech sound disorders. <![CDATA[<b>Phonetic description of alveolar phones using electropalatography</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2179-64912012000300011&lng=en&nrm=iso&tlng=en OBJETIVO: Realizar a descrição articulatória do Português Brasileiro, examinando-se o contato da língua com o palato na produção de fones consonantais. MÉTODOS: Foi utilizada a eletropalatografia (EPG) de consoantes alveolares do Português Brasileiro de um sujeito com fala típica, considerando-se o índice alveolar, pós-alveolar, palatal e velar e a porcentagem de contatos ativados no ponto de máxima constrição, assim como a inspeção visual dos palatogramas. RESULTADOS: Observou-se, conforme o esperado, que todos os fones avaliados têm, no ponto de máxima constrição, maior contato na região alveolar. Os fones /t/, /d/ e /n/ foram os que apresentaram maior contato alveolar, com obstrução total da corrente aérea; os fones fricativos /s/ e /z/ caracterizaram-se pela ausência de contato no eixo longitudinal central; o fone lateral /l/ não apresentou contato no eixo longitudinal lateral e o tapa, /ɾ/, apresentou poucos contatos da língua com o palato e foi produzido com o menor tempo de duração. CONCLUSÃO: Por meio da eletropalatografia, pode-se fazer uma descrição detalhada da forma e da extensão do contato língua-palato nos diferentes fones alveolares do Português.<hr/>PURPOSE: To describe the articulation of the Brazilian Portuguese, by examining the tongue-palate contact in the production of consonantal phones. METHODS: The electropalatography (EPG) of the alveolar consonants of the Brazilian Portuguese produced by an individual with typical speech was used, considering the alveolar, post-alveolar, palatal, and velar rates, as well as the percentage of activated contacts at the point of maximum constriction, and the visual inspection of palatograms. RESULTS: As expected, it was observed that all the examined phones have more contact in the alveolar region at the point of maximum constriction. The phones /t/, /d/ and /n/ showed more alveolar contact, with total obstruction of the air stream; the fricative phones /s/ and /z/ were characterized by the absence of contact at the central longitudinal axis; the lateral phone /l/ did not present contact at the lateral longitudinal axis, and the tap /ɾ/ showed not only few tongue-palate contacts but it was also produced in the shortest duration time. CONCLUSION: The electopalatography allowed a detailed description of the extension of the tongue-palate contact in the different alveolar phones of the Brazilian Portuguese and how they occur. <![CDATA[<b>A concreteness judgment of words</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2179-64912012000300012&lng=en&nrm=iso&tlng=en OBJETIVO: Descrever o julgamento de concretude de um conjunto de 162 palavras da Língua Portuguesa, visando a elaboração de um teste de reconhecimento de fala, bem como verificar a influência de variáveis como frequência de ocorrência das palavras, idade e série do curso de graduação dos participantes neste julgamento. MÉTODOS: Cinquenta estudantes universitários de um curso de Fonoaudiologia de uma universidade pública julgaram 162 palavras quanto à concretude, por meio de uma escala de sete pontos, sendo o menor grau de concretude representado pelo número um e o grau de concretude máximo, representado pelo número sete. Foi permitido ao sujeito escolher qualquer ponto da escala. RESULTADOS: Os resultados mostraram uma distribuição tri-modal, sugerindo que as palavras fossem classificadas em três categorias quanto ao grau de concretude. A faixa de julgamento das palavras de baixa concretude variou de 1,76 a 3,45, as de média concretude, na faixa de 3,46 a 4,95 e as de alta concretude, de 4,96 e até 6,70. Houve correlação positiva entre o grau de concretude das palavras e o coeficiente de variação de forma que, quanto maior a nota atribuída para a palavra, menor foi a variação de respostas. Não ocorreu correlação significativa entre a frequência de ocorrência das palavras e o julgamento de concretude. A influência da idade e da série do curso de graduação no julgamento foi significativa para algumas correlações. CONCLUSÃO: Os resultados revelaram três categorias quanto ao grau de concretude e sugerem que a concretude pode ser considerada um atributo independente das palavras, uma vez que a frequência de ocorrência das palavras, bem como a idade e a série do curso de graduação dos participantes não influenciou o julgamento de concretude. As palavras categorizadas com alto grau de concretude foram utilizadas em etapas posteriores da elaboração de um teste de reconhecimento de fala.<hr/>PURPOSE: To describe the judgement of the concreteness of a set of 162 Brazilian Portuguese words, prior to the elaboration of a speech recognition test, as well as to verify the influence of variables such as the frequency of occurrence of the words and age and undergraduate program year of the participants on the concreteness ratings. METHODS: Fifty undergraduate Speech-Language Pathology and Audiology students from a public university rated the concreteness of a set of 162 words using a seven-point scale where the lowest concreteness degree was represented by number one and the highest by number seven. Participants were free to choose any number in the scale. RESULTS: The results showed a tri-modal distribution of values, suggesting the classification of three categories, according to the concreteness rating. The low concreteness category ranged from 1.76 to 3.45; the medium concreteness category, from 3.46 to 4.95; and the high concreteness rating, from 4.96 to 6.70. Positive correlation was found between the concreteness rating and the coefficient of variation, whereby the higher the rating attributed to a word, the lesser variation in the responses. No significant correlation was found between concreteness ratings and the frequency of occurrence of words. The influence of age and undergraduate year was significant for some correlations. CONCLUSION: Results showed three concreteness categories, and suggest that concreteness can be considered an independent attribute of words, since their frequency of occurrence, as well as participants' age and undergraduate program year did not influence the ratings attributed. The words classified in the high concreteness category were subsequently used for the elaboration of a speech recognition test. <![CDATA[<b>Vocabulary, phonological awareness and rapid naming</b>: <b>contributions for spelling and written production</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2179-64912012000300013&lng=en&nrm=iso&tlng=en OBJETIVO: Avaliar se o desempenho em provas de linguagem é preditivo do domínio ortográfico e da qualidade da produção escrita. MÉTODOS: Participaram deste estudo 82 alunos do 4º ano do Ensino Fundamental de escolas públicas e privadas da região Oeste da Grande São Paulo, na faixa etária entre 9 anos e 10 anos e 2 meses de idade. A bateria de provas e testes deste estudo envolveu a avaliação de vocabulário expressivo, tarefas de consciência fonológica e nomeação seriada rápida de objetos, ditado de palavras e pseudopalavras, e elaboração de redação a partir de estímulo visual. Os dados foram submetidos a análise estatística para verificação da correlação entre todas as provas. RESULTADOS: Os resultados indicaram que o melhor nível de vocabulário se correlacionou a um menor número de erros de ortografia e a uma melhor qualidade da redação, em todas as categorias analisadas. Assim como, o melhor desempenho em tarefas de consciência fonológica e de nomeação rápida de objetos se correlacionaram a menos erros de ortografia e melhor estrutura sintática e gramatical na produção do texto escrito. CONCLUSÃO: As habilidades linguísticas analisadas foram preditivas do desempenho ortográfico. A habilidade de vocabulário foi preditiva da qualidade de elaboração escrita. No entanto, a consciência fonológica e a nomeação seriada rápida predizem apenas o desempenho relacionado à estrutura sintática e gramatical da geração do texto escrito.<hr/>PURPOSE: To investigate if the performance on linguistic tasks would be predictive of orthographic domain and quality of written productions. METHODS: Participants were 82 fourth graders of Elementary Education, from public and private schools of São Paulo, with ages ranging from 9 years to 10 years and 2 months. The test battery was composed of an expressive vocabulary test, phonological awareness and rapid serial naming tasks, words and pseudowords spelling, and written text composition using a visual stimulus as a starting point. The statistical analysis included Spearman (r) correlations among all tasks. RESULTS: The results indicated that the better the vocabulary skills, the smaller the number of spelling errors and the better the quality of the written text productions, considering all the analyzed categories. Also, the higher performance in both phonological awareness and rapid object naming tasks was correlated to fewer spelling errors and written text productions with greater grammatical structure. CONCLUSION: The linguistic abilities analyzed in this study were predictive of subjects' spelling performance. The vocabulary skills were predictive of the quality of written text productions. However, phonological awareness and rapid serial naming were only predictive of children's performance concerning the syntactic and grammatical structure of their written text productions. <![CDATA[<b>Study on pragmatic assessment data reliability in children with typical language development</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2179-64912012000300014&lng=en&nrm=iso&tlng=en O objetivo desse estudo foi verificar o momento com maior fidedignidade de dados do processo de avaliação da linguagem, para realizar o levantamento do perfil pragmático infantil. Participaram cinco crianças, com desenvolvimento típico de linguagem, e idades entre 7 anos e 1 mês e 8 anos e 11 meses. Foram realizados 150 minutos de gravação, em uma situação de interação da criança com a pesquisadora, divididas em cinco sessões individuais de 30 minutos. Houve análise posterior dos dados, segundo o protocolo de habilidades comunicativas verbais (HCV), sendo delineado o perfil pragmático individual de cada filmagem (30 minutos) e de toda a amostra (150 minutos), para a comparação (sessões 1 a 5 x total geral das sessões) dos índices de fidedignidade (IF) e status de confiabilidade (SC). Para o cálculo do IF e do SC, respectivamente, foram realizadas as análises individuais interobservador e intraobservador. Os resultados apresentados pelas crianças 1 e 2 alcançaram maior IF na sessão 2; os da criança 3 apresentaram valores semelhantes de IF nas sessões 3, 4 e 5; os da criança 4 obtiveram o maior IF nas sessões 1 e 3; e os da criança 5 alcançaram o mesmo valor de IF em todas sessões. Com relação ao SC, a sessão 2 apresentou maior porcentagem de altíssima confiabilidade para a maioria das crianças, seguida da sessão 3. Na análise realizada por categoria de HCV, a sessão 3 apresentou maior SC para as habilidades dialógicas, narrativo-discursivas e total geral de HCV. No geral, observa-se que as sessões 2 e 3 foram as que permitiram alcançar maior IF e SC na análise realizada para delineamento do perfil pragmático infantil.<hr/>The aim of this study was to verify the moment with more reliable data to survey children's pragmatic profile. Participants were five children with typical language development and ages between 7 years and 1 month and 8 years and 11 months. Data collection involved a 150-minute recording of a child-researcher interaction, divided into five 30-minute individual sessions. Data were later analyzed according to a verbal communicative abilities protocol, and the individual pragmatic profiles of each 30-minute sample and the whole 150-minute sample were outlined for comparison (sessions 1 through 5 x overall total of sessions) of reliability indexes (RI) and reliability status (RS). Inter and intra-observer analyses were performed to calculate the RI and RS, respectively. The results presented by children 1 and 2 reached the larger RI in session 2; the child 3 showed similar RI values in sessions 3, 4 and 5; the child 4 had the largest RI in sessions 1 and 3; and the child 5 reached the same RI value in all sessions. Regarding the RS, session 2 presented the largest percentage of high reliability for most children, followed by session 3. On the analysis performed by category of verbal communicative abilities, session 3 presented the largest RS for dialogic and narrative-discursive abilities, and also for the overall total of verbal communicative abilities. In general, it was observed that sessions 2 and 3 allowed the largest RI and RS on the analysis performed to outline the children's pragmatic profile. <![CDATA[<b>Phonological changes after the application of therapy approach based on distinctive features in the treatment of phonological disorder</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2179-64912012000300015&lng=en&nrm=iso&tlng=en Este estudo teve como objetivo comparar as mudanças fonológicas decorrentes da aplicação de uma abordagem de terapia fonoaudiológica baseada em traços distintivos, utilizando dois tipos de sons-alvo (que enfatizam o contraste e que enfatizam o reforço de traços distintivos) no tratamento do desvio fonológico. A amostra foi constituída por sete crianças (quatro meninos e três meninas) com desvio fonológico, com idades entre 3 anos e 10 meses e 6 anos e 9 meses. As crianças foram classificadas de acordo com o grau do desvio fonológico e posteriormente, foram submetidas ao tratamento por meio do Modelo de Oposições Máximas Modificado. Em cada grau foram agrupados dois sujeitos, sendo que um foi tratado pelo "contraste" e o outro pelo "reforço" dos traços distintivos que apresentavam dificuldade. Somente o grau moderado-severo foi composto por apenas um sujeito. Após 20 sessões terapêuticas foram analisadas as mudanças fonológicas pré e pós-tratamento, considerando-se a forma de apresentação do estímulo ("contraste" e "reforço"). Todos os sujeitos tratados pelo "contraste" e pelo "reforço" apresentaram aumento no Percentual de Consoantes Corretas, no número de sons adquiridos e nas generalizações em seus inventários fonológicos. Verificou-se que ambos os grupos apresentaram mudanças em seus inventários fonológicos. Na análise comparativa entre os grupos foi observado que os dois grupos, tratados pelo "contraste" e pelo "reforço", demonstraram diferenças em relação aos tipos de generalizações apresentadas.<hr/>This study aimed to compare the phonological changes due to the application of a speech therapy approach based on distinctive features, using two types of target sounds (the ones which emphasize the contrast, and others which reinforce the distinctive features) in the treatment of phonological disorder. The sample was constituted by seven children with phonological disorder (four boys and three girls), with ages between 3 years and 10 months and 6 years and 9 months. The children were classified according to the severity of the phonological disorder and then underwent treatment based on the Modified Maximal Oppositions Model. Two subjects were grouped for each degree; one subject was treated by "contrast" and the other one by "reinforcement" of the distinctive features in which they showed difficulties. The moderate-severe degree was the only one to include only one subject. After 20 therapy sessions, the phonological changes before and after the treatment were analyzed, considering the type of stimulus presented ("contrast" or "reinforcement"). All subjects, either treated by "contrast" or "reinforcement", showed an increase in their Percentage of Consonants Correct (PCC), in the number of acquired sounds and of generalizations in their phonological inventories. It was verified that both groups presented changes in their phonological inventories. On the comparative analysis between the groups, it was observed that both groups, treated by "contrast" and by "reinforcement", demonstrated differences regarding the types of generalizations studied. <![CDATA[<b>Voice disorders in teachers</b>: <b>critical review on the worker's health surveillance practice</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2179-64912012000300016&lng=en&nrm=iso&tlng=en OBJETIVO: Analisar a produção bibliográfica científica sobre a prática da vigilância à saúde do trabalhador relacionada aos distúrbios vocais em professores. ESTRATÉGIA DE PESQUISA: Foram seguidos os preceitos do Cochrane Handbook, que envolveu a formulação da questão a ser investigada, a localização, a seleção dos estudos e a avaliação crítica dos artigos. CRITÉRIOS DE SELEÇÃO: Os artigos publicados entre 2000 e 2011 foram selecionados por meio das bases de dados PubMed, LILACS, MEDLINE e Biblioteca Cochrane, utilizando-se os descritores distúrbio da voz/voice disorders, docentes/faculty, saúde do trabalhador/occupational health, vigilância em saúde do trabalhador/surveillance of the workers health. AnÁLISE DE DADOS: Os textos foram analisados utilizando-se um formulário padronizado, quando os seguintes dados foram coletados: objetivos, desenho da pesquisa, características do grupo pesquisa, resultados obtidos e discussão sobre a prática da vigilância relacionada ao distúrbio da voz. RESULTADOS: Inicialmente, foram identificados 141 estudos. Após revisão dos títulos e resumos, consideração dos critérios de inclusão e exclusão, verificação da coerência com a temática pesquisada e eliminação por estarem concomitantemente em mais de uma base de dados, 32 foram efetivamente analisados por referirem nos resultados e/ou nas conclusões a prática da vigilância relacionada aos distúrbios vocais em professores. CONCLUSÃO: A prática da vigilância em saúde do trabalhador foi evidenciada nesta pesquisa principalmente enquanto identificação dos fatores de riscos associados aos distúrbios vocais em professores, visando à transformação das condições de trabalho e à garantia da qualidade da assistência a esses profissionais como trabalhadores.<hr/>PURPOSE: To analyze scientific bibliographic production on the practice of occupational health surveillance related to voice disorders in teachers. Search STRATEGY: The Cochrane Handbook precepts which involves the formulation of the question to be investigated, the location, the studies selection and articles' critical evaluation were followed. SELECTION CRITERIA: The articles published between 2000 and 2011 were selected in the PubMed, LILACS, MEDLINE database, and the Cochrane Library using the descriptors voice disorders; teachers, occupational health, workers' health surveillance. DATA ANALYSIS: Texts were analyzed, using a standardized form when the following data were collected: objectives, research design, characteristics of the study group, obtained results and discussion on the practice of surveillance related to voice disorder. RESULTS: Initially, 141 studies were identified. After reviewing the titles and abstracts, considering inclusion and exclusion criteria, verifying consistency with the topic researched and eliminating the ones which were concurrently in more than one database, 32 articles were effectively analyzed for relating in the findings and/or conclusions to the practice of surveillance related to voice disorders in teachers. CONCLUSION: The practice of monitoring workers' health was evidenced in this research mainly as the identification of risk factors associated with voice disorders in teachers, aimed at the transformation of the working conditions and the assurance of quality of assistance to these workers as professionals. <![CDATA[<b>Influence of complaints and singing style in singers voice handicap</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2179-64912012000300017&lng=en&nrm=iso&tlng=en O objetivo deste trabalho foi verificar se a diferença nos estilos de canto e a presença de queixas de voz influenciam na percepção de desvantagem vocal de cantores. Foram selecionados 118 protocolos de autoavaliação da desvantagem vocal no canto referentes a 17 cantores populares com queixas vocais, 42 populares sem queixas, 17 clássicos com queixas e 42 clássicos sem queixas. Os grupos eram semelhantes em relação à idade, gênero e naipes. Os protocolos utilizados, Índice de Desvantagem para o Canto Moderno e Índice de Desvantagem para o Canto Clássico, apresentam questões específicas para os respectivos estilos de canto e são compostos por 30 itens divididos igualmente em três subescalas: incapacidade (domínio funcional), desvantagem (domínio emocional) e defeito (domínio orgânico), respondidos de acordo com a frequência de ocorrência. Cada subescala apresenta valor máximo de 40 pontos, e o total corresponde a 120 pontos. Quanto maior a pontuação, maior a desvantagem vocal percebida. Para análise estatística, utilizou-se o teste ANOVA, com significância de 5%. Cantores clássicos e populares referiram maior defeito, seguido por incapacidade e desvantagem. Contudo, o grau dessa percepção nesse grupo variou de acordo com o estilo de canto e a presença de queixas vocais. Cantores clássicos com queixas vocais apresentaram maior desvantagem vocal que os cantores populares também com queixas. Clássicos sem queixas relataram menor desvantagem que populares também sem queixas. Isso evidencia que o cantor clássico tem maior percepção sobre sua própria voz e que uma alteração vocal nesse grupo pode causar maior desvantagem vocal do que no grupo de cantores populares.<hr/>The aim of this research was to verify whether the difference of singing styles and the presence of vocal complaints influence the perception of voice handicap of singers. One hundred eighteen singing voice handicap self-assessment protocols were selected: 17 popular singers with vocal complaints, 42 popular singers without complaints, 17 classic singers with complaints, and 42 classic singers without complaints. The groups were similar regarding age, gender and voice types. Both protocols used - Modern Singing Handicap Index (MSHI) and Classical Singing Handicap Index (CSHI) - have specific questions to their respective singing styles, and consist of 30 items equally divided into three subscales: disability (functional domain), handicap (emotional domain) and impairment (organic domain), answered according to the frequency of occurrence. Each subscale has a maximum of 40 points, and the total score is 120 points. The higher the score, the higher the singing voice handicap perceived. For statistical analysis, we used the ANOVA test, with 5% of significance. Classical and popular singers referred higher impairment, followed by disability and handicap. However, the degree of this perception varied according to the singing style and the presence of vocal complaints. The classical singers with vocal complaints showed higher voice handicap than popular singers with vocal complaints, while the classic singers without complaints reported lower handicap than popular singers without complaints. This evidences that classical singers have higher perception of their own voice, and that vocal disturbances in this group may cause greater voice handicap when compared to popular singers.