Scielo RSS <![CDATA[Acta Limnologica Brasiliensia]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=2179-975X20110004&lang=en vol. 23 num. 4 lang. en <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[<b>Editorial</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2179-975X2011000400001&lng=en&nrm=iso&tlng=en <![CDATA[<b>Spatial and seasonal distribution of chromophoric dissolved organic matter in the Upper Paraná River floodplain environments ( Brazil)</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2179-975X2011000400002&lng=en&nrm=iso&tlng=en AIM: Our aim was to identify dissolved organic matter (DOM) main sources in environments of the Upper Paraná River floodplain and their seasonal and spatial variation. METHODS: Ultraviolet-visible and fluorescence spectroscopy were utilized. The samples were obtained from November 2007 to September 2008 in six lakes of the floodplain. RESULTS: DOM quality differs among environments and also between rainy and dry season. The environments connected with Paraná River showed a high variation on the allochthonous/autochthonous proportion. Aquatic macrophytes might represent an important contribution to DOM in Garças and Osmar lakes. CONCLUSIONS: In general, environments connected to Paraná River have a greater influence of autochthonous DOC, while the others are most influenced by allochthonous inputs.<hr/>OBJETIVO: O objetivo deste estudo foi identificar a origem da matéria orgânica dissolvida (MOD) em ambientes da planície de inundação do alto rio Paraná e sua variação sazonal e espacial. MÉTODOS: Para tal, foram utilizadas técnicas de espectroscopia ultravioleta-visível e de fluorescência. As amostras foram coletadas no período de novembro de 2007 a setembro de 2008 em seis lagoas da planície de inundação. RESULTADOS: A qualidade da MOD difere entre ambientes e também entre as estações seca e chuvosa. Os ambientes conectados ao rio Paraná apresentaram grande variação na proporção autóctone/alóctone. Macrófitas aquáticas podem representar uma contribuição importante à MOD nas lagoas Garças e Osmar. CONCLUSÕES: Em geral, ambientes conectados ao rio Paraná têm maior influência de COD autóctone, enquanto os demais têm maior influência de COD alóctone. <![CDATA[<b>Relationship between banana plant cultivation and stream macroinvertebrate communities</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2179-975X2011000400003&lng=en&nrm=iso&tlng=en AIMS: The present study describes the influence of banana plant cultivation on macroinvertebrate communities of streams located in the southeastern region of São Paulo state in the Atlantic Forest (four located in areas of banana cultivation and four in preserved areas); METHODS: Sampling was performed during October and November of 2005. The fauna was collected with Surber sampler and a D-aquatic net (both with mesh of 0.25 mm) in rapids and backwaters. Simultaneously, an environmental characterization of each stream was made; RESULTS: In total, 3,609 individuals were collected, distributed in 57 families, in which 45 were in forested streams and 46 in the banana plantation sites. Gripopterygidae, Perlidae, Leptophlebiidae, Leptoceridae, Helicopsychidae and Palaemonidae were abundant in forested streams, while Hydropsychidae, Chironomidae and Baetidae were abundant in the streams located in banana cultivation areas. Cluster analysis (UPGMA) with Simpson similarity measurement applied to the fauna of all streams evidenced the differences between forested and banana plantation streams. An analysis of similarity applied to both situations also pointed to significant differences (p < 0.05) between the two areas; CONCLUSIONS: This agricultural activity, although did not influence species richness patterns, seems to influence the structure of macroinvertebrate communities in low order streams in the Atlantic Forest region.<hr/>OBJETIVOS: O presente estudo analisou a influência do cultivo de banana sobre a comunidade de macroinvertebrados aquáticos de córregos localizados na região sul do Estado de São Paulo em áreas de Mata Atlântica (quatro em áreas com cultivo de banana e quatro localizados em áreas preservadas); MÉTODOS: As coletas da fauna foram realizadas no período de outubro a novembro de 2005. Os macroinvertebrados foram coletados com amostrador tipo Surber e rede D, ambos com malha de 0,25 mm em áreas de corredeira e remanso; RESULTADOS: No total, foram coletados 3609 macroinvertebrados pertencentes a 57 famílias, sendo 45 nos córregos florestados e 46 nos locais de cultivo da banana. Gripopterygidae, Perlidae, Leptophlebiidae, Leptoceridae, Helicopsychidae, e Palaemonidae foram mais abundantes nos córregos preservados, enquanto Hydropsychidae, Chironomidae e Baetidae foram mais abundantes nos córregos localizados em áreas de plantações de banana. A diversidade, a riqueza e os índices comunitários responderam às características do uso de terra analisados. A análise de Cluster, utilizando-se UPGMA e Simpson como medida de similaridade, aplicada sobre a fauna de macroinvertebrados aquáticos, apontou para dois agrupamentos, sendo um localizado em áreas com cultivo de banana e outro localizado na área preservada. O teste de similaridade (ANOSIM) aplicado aos dois agrupamentos também apontou para diferenças significativas (p < 0,05) entre as duas áreas; CONCLUSÕES: Esta atividade agrícola, apesar de apresentar pouca influencia para a riqueza de espécies, parece influenciar na estrutura da comunidade de macroinvertebrados de córregos de baixa ordem da região da Mata Atlântica modificando os arranjos faunísticos. <![CDATA[<b>The grass is always greener on the other side</b>: <b><i>Triplectides </i>Kolenati, 1859 (Leptoceridae) and <i>Marilia </i>Müller, 1880 (Odontoceridae) occupying cases of other Trichoptera species</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2179-975X2011000400004&lng=en&nrm=iso&tlng=en AIM: Larvae of Triplectides spp. and Marilia sp. occupying cases of other species are recorded and photographed; METHODS: The material was collected in different sites and dates in Atlantic Forest and Central Amazon regions; RESULTS: The Triplectides larvae seem to have an opportunistic behavior, occupying a great variety of cases, which reflects their common habit of enter in hollow twigs instead of build complex cases. However, this behavior is not frequently recorded in Marilia larvae, and we believe that the difference on the roughness of the interior walls, as well as the difference of the color of the material of the cases limit the opportunistic behavior in this genus; CONCLUSIONS: Experimental studies with different species can help the understanding of this behavior in the light of adaptive values.<hr/>OBJETIVO: Larvas de Triplectides spp. e Marilia sp. ocupando casulos de outras espécies são registradas e fotografadas; MÉTODOS: O material foi coletado em diferentes localidades e datas em regiões de Mata Atlântica e Amazônia Central; RESULTADOS: As larvas de Triplectides parecem ter um comportamento oportunista, ocupando uma grande variedade de abrigos, o que reflete seu hábito comum de entrar em galhos vazios ao invés de construir casulos complexos. Entretanto, este comportamento não é registrado freqüentemente em larvas de Marilia, e nós acreditamos que a diferença na rugosidade das paredes interiores, assim como a diferença na cor dos tipos de materiais dos casulos limitam o comportamento oportunista entre as espécies deste gênero; CONCLUSÕES: Estudos experimentais com diferentes espécies podem ajudar o entendimento desse comportamento à luz dos valores adaptativos. <![CDATA[<b>Influence of net-cage fish farming on zooplankton biomass in the Itá reservoir, SC, Brazil</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2179-975X2011000400005&lng=en&nrm=iso&tlng=en OBJECTIVES: This study aimed to verify the influence of net-cage fish farming on zooplankton biomass in the Itá reservoir (Uruguay River, Brazil). METHODS: Samples were collected monthly from October/2009 to May/2010 at the surface and at the bottom in two sampling stations, the net-cage area and in a control area using a Van Dorn bottle and a plankton net (68 µm). RESULTS: The Cladocera and Copepoda biomass was estimated by dry weight using a micro-analytical balance, and the Rotifera biomass by Biovolume. Total zooplankton biomass varied between 6.47 and 131.56 mgDW.m-3 Calanoida copepod presented the highest value of biomass (127.56 mgDW.m-3) and rotifers, despite having an important contribution to total density, showed a maximum biomass of 2.01 mgDW.m-3. Zooplankton biomass at the net-cage area surface was higher when compared with the control area during the months of October to January. However, the zooplankton biomass was similar at the bottom of the two areas throughout the studied period. From February until May, zooplankton biomass decreased in both sampling stations, a fact probably associated with the flushing of the reservoir, followed by an increase in water transparency and a decrease in chlorophyll-a concentration in the following months (February to May). CONCLUSIONS: The influence of fish farming on zooplankton biomass was detected at the surface of the net-cage area only from October to January. From February to May this influence was not found, probably by the influence of the flushing of the reservoir.<hr/>OBJETIVO: Este estudo teve o objetivo de verificar a influencia da piscicultura em tanque-rede sobre a biomassa da comunidade zooplanctônica no reservatório de Itá (Rio Uruguai, Brasil). METODOLOGIA: Foram realizadas coletas mensais de outubro/2009 a maio/2010 na superfície e no fundo em dois pontos amostrais, ponto tanque-rede e em uma área controle, com o auxílio da garrafa Van Dorn e rede de plâncton (68 µm). RESULTADOS: A biomassa dos rotíferos foi obtida através do cálculo do biovolume e a dos cladóceros e copépodos por peso seco, a partir da pesagem em balança micro-analítica. Os valores de biomassa total zooplanctônica variaram entre 6,47 e 131,56 mgDW.m-3. Os copépodos Calanoida apresentaram os maiores valores de biomassa (127,56 mgDW.m-3) e os rotíferos, apesar de importantes em termos de densidade, apresentaram uma biomassa máxima de 2,01 mgDW.m-3, contribuindo pouco para biomassa total. A área de cultivo apresentou maiores valores de biomassa zooplanctônica na superfície quando comparada com a área controle, durante os meses de outubro a janeiro. Entretanto, a biomassa zooplanctônica na água do fundo foi semelhante nas duas áreas durante todo o período de estudo. De fevereiro a maio, os valores de biomassa reduziram-se nos dois pontos amostrais, fato esse associado ao incremento do fluxo da vazão efluente do reservatório, através da abertura das comportas no mês de janeiro, o que foi acompanhada pelo aumento da transparência da água e decréscimo nos valores de clorofila-a nos meses seguintes (fevereiro a maio). CONCLUSÃO: A influência da piscicultura na biomassa da comunidade zooplanctônica foi detectada na superfície da área dos tanques-rede, no período de outubro a janeiro, entretanto, nos meses seguintes, de fevereiro a maio, não foi observado o efeito, possivelmente explicado pela perda da camada superficial do reservatório. <![CDATA[<b>Temporal variation in the biomass and nutrient status of <i>Azolla filiculoides </i>Lam. </b><b>(Salviniaceae) in a small shallow dystrophic lake</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2179-975X2011000400006&lng=en&nrm=iso&tlng=en AIM: This study determined the temporal variation of the biomass and the concentrations of carbon, nitrogen and phosphorus in Azolla filiculoides Lam. in a small (0.5 ha) shallow dystrophic lake located in the city of Rio Grande (Rio Grande do Sul State, Brazil). METHOD: Sampling was conducted monthly between November 2000 and October 2001. The macrophytes were collected randomly in three replicates with a circular collector 0.3 m in diameter and subsequently washed with tap water and oven-dried at 60 ºC for determination of the dry weight and the nutrient status (i.e., carbon, nitrogen and phosphorus). Primary productivity was estimated by the variation in biomass among successive samples. RESULTS: A. filiculoides was present in the lake throughout the year and occupied between 50 and 80% of the surface area. The biomass values ranged from 34.2 g DW.m-2, recorded in May (autumn), to 170.9 g DW.m-2 in January (summer). The highest rate of primary productivity was 3.3 g DW.m-2.d-1, observed in June. The concentrations of carbon, nitrogen and phosphorus in the plant ranged between 403 and 551 g.kg-1, 13.4 and 25.7 g.kg-1 and 0.5 and 1.9 g.kg-1, respectively. The water N:P ratio ranged between 19:1 and 368:1. CONCLUSION: The coverage of the surface of the lake by A. filiculoides throughout the study period and the nutritional status of the plant demonstrate the importance of the cycling of nutrients by macrophytes in this aquatic environment. The higher N:P ratio in the water column, compared with other neighboring environments without macrophytes, shows that the enrichment of the lake may result from the biological N-fixation activity produced by A. filiculoides.<hr/>OBJETIVO: Este estudo determinou a variação temporal da biomassa e as concentrações de carbono, nitrogênio e fósforo de Azolla filiculoides Lam., em um pequeno lago raso distrófico situado no município do Rio Grande (Rio Grande do Sul, Brasil). MÉTODO: As amostragens foram realizadas mensalmente no período entre novembro de 2000 e outubro de 2001. As macrófitas foram coletadas aleatoriamente em três repetições, utilizando-se coletor circular de 0,3 m de diâmetro e posteriormente lavadas com água corrente e secas em estufa 60 ºC para determinação do peso seco e dos nutrientes: carbono, nitrogênio e fósforo. A produção primária foi estimada pela variação de biomassa entre coletas sucessivas. RESULTADOS: A. filiculoides esteve presente no lago durante todo o ano, ocupando sempre entre 50 e 80% da superfície do lago. Os valores de biomassa variaram entre 34,2 g PS.m-2, registrado em maio (outono) e 170,9 g PS.m-2 em janeiro (verão). A maior taxa de produtividade primária foi 3,3 g PS.m-2.d-1 foi registrada em Junho. As concentrações de carbono, nitrogênio e fósforo na planta variaram entre: 403 e 551 g. kg-1, 13,4 e 25,7 g.kg-1 e 0,5 e 1,9 g.kg-1, respectivamente. Os valores da relação N:P na coluna de água variou entre 19:1 e 368:1. CONCLUSÃO: A cobertura da superfície do lago por A. filiculoides durante todo o período do estudo e o seu estado nutricional demonstram sua importância na ciclagem dos nutrientes neste ambiente aquático. A maior relação N:P na coluna de água quando comparada a outro ambiente próximo sem a presença desta macrófita, apoia a ideia de que A. filiculoides pode ser a responsável pelo enriquecimento do lago por meio da atividade de fixação biológica de nitrogênio. <![CDATA[<b>Invertebrates associated to <i>Eichhornea azurea</i> Kunth in a lagoon of the Upper Paraná River</b>: <b>composition, community attributes and influence of abiotic factors</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2179-975X2011000400007&lng=en&nrm=iso&tlng=en AIM: We evaluated the composition and community attributes of invertebrates associated to Eichhornia azurea at Cascalho Lagoon, Upper Paraná River, Mato Grosso do Sul State, Brazil, over a hydrological cycle, as well the possible influence of abiotic factors upon these attributes. METHODS: The samplings were conducted during 2010 in the rainy and dry periods at stands of E. azurea. The attributes evaluated were abundance, richness, diversity, evenness and dominance. The abiotic factors, temperature, dissolved oxygen, pH and turbidity were summarized by a Principal Component Analysis (PCA). In order to verify possible differences between the mean values of the community attributes and the scores of the PCA axis in different periods, we employed null models analysis of variance. The influence of abiotic factors on each attribute was evaluated through Pearson correlations. RESULTS: We captured 3,052 individuals, distributed into 32 taxa, belonging to the phyllum Mollusca, Annelida, Nematoda and Arthropoda. Among the assessed attributes, only abundance and richness varied significantly between periods, with higher values during the rainy period. Chironomidade was dominant in both periods, whereas Notonectidae and Cyclopoida were rare in the rainy, and Bivalve, Decapoda, Haliplidae, Trichoptera and Pyralidae, in the dry period. A temporal distinction was evident only for the PCA axis 1, which represented gradients in temperature, dissolved oxygen and pH. Among the community attributes, only abundance was significant and negatively correlated with this axis. CONCLUSION: We attested that: i) the rainy period should add favorable conditions for invertebrates' higher richness and abundance in this macrophyte; ii) only the later attribute was influenced by limnological gradients.<hr/>OBJETIVO: Nós avaliamos a composição e atributos da comunidade de invertebrados associados à Eichhornia azurea na lagoa do Cascalho, alto rio Paraná, MS, Brasil, durante um ciclo hidrológico, bem como a possível influência de fatores abióticos sobre estes atributos. MÉTODOS: Amostragens foram realizadas em bancos de E. azurea durante os períodos chuvoso e seco em 2010. Os atributos avaliados foram abundância, riqueza, diversidade, equitabilidade e dominância. As variáveis limnológicas temperatura, oxigênio dissolvido, pH e turbidez foram sumarizadas através da Análise de Componentes Principais (PCA). Para verificar possíveis diferenças entre as médias dos atributos e dos escores do eixo 1 da PCA nos diferentes períodos utilizou-se análises de variância de modelos nulos. A influência dos fatores abióticos sobre cada atributo foi avaliada através de correlações de Pearson. RESULTADOS: Nós capturamos 3052 indivíduos, distribuídos em 32 táxons, pertencentes aos filos Mollusca, Annelida, Nematoda e Arthropoda. Dentre os atributos avaliados, apenas a abundância e riqueza variaram significativamente entre os períodos, com maiores valores obtidos para o chuvoso. Chironomidade foi dominante em ambos os períodos enquanto Notonectidae e Cyclopoida foram raros no período chuvoso e Bivalve, Decapoda, Haliplidae, Trichoptera e Pyralidae no período seco. Distinção temporal foi evidente apenas para o eixo 1 da PCA, o qual representou gradientes de temperatura, oxigênio dissolvido e pH. Dentre os atributos avaliados, somente a abundância apresentou correlação significativa e negativa com este eixo. CONCLUSÃO: Ficou evidente que: i) o período chuvoso deve agregar condições favoráveis para a ocorrência de maior riqueza e elevada abundância de invertebrados nesta macrófita; ii) somente este último atributo foi influenciado pelos gradientes limnológicos. <![CDATA[<b>Effects of liming and development of Curimbatá <i>(Prochilodus lineatus)</i> larvae on the abundance of zooplankton in fish ponds</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2179-975X2011000400008&lng=en&nrm=iso&tlng=en AIM: We aimed to evaluate the influence of the correction of the water alkalinity in the fish ponds on the density of zooplankton under a period they were stocked with larvae of Prochilodus lineatus, a neotropical fish called "Curimbatá". METHODS: We used a factorial design completely randomized. In one plot (2 ponds) there was no correction of the alkalinity of the water (20 mg CaCO3.L-1) and in two others, this variable was adjusted weekly to values around 30 and 60 mg CaCO3.L-1 ¹, with two replicates each. Zooplankton was sampled weekly and the experiment lasted 63 days. RESULTS: Significant differences in the density of the zooplankton over time (F = 6.78, p < 0.05) were found and there was a sharp decrease in zooplankton density from first to second week, and successive small increases in density from the fourth week until the end of the experiment. When considering the entire study period, alkalinity correction 60 mg CaCO3.L-1 resulted in higher density of zooplankton. Great changes in zooplankton composition occurred. Rotifera were dominant at the beginning of the experiment and Cladocera and Copepoda in the later weeks possibly due to an interplay of dilution by rain and fish predation in the initial part of the experiment and due to both alkalinity correction and predation by both fish and predatory copepods from the fourth week until the end. CONCLUSION: The experiment corroborated the hypothesis that correction of water alkalinity in ponds does favor zooplankton development but also highlighted biotic and abiotic interaction of factors operating simultaneously.<hr/>OBJETIVO: Nosso objetivo foi avaliar a influencia da correção da alcalinidade da água em viveiros de piscicultura na densidade do zooplâncton em período em que foram estocados com larvas de Prochilodus lineatus, um peixe neotropical denominado "Curimbatá". MÉTODOS: Foi utilizado um delineamento experimental fatorial, inteiramente causualizado. Em um tratamento (2 viveiros), não houve correção da alcalinidade da água, e em outros dois viveiros, a alcalinidade foi ajustada semanalmente para valores em torno de 30 e 60 mg CaCO3.L-1, com duas réplicas cada. Os organismos zooplanctônicos foram coletados semanalmente durante 63 dias. RESULTADOS: Diferenças significativas foram observadas na densidade do zooplâncton ao longo do tempo (F = 6,78, p < 0,05) e um decréscimo acentuado na densidade do zooplâncton foi observado da primeira para a segunda semana, e pequenos aumentos sucessivos na densidade da quarta semana até o final do experimento. Ao considerar todo o período experimental, a alcalinidade corrigida para 60 mg CaCO3.L-1 resultou em maiores densidades de zooplâncton. Ocorreram grandes mudanças na composição zooplanctônica. Rotifera foram dominantes no início do experimento e Cladocera e Copepoda nas últimas semanas, possivelmente devido a uma interação da correção da alcalinidade e predação tanto por peixes quanto por copépodos predadores que ocorreram a partir da quarta semana até o fim. CONCLUSÃO: O experimento corroborou a hipótese que a correção da alcalinidade da água em viveiros favorece o desenvolvimento do zooplâncton, mas também destacou-se a interação de fatores bióticos e abióticos atuando simultaneamente. <![CDATA[<b>Diversity of phytoplankton community in different urban aquatic ecosystems in metropolitan João Pessoa, state of Paraíba, Brazil</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2179-975X2011000400009&lng=en&nrm=iso&tlng=en AIM: The aim of the present study was to identify which environmental factors affect the seasonal phytoplankton structure in different types of tropical aquatic ecosystems. Phytoplankton sampling was performed bi-monthly from August 2009 to June 2110 at three sites in the Solon de Lucena Lake, Jaguaribe River and Águas Minerais reservoir. METHODS: The environmental variables were water temperature, transparency, depth, degree of infestation of aquatic macrophytes, air temperature, wind speed, solar radiation and precipitation. The phytoplankton community was studied in terms of richness, density, diversity and evenness. The data were treated with analysis of variance and canonical correspondence analysis. RESULTS: Spatial variations in the data only occurred between ecosystems (p < 0.05). The reservoir and river exhibited typical phytoplankton of lotic environments, with a greater richness of Bacillariophyta (52.8% and 47.8%, respectively). The lake exhibited the typical richness lentic environments, with the greatest contribution from Chlorophyta (52.8%). This ecosystem was characterized by an absence of macrophytes, a low degree of water transparency (0.3 ± 0 m) and high algal density (89,903 ± 38,542 ind. mL-1), with a dominance of Aphanocapsa nubilum. In the river environment, the lesser diversity (0.64 ± 0.24 bit.ind-1 ) was associated to lesser richness (2.4 ± 0.5 spp.) and lesser evenness (0.39 ± 0.19) in comparison to the other ecosystems. The influence of macrophytes in the river and reservoir contributed toward the introduction of metaphytes and epiphytes in the phytoplankton, which was explained by the direct relationship between the density of these species and macrophytes. CONCLUSION: Thus, water transparency and macrophytes were the main factors related to fluctuations between the different aquatic ecosystems studied.<hr/>OBJETIVO: Este trabalho visou identificar que fatores ambientais interferem na estrutura sazonal fitoplanctônica em diferentes tipos de ecossistemas aquáticos tropicais. Coletas do fitoplâncton foram realizadas bimestralmente de agosto/2009 até junho/2010 em três pontos na lagoa Solon de Lucena, no rio Jaguaribe e no reservatório das Águas Minerais. MÉTODOS: As variáveis ambientais utilizadas neste estudo foram temperatura e transparência da água, profundidade, níveis de infestação de macrófitas aquáticas, temperatura do ar, velocidade do vento, radiação solar e precipitação pluviométrica. A comunidade fitoplanctônica foi estudada em nível de riqueza, densidade, diversidade e equitatividade. Os dados foram tratados através de análise de variância e ACC. RESULTADOS: A variação espacial dos dados foi observada apenas entre os ecossistemas (p < 0,05). O reservatório e o rio apresentaram fitoplâncton típico de ambientes lóticos com maior riqueza de Bacillariophyta (52,8% e 47,8%, respectivamente). Entretanto, a lagoa apresentou riqueza típica de ambientes lacustres com maior contribuição de Chlorophyta (52,8%). Este ecossistema diferente dos demais foi caracterizado pela ausência de macrófitas, baixa transparência da água (0,3 ± 0 m) e elevada densidade algal (89.903 ± 38.542 ind. mL-1), com dominância Aphanocapsa nubilum. No rio uma menor diversidade (0,64 ± 0,24 bit.ind-1 ) foi associada à menor riqueza (2,4 ± 0,5 spp.) e à menor equitatividade (0,39 ± 0,19) comparados aos outros ecossistemas. A influência de macrófitas no rio e no reservatório contribuiu para a introdução de espécies metafíticas e epifíticas no fitoplâncton, o que foi explicado pela relação direta da densidade destas espécies com as macrófitas. CONCLUSÃO: Assim, a transparência da água e macrófitas foram os principais fatores relacionados com as flutuações do fitoplâncton entre os diferentes tipos de ecossistemas aquáticos estudados. <![CDATA[<b>Effect of Urucu oil (Brazilian Amazon) on the biomass of the aquatic macrophyte <i>Eichhornia crassipes</i> (Mart.) </b><b>Solms (Pontederiaceae)</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2179-975X2011000400010&lng=en&nrm=iso&tlng=en The rivers and floodplain lakes of the Urucu petroleum-bearing region in central Amazonia are extensively colonized by aquatic macrophytes, which may be affected by accidental spills during oil extraction and transportation operations. Among the species of macrophytes, the free-floating Eichhornia crassipes (water hyacinth) is abundant; AIM: The objective of this study was to evaluate the effect of different dosages of Urucu crude oil (0, 0.5, 1.5 and 3.0 L.m-2) on the biomass of E. crassipes and on some physical and chemical characteristics of the water in which the plant grew; METHODS: The experiment was conducted over a period of 84 days. Every seven days, the biomass (live and dead) of E. crassipes and the temperature, pH, electrical conductivity and dissolved oxygen in the water were measured; RESULTS: The dosage of 0.5 L.m-2 was sufficient to cause partial mortality (48%) in E. crassipes after 35 days of exposure to oil. The dosage of 3.0 L.m-2 caused total mortality (100%) in E. crassipes after 84 days of exposure. The decomposition of the oil and the dead biomass of E. crassipes reduced the dissolved oxygen and pH, and increased electrical conductivity and concentrations of total phosphorus in the water; CONCLUSIONS: We conclude that an oil spill can cause total mortality in the local population of one macrophyte species, but not of another. This may alter the macrophyte species diversity in the impacted region. In the case of E. crassipes and Pistia stratiotes, an Urucu crude oil spill could favor E. crassipes, the species less sensitive to oil.<hr/>Os rios e lagos de várzea da província petrolífera de Urucu, na Amazônia Central, são amplamente colonizados por macrófitas aquáticas, que podem ser afetadas por acidentes durante a exploração e o transporte de petróleo. Entre as macrófitas, a espécie flutuante Eichhornia crassipes (aguapé) ocorre abundantemente na região; OBJETIVO: O objetivo desse estudo foi verificar o efeito de diferentes dosagens do petróleo de Urucu (0; 0,5; 1,5 e 3,0 L.m-2) na biomassa viva e morta de E. crassipes e em algumas características físicas e químicas da água; MÉTODOS: O experimento teve oitenta e quatro dias de duração. A cada sete dias foi determinada a biomassa (viva e morta) de E. crassipes e os valores de temperatura, pH, condutividade elétrica e oxigênio dissolvido da água; RESULTADOS: A dosagem de 0,5 L.m-2 foi suficiente para causar mortalidade parcial (48%) em E. crassipes após trinta e cinco dias de exposição ao petróleo. A dosagem de 3,0 L.m-2 causou mortalidade total (100%) em E. crassipes em oitenta e quatro dias de exposição. A decomposição do petróleo e da biomassa morta de E. crassipes provocam a redução do oxigênio dissolvido e do pH, e aumento da condutividade elétrica e de fósforo total na água; CONCLUSÕES: Nós concluímos que um derramamento de petróleo pode provocar mortalidade total em uma população de uma espécie de macrófita, mas não em uma outra. Isto pode alterar a diversidade de espécies de macrófitas na região impactada. No caso de Eichhornia crassipes e Pistia stratiotes, um derramamento de petróleo de Urucu pode favorecer E. crassipes, a espécie menos sensível ao petróleo. <![CDATA[<b>Different levels of taxonomic resolution in bioassessment</b>: <b>a case study of oligochaeta in lowland streams</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2179-975X2011000400011&lng=en&nrm=iso&tlng=en AIM: This study evaluated the use of oligochaetes at different levels of taxonomic resolution as environmental indicators in Argentine lowland streams affected by different land uses. METHODS: Sampling sites were grouped based on the physicochemical and habitat characteristics (low-, moderate-, and high-impact disturbance). Collection of the oligochaetes samples was carried out seasonally in sediment and vegetation habitats. RESULTS: The increases in nutrients and organic matter produced elevated densities of the Oligochaeta, but when the disturbance also involved changes in the physical habitat or enhancements in toxic substances, the abundance decreased significantly to values even lower than those of non-impacted environments. The responses of Naidinae and Tubificinae were similar. The density of the Pristininae decreased with increasing impact, but those of the Enchytraeidae and Rhyacodrilinae increased at the most highly impacted sites. The Opistocystidae were not recorded in high-impact sites. Species richness and diversity (H') were lower in high-impact sites and even lower in sediments. Some species presented no restrictions in the habitat type or with the contamination level: Limnodrilus hoffmeisteri, Dero furcatus, D. digitata, D. pectinata, Pristina longiseta, and P. aequiseta. Moreover, Trieminentia corderoi, Slavina appendiculata, and Aulodrilus pigueti exhibited the highest abundances at low-impact sites and were not registered in high-impact sites. CONCLUSIONS: The Oligochaeta show a relatively wide ecological valence through their extensive number of species. Although lower taxonomic levels can give information about environmental status, test-species' sensitivities to different types and degrees of contamination will be of utmost relevance to the evaluation of ecological quality.<hr/>OBJETIVO: Este estudo analisou as uso de oligoquetos em diferentes níveis de resolução taxonômica como indicadores ambientais em rios de planície Argentina afetadas por diferentes usos da terra. MÉTODOS: Os sítios de amostragem foram agrupados com base nas características físico-químicas e habitat (perturbação baixa, moderada ou alta). Amostras de oligoquetos foram coletadas sazonalmente em habitats de sedimentos e vegetação. RESULTADOS: Os aumentos de nutrientes e matéria orgânica resultaram em densidades elevadas de Oligochaeta, mas quando a perturbação também envolveu mudanças no habitat físico ou incrementos em substâncias tóxicas, a abundância diminuiu de forma significativa para valores ainda mais baixos que os de ambientes não perturbados. As respostas dos Naidinae e Tubificinae foram semelhantes. A densidade de Pristininae diminuiu com o aumento da perturbação, mas as densidades de Enchytraeidae e Rhyacodrilinae aumentaram nos locais mais altamente perturbados. Os Opistocystidae não ocorreram em locais de alta perturbação. A riqueza de espécies e a diversidade (H') foram menores em locais de perturbação elevada e ainda mais baixos nos sedimentos. Algumas espécies não apresentaram restrições no tipo de habitat ou com o nível de contaminação: Limnodrilus hoffmeisteri, Dero furcatus, D. digitata, D. pectinata, Pristina longiseta e P. aequiseta. Além disso, Trieminentia corderoi, Slavina appendiculata e Aulodrilus pigueti exibiram uma maior abundância em locais de baixa perturbação e não foram registrados em locais com elevadas perturbações. CONCLUSÕES: Os Oligochaeta apresentaram uma valência ecológica relativamente ampla, através de seu extensivo número de espécies. Embora os níveis taxonômicos mais baixos podem dar informações sobre o status ambiental, testes com espécies com diferentes sesibilidades para diferentes tipos e graus de contaminação serão da maior relevância para a avaliação da qualidade ecológica.