Scielo RSS <![CDATA[Acta Limnologica Brasiliensia]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=2179-975X20130004&lang=en vol. 25 num. 4 lang. en <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[<b>Editorial</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2179-975X2013000400001&lng=en&nrm=iso&tlng=en <![CDATA[<b>Diel responses of phytoplankton of an Amazon floodplain lake at the two main hydrological phases</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2179-975X2013000400002&lng=en&nrm=iso&tlng=en AIM: This study examines the short-term changes of phytoplankton in an oxbow lake on the floodplain of the Acre River, Amazonia, Brazil. METHODS: Samples were taken with a Van Dorn bottle, at three depths (surface, middle and bottom), in two periods (low waters and high waters), for seven consecutive days in two schedules, night and morning. RESULTS: Phytoplankton was represented by 198 taxa and the Class Euglenophyceae, with 62 taxa, was the best-represented group in both periods. There were abrupt changes in the community during the high waters (potamophase). During this period, in conditions of partial atelomixis, we recorded higher values of phytoplankton biovolume and dominance of Gonyostomum semen (Ehr.) Dies. (Raphidophyceae). CONCLUSIONS: In the low waters (limnophase), conditions in the lake were more stable, the diversity and rate of change in the community were lower, and the frequent periods of stratification and mixing were responsible for the dominance of Geitlerinema sp. (Cyanobacteria).<hr/>OBJETIVO: O objetivo deste estudo foi avaliar mudanças em curto prazo da comunidade fitoplanctônica em um lago da planície de inundação do Rio Acre, Amazônia, Brasil. MÉTODOS: As amostras foram coletadas com garrafa de Van Dorn, em três profundidades (superfície, meio e fundo), durante as estações climáticas (seca e chuvosa), durante sete dias consecutivos, em dois horários, manhã e noite. RESULTADOS: A comunidade fitoplanctônica foi representada por 198 táxons e a classe Euglenophyceae foi a mais bem representada em ambos os períodos. Ocorreram mudanças abruptas na comunidade durante a estação chuvosa (potamofase). Durante este período, em condições de atelomixia parcial, foram registrados os mais elevados valores de biovolume do fitoplâncton e dominância de Gonyostomum semen (Ehr.) Dies. (Raphidophyceae). CONCLUSÕES: No período seco (limnophase), as condições do lago foram mais estáveis, a diversidade e a taxa de mudança da comunidade foi mais baixa, e os frequentes períodos de estratificação e mistura foram responsáveis pela dominância de Geitlerinema sp. (Cyanobacteria). <![CDATA[<b>Spatial and temporal patterns of macroinvertebrates in drift and on substrate of a mountain stream (Cordoba, Central Argentina)</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2179-975X2013000400003&lng=en&nrm=iso&tlng=en AIMS: The aims of this study are to evaluate the effects of spatial and temporal variability of the macroinvertebrate fauna in drift and in the substrate of a mountain stream. METHODS: The study site is located in Achiras stream (Central, Argentina). This is an endorheic fluvial course whose headwaters are located in the southern extreme of Los Comechingones Mountains. Three replicate Surber samples were collected from benthos with 300 µm, 0.09 m² nets. Three drifting fauna samples were collected using drift nets, 1 m long, 300 µm and 0.0192 m². The taxonomic identification of specimens was performed according to the lowest possible taxonomic level. In order to characterize the drifting and benthic fauna, total abundance, taxonomic richness, Shannon and evenness indices were estimated and they were tested with two-way analysis of variance (ANOVA). In order to assess the distribution patterns of drift and benthos samples, we performed Canonical Correspondence Analysis (CCA). RESULTS: A total of 61 taxa were identified in drift and 82 in benthos. A 26.3% taxonomic similarity between the two assemblages was observed, according to the Jaccard index. In drift and benthos, Arthropoda presented higher abundance and Insecta contributed with more taxa and it was also the most abundant. The most abundant orders were Ephemeroptera, Trichoptera and Diptera. In the present study, Anacroneuria sp. (Perlidae) and Podonominae (Chironomidae) were first recorded for benthic community of Achiras stream. CONCLUSION: In this study we found that the structural organization of the drifting and benthic macroinvertebrate community shows different patterns of variation at spatial and temporal scales.<hr/>OBJETIVOS: Os objetivos deste estudo são avaliar os efeitos da variabilidade espacial e temporal sobre a fauna de macroinvertebrados em deriva e no substrato de um riacho de montanha. MÉTODOS: A área de estudo situa-se no riacho Achiras (região Central da Argentina). Este riacho é endorréico e suas fontes estão localizados no extremo sul das serras de Comechingones. Foram coletadas três amostras de bentos com a rede de Surber de 300 µm e 0.09 m². Em deriva, foram coletadas três amostras com redes de 1 m long, 300 µm e 0.0192 m². A identificação taxonômica dos organismos foi feita até o menor nível taxonômico possível. A fim de caracterizar a fauna em deriva e a fauna associada ao fundo foram estimadas a abundância total, a riqueza taxonômica e os índices de equitabilidade e Shannon e eles foram testados com uma forma de análise de variância (ANOVA). A fim de avaliar os padrões de distribuição de deriva e amostras de bentos, foi realizada análise de correspondência canônica (CCA). RESULTADOS: Um total de 61 táxons foram identificados na deriva e 82 nos bentos. Observamos semelhança taxonómica de 26.3% dentre os dois conjuntos, de acordo com o índice de Jaccard. Na deriva e bentos, os artrópodes apresentaram a maior abundância. Insecta contribuiu com o maior número de táxons. As ordens mais abundantes foram Ephemeroptera, Trichoptera e Diptera. Anacroneuria sp. (Perlidae) e Podonominae (Chironomidae) foram registrados pela primeira vez para a comunidade bentônica do riacho Achiras. CONCLUSÃO: Neste estudo, constatamos que a organização estrutural da deriva e da comunidade de macroinvertebrados bentônicos exibiu diferentes padrões de variação em escalas espaciais e temporais. <![CDATA[<b>Temporal and spatial variation of limnological variables and biomass of different macrophyte species in a Neotropical reservoir (São Paulo - Brazil)</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2179-975X2013000400004&lng=en&nrm=iso&tlng=en AIM: This study reports an investigation of limnological characteristics and aquatic macrophyte occurrence in a neotropical reservoir in order to assess the spatio-temporal variation of water and sediment variables and their influence on plant distribution. METHODS: Macrophytes, water and sediment samples were collected from a Brazilian reservoir in different seasons from four main arms of the reservoir. In total sixteen water-sediment variables were analyzed including N:P ratio and Trophic State Index. The plants were collected using a quadrat sampling procedure and the dry weight per sample was measured. MANOVA was performed to evaluate spatial and temporal variation of environmental variables as well as seasonal biomass differences. To assess the relationship among environmental variables and macrophytes an ordination analysis (using Canonical Correspondence Analysis: CCA) was carried out. RESULTS: The spatial and temporal variation of limnological variables generated a heterogeneous system which supports the presence of different species of macrophyte. pH, dissolved oxygen and sediment composition were important predictors of Polygonum lapathifolium occurrence while nutrients were associated with Eichhornia crassipes and Pistia stratiotes. Inorganic substances were related to biomass variation of Eichhornia azurea and Myriophyllum aquaticum. CONCLUSIONS: The spatial variation of the environmental variables has caused heterogeneity in the reservoir and it may support the occurrence of different species of macrophyte. Limnological variables highlighted in CCA are important to predict the species occurrence and their control in the study area.<hr/>OBJETIVOS: Esse estudo relata uma investigação das características limnológicas e da ocorrência de macrófitas aquáticas em um reservatório Neotropical com o intuito de verificar a variação espaço-temporal das variáveis da água e do sedimento e sua influência sobre a distribuição das plantas. MÉTODOS: Amostras de macrófitas, água e sedimento foram coletadas em quatro braços de um reservatório brasileiro nas diferentes estações do ano. No total, dezesseis variáveis foram analisadas, incluindo relação N:P e Índice de Estado Trófico. As plantas foram coletadas com um amostrador quadrado e o peso seco foi obtido. Um teste MANOVA foi realizado para verificar a variação espaço temporal das variáveis limnológicas, bem como da biomassa de macrófitas aquáticas. Para avaliar a relação entre as variáveis ambientais e a biomassa das plantas, uma análise de ordenação foi empregada (Análise de Correspondência Canônica: CCA). RESULTADOS: A variação espacial das variáveis limnológicas gerou um sistema heterogêneo que favorece a ocorrência de diferentes espécies de macrófitas. Variáveis como pH, oxigênio dissolvido e composição do sedimento foram importantes para predizer a ocorrência de Polygonum lapathifolium, enquanto nutrientes estiveram associados com Eichhornia crassipes e Pistia stratiotes. Substâncias inorgânicas relacionaram-se com a variação da biomassa de Eichhornia azurea e Myriophyllum aquaticum. CONCLUSÕES: A variação espacial das variáveis ambientais causou uma heterogeneidade no ecossistema, permitindo a ocorrência de diferentes espécies de macrófitas. As variáveis limnológicas indicadas na CCA são importantes para predizer a ocorrência de macrófitas e controlar seu crescimento exacerbado no reservatório estudado. <![CDATA[<b>Life-history strategies associated to reproduction of three <i>Hyphessobrycon</i> species (Characidae) in lentic environments of upper Paraná River basin</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2179-975X2013000400005&lng=en&nrm=iso&tlng=en AIM: Life-history strategies in fish include essential parameters related to offspring survivorship, fecundity and time of reproduction, which represent adaptive traits that enable a species to deal with spatial and temporal variability of abiotic conditions. This study aimed to compare reproductive traits associated to life-history theory for three Hyphessobrycon species from two lentic environments (four natural oxbow lakes and a man-made reservoir) of Mogi Guaçu River, upper Paraná River basin. METHODS: Specimens were collected with four minnow traps between August 2005 and July 2006 to cover dry and wet seasons (three samples in each season, and three samples in each environment). RESULTS: Reproductive strategy of H. bifasciatus and H. eques, which predominated in the oxbow lakes, differed from H. anisitsi in the reservoir. Hyphessobrycon bifasciatus and H. eques were single spawners with lower fecundity and size at sexual maturity, but invested more in number of eggs per body gram, while H. anisitsi was a multiple spawner species with higher fecundity, larger size at sexual maturity and body size. CONCLUSIONS: In seasonal environments, single spawners are synchronized with the floods to maximize juvenile survivorship, while reservoirs harbors multiple spawners’ fish due to the reduced fluctuation between high and low floods resulting from dam operation. Therefore, the seasonal condition in the oxbow lakes due to the flood pulse favored single spawners’ tactic, as showed by H. bifasciatus and H. eques. In contrast, the multiple spawning of H. anisitsi seems to be related to the more stable environmental condition throughout the year provided by the dam. Life-histories reported herein to Hyphessobrycon species must be common to other characid fishes inhabiting similar environments.<hr/>OBJETIVO: Em peixes, as estratégias de história de vida incluem parâmetros relacionados com a sobrevivência da prole, fecundidade e período reprodutivo, e representam características adaptativas que permitem uma espécie lidar com a variabilidade espacial e temporal das condições abióticas. O objetivo deste estudo foi comparar as características reprodutivas associadas à teoria da história de vida de três espécies de Hyphessobrycon em dois ambientes lênticos (quatro lagoas marginais naturais e uma represa artificial) do rio Mogi Guaçu, bacia do alto rio Paraná. MÉTODOS: Os exemplares foram coletados com quatro armadilhas do tipo covo entre Agosto de 2005 e Julho de 2006 para abranger as estações seca e chuvosa (três amostras em cada estação e três amostras em cada ambiente). RESULTADOS: A estratégia reprodutiva de H. bifasciatus e H. eques, que ocorreram principalmente nas lagoas marginais, diferiu de H. anisitsi no reservatório. Hyphessobrycon bifasciatus e H. eques foram classificados como desovadores únicos, com fecundidade e tamanho de maturação gonadal menor, mas investiram mais em número de ovócitos por peso corpóreo, enquanto H. anisitsi foi classificado como desovador múltiplo, com fecundidade, tamanho de maturação gonadal e corpóreo maior. CONCLUSÕES: Em ambientes sazonais, os desovadores totais estão sincronizados com o período de inundação para maximizar a sobrevivência da prole, enquanto reservatórios abrigam desovadores múltiplos, devido à flutuação reduzida entre inundações resultante da operação da represa. Dessa forma, a condição sazonal das lagoas marginais devido ao pulso de inundação, favorece a tática reprodutiva dos desovadores totais, como apresentado por H. bifasciatus e H. eques. Ao contrário, a desova múltipla de H. anisitsi parece estar relacionada com a condição ambiental mais estável do ambiente ao longo do ano devido ao represamento. As histórias de vida registradas aqui para as espécies de Hyphessobrycon devem ser comuns para outras espécies de caracídeos que habitam ambientes similares. <![CDATA[<b>Comparing the performance of different stream classification systems using aquatic macroinvertebrates</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2179-975X2013000400006&lng=en&nrm=iso&tlng=en AIM: We evaluated five stream classification systems observing: 1) differences in richness, abundance and macroinvertebrates communities among stream classes within classification systems; and 2) whether classification systems present better performance using macroinvertebrates. Additionally, we evaluated the effects of taxonomic resolution and data type (abundance and presence) on results. METHODS: Five stream classification systems were used, two based on hydroregions, one based on ecoregions by FEOW, a fourth one based on stream orders and the last one based on clusters of environment variables sampled in 37 streams at Rio Grande do Sul state, Brazil. We used a randomization test to evaluate differences of richness and abundance, a db-MANOVA to evaluate the differences of species assemblages and Classification Strength (CS) to evaluate the classifications performance. RESULTS: There were differences of richness and abundance among stream classes within each stream classification. The same result was found for community data, except for stream order classifications in family level. We observed that stream classes obtained for each stream classification differed in terms of environment variables (db-MANOVA). The classification based on environment variables showed higher CS values than other classification systems. The taxonomic resolution was important to the observed results. Data on genera level presented CS values 12% higher than family level for cluster classification, and the data type was dependent on the classification system and taxonomic resolution employed. CONCLUSION: Our results indicate that classifications based on cluster of environment variables was better than other stream classification systems, and similar results using genera level can be obtained for management programs using family resolution in a geographical context similar to this study.<hr/>OBJETIVO: Avaliamos cinco sistemas de classificação de riachos observando: 1) diferenças na riqueza, abundância e composição da comunidade de invertebrados em riachos entre as classes das classificações utilizadas e 2) qual o melhor esquema de classificação usando macroinvertebrados. Concomitante, avaliamos os efeitos da resolução taxonômica e tipo de dados (abundância e presença/ausência) sobre os resultados. MÉTODOS: Cinco sistemas de classificação de riachos foram adotados, sendo dois baseados em hidrorregiões, ecorregiões aquáticas, ordem do rio e a partir do agrupamento de variáveis ambientais amostradas em 37 riachos no estado do Rio Grande do Sul, Brasil. Utilizamos um teste de aleatorização e uma db-MANOVA para avaliar diferenças na riqueza, abundância e comunidades entre as classes de riacho para cada classificação utilizada. Usamos a força de classificação (CS) para medir o desempenho dos sistemas de classificação adotados. RESULTADOS: Houve diferenças na riqueza e abundância entre as classes de rios dentro de cada classificação e o mesmo resultado foi observado para a comunidade como um todo, exceto para o nível de família na classificação usando ordens de rio. A classificação baseada no agrupamento de variáveis ambientais mostrou maiores valores que os demais sistemas de classificação. A resolução taxonômica foi um fator importante, embora os dados no nível de gênero tenham apresentado valores de CS apenas 12% maiores do que aqueles observados para família, para a classificação baseada no agrupamento de variáveis. CONCLUSÃO: Nossos resultados indicam que classificações baseadas em variáveis ambientais são melhores do que os outros sistemas de classificação, e que monitoramentos baseados em famílias podem responder tão bem quanto o nível de gênero num contexto geográfico similar ao deste estudo. <![CDATA[<b>Structure of benthic macroinvertebrate assemblages on a gradient of environmental integrity in Neotropical streams</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2179-975X2013000400007&lng=en&nrm=iso&tlng=en AIM: This study investigated the taxonomic composition of the benthic macroinvertebrates in streams to evaluate how this fauna reflects the various uses of the soil and to identify which groups of macroinvertebrates might be taken as characterizing each situation under study. METHODS: To achieve these objectives, 29 streams were collected and inserted in regions with different conservation using Surber sampler. Analyzes were performed of environmental variables (Principal Components Analysis - PCA) and taxonomic structure of the community (taxon richness, numerical abundance and Multidimensional scaling - MDS). RESULTS: EPT group (orders Ephemeroptera, Plecoptera and Trichoptera) and the Coleoptera exhibited greater numerical abundance and taxon richness in streams located in reference areas. In contrast, dipteran larvae, especially the chironomids, along with immature odonates, were more abundant in streams in areas suffering from a lack of riparian forest. Multidimensional scaling analysis (MDS) revealed an environmental gradient, on which the streams within the Atlantic forest formed a tightly clustered group, as did those in semideciduous forests. However, the latter group occupied an intermediate position between the Atlantic forest streams and those in areas disturbed by human activity. Among these areas there were no specific clusters by monoculture. CONCLUSIONS: Among the groups of streams defined by the types of land use in the adjacent areas, the state of integrity was found to decline from Atlantic rainforest, through semi-deciduous forest and then pasture, to the monocultures of eucalypts and sugarcane.<hr/>OBJETIVO: Este trabalho investigou a composição taxonômica da comunidade de macroinvertebrados bentônicos em córregos para avaliar como essa fauna reflete os diversos usos do solo e identificar quais os grupos de macroinvertebrados que podem ser considerados característicos de cada situação em estudo. MÉTODOS: Para isso foram realizadas coletas em 29 córregos inseridos em regiões com diferentes estados de conservação utilizando amostrador Surber. Foram realizadas análises das variáveis ambientais (Análise de Componentes Principais - PCA) e da estrutura taxonômica da comunidade (riqueza taxonômica, abundância numérica e Escalonamento Multidimensional - MDS). RESULTADOS: Os resultados evidenciaram que as ordens Ephemeroptera, Plecoptera e Trichoptera (grupo EPT) e Coleoptera tiveram abundância numérica e riqueza taxonômica maiores nos córregos situados em áreas de referência. As larvas de Diptera, particularmente representadas por Chironomidae, juntamente com os imaturos de Odonata tiveram suas maiores participações em córregos situados em áreas consideradas impactadas pela ausência da mata ripícola. A análise muldimensional (MDS) indicou um gradiente ambiental, através do qual se observou que os córregos situados na Mata Atlântica ficaram mais próximos entre si, bem como os córregos em mata semidecídua, porém, este grupo ocupou uma posição intermediária entre os córregos da Mata Atlântica e aqueles de áreas consideradas impactadas, os quais não formaram agrupamentos específicos por monocultura. CONCLUSÕES: De acordo com os grupos de córregos definidos pelo uso do solo, o estado de integridade decresceu da Mata Atlântica, seguido da floresta semidecídua, pastagem, monocultura de eucalipto e cana de açúcar. <![CDATA[<b>Diversity and spatial and temporal variation of benthic macroinvertebrates with respect to the trophic state of Lake Figueira in the South of Brazil</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2179-975X2013000400008&lng=en&nrm=iso&tlng=en Benthic macroinvertebrates are widely used in evaluations of environmental impact and recommended in biomonitoring, but little used in Brazilian lentic environments. One of the main objectives has been to explain and predict the distribution of those species according to environmental characteristics. Thus, the study aims to characterize the predominant fauna of the Lake Figueira sediment and its relationship with organic matter and depth, analyzing seasonal variation in communities and aiming to select bioindicators of the trophic state. Sampling was carried out from January 2008 to January 2009, along the lagoon fetch, with an Ekmann-Birge dredge (area 225 cm²). Taxon richness was not significantly related with depth and organic matter content, but those variables were highly correlated (r = 0.962; r² = 0.926 and p < 0.001). The constant oxygenation of the whole water column allows the occurrence of organisms, independent of depth and organic matter content. Chironomidae was the most abundant taxon and from the frequency of occurrence, abundance and clustering analysis it was possible to select Larsia sp. , Goeldichironomus maculatus, Xenochironomus sp. , Aedokritus sp. Cladopelma forcipis, Cryptochironomus brasiliensis, Nilothauma sp.1 and Caladomyia sp. C, Tanytarsus sp. , Tanytarsus rhabdomantis and Chironomus gr. salinarius as potential indicators related with the spatiotemporal faunal distribution of Lake Figueira.<hr/>Macroinvertebrados bentônicos são amplamente utilizados nas avaliações de impacto ambiental e recomendado em biomonitoramento, mas pouco utilizado em ambientes lênticos brasileiros. Um dos principais objetivos tem sido explicar e predizer a distribuição das espécies de acordo com as características ambientais. Assim, o estudo tem por objetivo caracterizar a fauna predominante do sedimento da Lagoa da Figueira e sua relação com a matéria orgânica e profundidade, analisando as variações sazonais nas comunidades e com o objetivo de selecionar bioindicadores do estado trófico. A amostragem foi realizada a partir de Janeiro 2008 a janeiro 2009, ao longo do fetch da lagoa, com uma draga Ekmann-Birge (área 225 cm²). Riqueza de táxon não foi significativamente relacionada com a profundidade e teor de matéria orgânica, mas essas variáveis foram altamente correlacionadas (r = 0,962, r ² = 0,926 e p < 0,001). A constante oxigenação de toda coluna de água possibilita a ocorrência dos organismos independente da profundidade e conteúdo de matéria orgânica. Chironomidae foi o táxon mais abundante e a partir da frequência de ocorrência, abundância e da análise de agrupamento foi possível selecionar Larsia sp., Goeldichironomus maculatus, Xenochironomus sp., Aedokritus sp., Cladopelma forcipis, Cryptochironomus brasiliensis, Nilothauma sp.1, Caladomyia sp. C, Tanytarsus sp., Tanytarsus rhabdomantis e Chironomus gr. salinarius como potenciais indicadores relacionados com a distribuição espaço-temporal da fauna da Lagoa da Figueira. <![CDATA[<b>Conservation unit and water quality</b>: <b>the influence of environmental integrity on benthic macroinvertebrate assemblages</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2179-975X2013000400009&lng=en&nrm=iso&tlng=en AIM: This study aimed to determine the effectiveness of a Conservation Unit (CU) in maintaining the quality of freshwater habitats and to evaluate the influence of environmental integrity on benthic macroinvertebrate assemblages. METHODS: The research was conducted at sampling sites located within and outside of the CU in the Alto Uruguai region, southern Brazil, and included two stages: (i) the collection of benthic macroinvertebrates and (ii) the application of a Rapid Assessment Protocol (RAP) to characterise the habitat quality. RESULTS: A total of 1,362 benthic macroinvertebrates were collected during the study, totalling 30 taxa. The densities within and outside the CU were significantly different (F= 160.08; p= 0.05), and the Shannon diversity and taxa richness followed the same pattern (F= 118.72, p= 0.05; and F= 176.33, p= 0.04, respectively). In contrast, the Pielou equitability did not differ within and outside the CU (F= 0.19, p= 0.74). The biotic index (Biological Monitoring Working Party) indicated that water quality was good or very good in the majority of cases. Most of the sampling sites were classified as ‘natural’ according to the RAP. The taxa richness was significantly related to habitat diversity (F= 7.24; p = 0.05), but no significant relationship was found between the habitat diversity and the Shannon diversity (F= 2.13, p = 0.22). CONCLUSION: The CU was effective for the conservation of water quality and the freshwater biodiversity of benthic macroinvertebrates. The results show that the environmental integrity was related to the distribution of benthic macroinvertebrates, primarily to the taxa richness. More detailed investigations need to be developed to better understand these relationships and to take into account the temporal scale. An analysis of the most significant sources of stress on the aquatic life outside the area is recommended.<hr/>OBJETIVO: Este estudo teve como objetivo determinar a eftcácia de uma Unidade de Conservação (UC) em manter a qualidade de hábitats aquáticos e avaliar a influência da integridade ambiental sobre as assembléias de macroinvertebrados bentônicos. MÉTODOS: A pesquisa foi realizada em pontos amostrais localizados dentro e fora de uma UC na região do Alto Uruguai, sul do Brasil, e incluiu duas etapas: (i) a coleta de macroinvertebrados bentônicos e, (ii) a aplicação de um Protocolo de Análise Rápida (PAR) para caracterizar a qualidade de habitat. RESULTADOS: Um total de 1,362 organismos foram coletados durante o estudo, totalizando 30 taxa. As densidades dentro e fora da UC foram significativamente diferente (F= 160.08, p= 0.05), e a diversidade de Shannon e riqueza de táxons seguiram o mesmo padrão (F= 118.72, p= 0.05; e F= 176.33, p=0.04, respectivamente). Em contraste, a equitabilidade de Pielou não diferiu dentro e fora da UC (F= 0.19, p= 0.74). O índice biótico (Biological Monitoring Working Party) indicou que a qualidade da água foi boa ou muito boa na maioria dos casos. A maioria dos pontos amostrais foram classificados como "natural’ de acordo com o PAR. A riqueza de táxons foi significativamente relacionada com a diversidade de habitat (F= 7.24, p = 0.05), mas nenhuma relação significativa foi encontrada entre a diversidade de habitat e a diversidade de Shannon (F= 2.13, p = 0.22). CONCLUSÃO: A UC foi efetiva para a conservação da qualidade da água e a biodiversidade aquática de macroinvertebrados bentônicos. Os resultados sugerem que a integridade ambiental estava relacionada com a distribuição de macroinvertebrados bentônicos, principalmente com a riqueza de táxons. Investigações mais detalhadas devem ser desenvolvidas para compreender melhor essas relações e levar em conta a escala temporal. Recomenda-se uma análise das mais importantes fontes de estresse à vida aquática fora da área. <![CDATA[<b>Influence of local and landscape characteristics on the distribution and diversity of fish assemblages of streams in the Ivinhema River basin, Upper Paraná River</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2179-975X2013000400010&lng=en&nrm=iso&tlng=en OBJECTIVES: Among the most relevant issues in community ecology is the influence of different ways of addressing the pattern of diversity and distribution of species, and based on this, the present study sought to evaluate the influence of landscape and local characteristics on the richness and composition of fish assemblages in the Ivinhema River basin. METHOD: In the present study, we used data of distribution of fish species in 25 stretches of streams of the Ivinhema River basin, Upper Paraná River, aiming to know the role of local characteristics and land use on fish assemblages. RESULTS: We identified 113 fish species, and those sampled in a greater number of sites were: Astyanax altiparanae and Serrapinnus notomelas. The richness varied between 4 and 65 species. The regression tree allowed explaining 89.3% of richness variation, and permitted to identify that altitude is the main predictor of richness. According to the canonical correspondence analysis, variables that most influenced the species distribution were: altitude, depth, width, velocity, conductivity and percentage of built-up areas. CONCLUSIONS: Our results suggested that factors that most influenced fish assemblages in the Ivinhema River basin were physiographic and limnological characteristics, followed by land use.<hr/>OBJETIVOS: Entre as questões mais importantes em ecologia de comunidades está a influência das diferentes formas de abordagem sobre o padrão de diversidade e distribuição das espécies, com base nisso o presente trabalho buscou avaliar a influência das características locais e de paisagem sobre a riqueza e composição das assembleias de peixes na bacia do rio Ivinhema. MÉTODO: no presente trabalho utilizamos dados da distribuição das espécies de peixes em vinte e cinco trechos de riachos da bacia do rio Ivinhema, Alto Rio Paraná, visando compreender o papel de características locais e de uso do solo sobre as assembleias de peixes; RESULTADOS: Identificamos 113 espécies de peixes, sendo que as amostradas em maior número de pontos foram Astyanax altiparanae e Serrapinnus notomelas. A riqueza variou entre 4 e 65 espécies. O resultado da árvore de regressão permitiu explicar 89.3% da variação da riqueza e permitiu identificar que a altitude é o principal preditor da riqueza. Conforme a análise de correspondência canônica, as variáveis que mais influenciaram a distribuição das espécies foram: altitude, profundidade, largura, velocidade,condutividade e áreas edificadas. CONCLUSÕES: Nossos resultados sugerem que os fatores que mais influenciam as assembleias de peixes na bacia do rio Ivinhema são as características fisiográficas e limnológicas, seguidas pelo uso do solo.