Scielo RSS <![CDATA[Hoehnea]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=2236-890620170002&lang=pt vol. 44 num. 2 lang. pt <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[Atividade antimicrobiana e potencial terapêutico do gênero <em>Lippia sensu lato</em> (Verbenaceae)]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2236-89062017000200158&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO O crescente número de doenças infecciosas somado ao aumento contínuo da resistência antimicrobiana de determinados micro-organismos justificam a busca constante por novos fármacos. Diante dessa situação, os vegetais representam uma fonte rica de recursos bioativos de interesse farmacológico, dentre os quais a família Verbenaceae, que possui representantes com potencial já confirmados contra diversos agentes patogênicos, especialmente o gênero Lippia L., cujas espécies são muito utilizadas na medicina popular por possuírem propriedades anti-inflamatória, antifúngica, antisséptica, anti-hipertensiva, ansiolítica, anti-leishmania, antiviral, digestivas, entre outras aplicações. A presente revisão reúne informações acerca do potencial antimicrobiano das principais espécies do gênero Lippia, relacionando ao tipo de extrato, seus constituintes e a importância desse gênero dentro da prospecção de produtos naturais, bem como suas características fitoquímicas e biológicas.<hr/>ABSTRACT The growing number of infectious diseases combined with the continuous increase of antimicrobial resistance of certain microorganisms justify the constant search for new drugs. Given this situation, plants are a rich source of bioactive resources of pharmacological interest. The Verbenaceae family, especially the genus Lippia L., has representatives with potential already confirmed against various pathogens; the species of Lippia are widely used in folk medicine for their anti-inflammatory, antifungal, antiseptic, anti-hypertensive, anxiolytic, anti-leishmania, antiviral, and digestive properties, among other applications. This review gathers information about the antimicrobial potential of the main species of the genus Lippia, relating to the type of extract, its constituents, and the importance of this genus in the investigation of natural products and their phytochemical and biological characteristics. <![CDATA[Epífitas vasculares da Estação Ecológica Barreiro Rico, Anhembi, SP, Brasil: diversidade, abundância e estratificação vertical]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2236-89062017000200172&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO A diversidade, abundância e estratificação vertical das epífitas vasculares foram estudadas na Estação Ecológica Barreiro Rico, área de floresta estacional semidecidual na região central de São Paulo, Brasil. Das 25 espécies encontradas (15 gêneros e seis famílias), as Angiospermas foram representadas por 20 espécies. e as samambaias por cinco. A diversidade de Shannon (H') foi de 2,77 nats. Os holoepífitos característicos (88%) foram predominantes na área, bem como as espécies com dispersão anemocórica (60%). Orchidaceae apresentou maior riqueza, no entanto também o maior número de espécies raras (Valor de Importância Epifítica &lt; 1). As zonas de altura intermediárias apresentaram o maior número de espécies e de registros. A zona próxima ao solo e aquela mais externa no dossel foram dominadas por espécies com características distintas, melhor adaptadas aos ambientes sombreados ou de luminosidade extrema, respetivamente. A distribuição das espécies e das abundâncias indica uma comunidade epifítica relativamente simples, na qual atuam poucos fatores dominantes, sendo limitada por fatores microclimáticos.<hr/>ABSTRACT Diversity, abundance, and vertical stratification of vascular epiphytes were studied in the Barreiro Rico Ecological Station, a Semideciduous Seasonal Forest in São Paulo State, Brazil. Of the 25 species found (15 genera and six families), the Angiosperms were represented by 20 species and the ferns by five. The Shannon diversity (H') was 2.77 nats. The characteristic holoepiphytes are dominant in the area (88%) as well as the anemochoric species (60%). The orchid family showed the greatest richness, but also the rarest species (Epiphytic Importance Value &lt; 1). The intermediate height zones had the highest number of species and records.The zones next to the ground and the outermost canopy were dominated by species with distinctive features, adapted to shaded environments or extreme luminosity respectively. The species distribution and abundance indicate a relatively simple epiphytic community influenced by few dominant factors and limited by microclimatic factors. <![CDATA[Heterogeneidade na estrutura e diversidade de árvores de cabrucas no centro-sul do Estado da Bahia, Brasil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2236-89062017000200184&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO O objetivo deste trabalho foi conhecer a diversidade arbórea de cabrucas de fazendas produtoras de cacau no centro-sul da Bahia e verificar se fatores como as áreas das propriedades e das cabrucas influenciam as comunidades arbóreas remanescentes. Foram encontrados 273 indivíduos, pertencentes a 55 espécies e 20 famílias, sendo que 89% das espécies e 73% dos indivíduos são nativos da região. Em média, por hectare, foram registrados 23 a 60 espécies arbóreas e 40 a 236 indivíduos. O índice de Shannon-Wiener (H') variou de 1,3 a 2,5 e o quociente de mistura de Jenstch resultou em uma proporção de dois indivíduos para cada espécie. As cabrucas estudadas apresentaram alta heterogeneidade. Contudo, a diversidade arbórea não foi correlacionada com a área total e nem com a área de cabruca nas propriedades. Nossos resultados indicam que as cabrucas são muito variáveis em densidade e diversidade e que o sistema de manejo realizado pelos proprietários das fazendas parece ser o fator que mais influencia os atributos da comunidade arbórea nestas agroflorestas.<hr/>ABSTRACT The contribution of managed ecosystems for biodiversity conservation has been highlighted by recent studies. Tree species diversity was investigated in Cabruca (a traditional agroforest with cocoa and native trees) of ten cocoa farms in central- Southern Bahia state to quantify the remnant tree diversity and to verify if it is influenced by the size of the farm and the size of the Cabruca. A total of 273 trees, 55 trees species and 20 plant families were recorded. From these, 89% of plant species and 73% of trees were native species. In average, 23 to 60 tree species and 40 to 236 individuals per hectare were registered. The Shannon-Wiener (H') index varied from 1.3 to 2.5. The mixture coefficient of Jentsch (QM) obtained was two individuals per species. A high heterogeneity was observed among the Cabrucas studied. Tree diversity was not correlated, however, with the total area of the farms or the area of Cabruca on the farms. Our results indicate that Cabruca are variable in tree density and diversity. Additionally, management performed by cocoa farm owners is the main factor that influences the tree community attributes in this agroforestry. <![CDATA[Adaptações estruturais de sete espécies ciófitas arbustivas de Floresta Ombrófila Densa]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2236-89062017000200193&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO As espécies do subosque são adaptadas à condição de sombreamento imposta pelo dossel. O presente estudo caracterizou, por meio de atributos foliares, as estratégias utilizadas por diferentes espécies de subosque. O estudo foi realizado no Jardim Botânico da Universidade da Região de Joinville, SC, Brasil. Foram selecionadas sete espécies ciófitas. De cada espécie foram selecionados cinco indivíduos, dos quais 25 folhas foram coletadas para análise morfoanatômica e de teor de clorofila. A intensidade luminosa incidente sobre cada espécime foi medida. Os resultados confirmaram o alto grau de sombreamento das plantas em subosque. A razão clorofila a/b foi &gt;1 e, portanto, contrária a esperada. Os testes estatísticos evidenciaram a existência de padrões de resposta ao sombreamento, caracterizados morfologicamente pela massa fresca, área foliar, comprimento e largura do limbo e área específica foliar e, anatomicamente, pela espessura do parênquima lacunoso. A convergência destes atributos está relacionada ao maior aproveitamento da luz que atinge o subosques.<hr/>ABSTRACT Understory species are adapted to shade condition imposed by the canopy. This study characterized, by means of leaf attributes, the strategies used by different species of understory. The study was conducted at the Botanical Garden of the University of the Region of Joinville, Santa Catarina State, Brazil. Seven shade species were selected. Of each species, five individuals were selected and 25 leaves were collected for morphological and anatomical analysis and chlorophyll content. The incident light intensity on each specimen was measured. The results confirmed the high degree of shading in understory plants. The ratio chlorophyll a/b was &gt;1 and therefore contrary to expected. Statistical tests showed the existence of patterns of response to shading, morphologically characterized by fresh weight, leaf area, length and width of the blade and leaf specific area and, anatomically, the thickness of the spongy parenchyma. The convergence of these attributes is associated with greater use of light that reaches the understory. <![CDATA[Biomassa aérea em reflorestamentos com espécies nativas em sistema agroflorestal Taungya]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2236-89062017000200202&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT The mitigation of CO2 emission through high-productivity systems associated with restoration of degraded sites have been increasingly common, highlighting the importance of estimates of the amount and distribution of plant biomass in different ecosystems and under different management systems. The aim of this study was to investigate the influence of planting and soil characteristics and the type of management performed over the aboveground biomass accumulation in two reforestation projects with native species, implanted through Taungya agroforestry system. The differences in aboveground biomass accumulation were probably influenced by agroforestry management, since these variations showed to be independent of age (considered within the age range in this study), the spacing, the species composition, and soil fertility. The values of aboveground biomass are similar to those reported in the literature for other reforestation projects with native species of similar ages.<hr/>RESUMO Mitigar a emissão de CO2 por meio da implantação de sistemas com alta produtividade primária, especialmente em consórcio com a recuperação de áreas degradadas, tem se tornado prática comum, realçando, assim, a importância de estimar a quantidade e a distribuição da biomassa em diferentes ecossistemas e sob diferentes sistemas de manejo. O objetivo deste estudo foi verificar a influência de características do plantio e do solo e do tipo de manejo realizado sobre a biomassa aérea em dois reflorestamentos com espécies nativas, implantados por meio do sistema agroflorestal Taungya. As diferenças no acúmulo de biomassa aérea foram provavelmente influenciadas pelo manejo agroflorestal, uma vez que essas variações mostraram ser independentes da idade (dentro do intervalo considerado), do espaçamento, da composição de espécies e da fertilidade do solo. Os valores de biomassa são similares aos reportados na literatura para outros reflorestamentos com espécies nativas e de idades semelhantes. <![CDATA[Cada pessoa tem uma ciência de plantar: plantas cultivadas pelos quilombolas da Bocaína, MT, Brasil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2236-89062017000200211&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT The objective of this study was to record the most important vegetal resources in the life of the quilombolas of Bocaina, emphasizing the practices of agrobiodiversity management. We used semi-strutured and informal interviews, free list, and participant observation. For records, we used a field diary, photos, and recordings. For analysis, we performed calculations of absolute and relative frequencies, linear regression analysis to verify relations between age and species richness, Detrended Correspondence Analysis (DCA), and diversity profile. We recorded a total of 180 species, of which, the most cited plants were food crops cultivated in backyards and clearings. Ninety-seven medicinal species used for various diseases were recorded. The most common form of use is leaf tea. We verified that the plants management is of agroecological character favoring biodiversity maintenance. We concluded that the Community, by means of its traditional knowledge, performs agroecological management of the plants, promoting food security for its family and conservation of genetic resources.<hr/>RESUMO O objetivo deste estudo foi registrar os recursos vegetais mais importantes na vida dos quilombolas da Bocaina, enfatizando as práticas de manejo da agrobiodiversidade. Utilizamos entrevistas semiestruturadas e informais, lista livre e observação participante. Para o registro, usamos diário de campo, fotografias e gravações, para análise realizamos cálculos de frequências absoluta e relativa, análise de regressão linear para verificar relações entre idade e riqueza de espécies, e análise de Correspondência Destendenciada (DCA). Registramos um total de 180 espécies, das quais, as plantas mais citadas foram as alimentícias, cultivadas em quintais e roças. Foram registradas 97 espécies medicinais, utilizadas para diversas doenças. A forma mais comum de uso é o chá da folha. Constatamos que o manejo das plantas é de caráter agroecológico favorecendo a manutenção da biodiversidade. Concluímos que a comunidade, por meio de seus conhecimentos tradicionais, realiza o manejo agroecológico das plantas, promovendo segurança alimentar para sua família e conservação de recursos genéticos. <![CDATA[Condições meteorológicas, concentração de ozônio e idade da folha afetam as trocas gasosas em <em>Psidium guajava</em> 'Paluma']]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2236-89062017000200236&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT This study aimed to investigate the importance of leaf age, meteorological conditions and ozone concentration (O3) on gas exchange of Psidium guajava ‛Paluma'. Saplings were grown and exposed in standard conditions in the city of São Paulo, in six periods of three months with weekly measurements in young and mature leaves. Gas exchanges were higher in young leaves for almost the entire experiment. Mature leaves showed greater reduction in gas exchange. The multivariate analysis of biotic and abiotic variables indicated that vapor pressure deficit (VPD), O3 concentration and radiation were the main variables associated with gas exchange decrease in young leaves. In mature leaves the influence of VPD is lower, but the temperature importance is higher. Moreover, the opposition between assimilation and O3 is more evident in mature leaves, indicating their greater sensitivity to O3.<hr/>RESUMO Este estudo teve como objetivo investigar a influência da idade da folha, das condições meteorológicas e da concentração do ozônio (O3) nas trocas gasosas em Psidium guajava 'Paluma'. Plantas jovens foram cultivadas e expostas de modo padronizado na cidade de São Paulo, SP, em seis períodos de três meses, com medidas semanais em folhas jovens e maduras. As trocas gasosas foram mais altas nas folhas jovens durante quase todo o experimento. As folhas maduras apresentaram maior redução das trocas gasosas. A análise multivariada das variáveis bióticas e abióticas indicou que o déficit de pressão de vapor (DPV), a concentração de O3 e a radiação foram as principais variáveis associadas à redução das trocas gasosas nas folhas jovens. Nas folhas maduras a influencia do DPV é menor, mas a da temperatura é maior. Por outro lado, a oposição entre assimilação e O3 é mais evidente nas folhas maduras, indicando sua maior sensibilidade ao O3. <![CDATA[Primeiro registro de <em>Triphora</em> Nutt. (Orchidaceae) para o Nordeste do Brasil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2236-89062017000200246&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT Triphora comprises ca. 19 species, eight of them occurring in Brazil. The genus is currently known in Brazil in the States of Amazonas, Minas Gerais, Pará, Rio Grande do Sul, and São Paulo, as well as in the Distrito Federal. Triphora amazonica is known from Florida, West Indies, Guianas and the Brazilian State of Amazonas. The first record of T. amazonica for Bahia State is presented, expanding the species distribution to the Atlantic Forest domain. This is the first record of the genus Triphora for Northeastern Brazil and for Bahia State.<hr/>RESUMO Triphora possui ca. 19 espécies, oito das quais ocorrem no Brasil. Atualmente, a ocorrência de espécies do gênero é conhecida nos Estados do Amazonas, Minas Gerais, Pará, Rio Grande do Sul e São Paulo, bem como no Distrito Federal. Triphora amazonica ocorre na Flórida, Antilhas, Guianas e no Estado brasileiro do Amazonas. O primeiro registro de T. amazonica no Estado da Bahia é apresentado, expandindo a distribuição da espécie para o domínio da Floresta Atlântica. Estes são os primeiros registros de Triphora para a Região Nordeste do Brasil e para a Bahia. <![CDATA[Samambaias de Viçosa, MG, Brasil: Polypodiaceae (Polypodiales, Filicopsida, Tracheophyta)]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2236-89062017000200251&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT As part of an ongoing project treating the ferns and lycophytes from the region of Viçosa, MG, Brazil, we here present the taxonomic treatment of Polypodiaceae. We performed field expeditions in remaining forest patches and disturbed sites from 2012 to 2016. We also revised the Polypodiaceae collection of VIC herbarium. In the region of Viçosa, 19 species of Polypodiaceae occur: Campyloneurum centrobrasilianum, C. decurrens, C. lapathifolium, C. phyllitidis, Cochlidium punctatum, Microgramma crispata, M. percussa, M. squamulosa, M. vacciniifolia, Niphidium crassifolium, Pecluma filicula, P. plumula, P. truncorum, Phlebodium areolatum, P. decumanum, Pleopeltis astrolepis, P. minima, Serpocaulon fraxinifolium, and S. menisciifolium. Among them, six are endemic to the Atlantic Forest. During our search in VIC, we found an isotype of Campyloneurum centrobrasilianum. We present keys, descriptions, illustrations, examined materials, and comments of all taxa.<hr/>RESUMO Como parte de um projeto em andamento que trata da Flora de samambaias e licófitas da região de Viçosa, MG, Brasil, é aqui apresentado o tratamento taxonômico de Polypodiaceae. Foram realizadas expedições de campo em remanescentes florestais e áreas alteradas, entre 2012 e 2016. Foi também revisada a coleção de Polypodiaceae do herbário VIC. Na região de Viçosa, 19 espécies de Polypodiaceae ocorrem: Campyloneurum centrobrasilianum, C. decurrens, C. lapathifolium, C. phyllitidis, Cochlidium punctatum, Microgramma crispata, M. percussa, M. squamulosa, M. vacciniifolia, Niphidium crassifolium, Pecluma filicula, P. plumula, P. truncorum, Phlebodium areolatum, P. decumanum, Pleopeltis astrolepis, P. minima, Serpocaulon fraxinifolium e S. menisciifolium. Dentre elas, seis são endêmica à Floresta Atlântica. Durante a estudo da coleção do VIC, foi encontrado um isótipo de C. centrobrasilianum. São apresentados chaves, descrições, ilustrações, materiais examinados e comentários de todos os táxons. <![CDATA[Perda de toxicidade de <em>Pseudanabaena galeata</em> em cultura]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2236-89062017000200269&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT Pseudanabaena galeata, a well-known toxin-producer, is commonly found in water supplies. In order to assess potential risks associated with oral exposure to this cyanobacterium, mouse toxicological studies were carried out with the monoespecific strain P. galeata CCIBt 3082, which has been kept in culture since 1996. In our studies, the acute oral lethal dose has been estimated to be 5,000 mg kg-1 bw and, in the oral sub-chronic assays, the animals showed a decrease in weight and presented microscopic intestinal lesions, results that did not correspond to statements by other authors. In their studies, oral administration of the extract, whose acute lethal dose has been established to be 1,000 mg kg-1 bw, led to severe intoxication and promoted hepatic and renal lesions. Toxicity loss of this strain may be the result of reductive evolution that can occur in organisms that remain in static environments for long periods.<hr/>RESUMO Pseudanabaena galeata, produtora de toxina letal, é encontrada frequentemente em reservatórios de água para abastecimento. Para avaliar o potencial risco associado à exposição, por via oral, a esta cianobactéria, foram realizados estudos toxicológicos em camundongos com a cepa uniespecífica P. galeata CCIBt 3082, mantida em cultura desde 1996. Em nossos estudos, a dose oral letal aguda foi de 5.000 mg kg-1 pc e o teste oral subcrônico mostrou diminuição do peso e lesões microscópicas nos intestinos, resultados que contrastaram com os experimentos levados a efeito com esta cepa, em períodos anteriores. Nesses estudos, a administração oral do extrato causou severa intoxicação e lesões hepáticas e renais e a dose letal oral média foi de 1.000 mg kg-1 pc. A perda de toxicidade dessa cepa pode ser resultado de evolução redutiva, fenômeno que ocorre em organismos que permanecem em ambientes estáticos por longos períodos. <![CDATA[Euglenophyta de lagoas da região da Nhecolândia, Pantanal Sul-Matogrossense, Brasil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2236-89062017000200277&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO Este trabalho descreve e ilustra 50 táxons do filo Euglenophyta amostrados em quatro lagoas da sub-região da Nhecolândia, no Pantanal Sul-Matogrossense. Do total de táxons identificados, 33 foram em nível infra-específico, com 15 variedades típicas e 18 variedades não-típicas. Dentre as espécies identificadas, uma nova espécie, Trachelomonas globularis (Awer.) Lemm. var. gigas Drezepolski, foi registrada pela primeira vez no Brasil e duas espécies citadas pela segunda vez: Lepocinclis americana Conforti e Trachelomonas pyramidata Couté et Thérézien. O gênero com maior número de espécies foi Trachelomonas, seguido de Lepocinclis e Phacus. Os táxons com maior distribuição ecológica foram Euglena caudata Hübner var. caudata, Lepocinclis acus (O.F. Müller) Marin &amp; Melkonian, L. spyrogiroides Marin &amp; Melkonian, T. armata (Ehr.) Stein. var. steinii Lemm.,T. megalacantha Cunha var. crenulatocollis Bourr. &amp; Manguin, T. superba Sw. var. superba e T. volvocinopsis Sw. var. volvocinopsis.<hr/>ABSTRACT This study describes and illustrates 50 taxa of the phylum Euglenophyta sampled in four lakes from the Nhecolândia subregion of the Brazilian Pantanal. Of the total taxa identified, 33 were at infra-specific level, with 15 typical varieties and 18 non-typical varieties. Among identified species, Trachelomonas globularis (Awer.) Lemm. var. gigas Drezepolski was recorded for the first time in Brazil, and Lepocinclis americana Conf. and Trachelomonas pyramidata Couté et Thérézien were mentioned for the second time in Brazil. The most abundant genus was Trachelomonas, followed by Lepocinclis and Phacus. The most widespread taxa were Euglena caudata Hübner var. caudata, Lepocinclis acus (Müller) Marin &amp; Melkonian, L. spyrogiroides Marin &amp; Melkonian, T. armata (Ehr.) Stein. var. steinii Lemm., T. megalacantha Cunha var. crenulatocollis Bourr. &amp; Manguin, T. superba Sw. var. superba and T. volvocinopsis Sw. var. volvocinopsis. <![CDATA[Euglenophyceae de águas continentais do Estado de São Paulo: gênero <em>Lepocinclis</em> Perty emend. Marin & Melkonian in Marin <em>et al</em>.]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2236-89062017000200295&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO Realizou-se o levantamento florístico do gênero Lepocinclis através da análise de 107 unidades amostrais e consulta a literatura especializada do Estado de São Paulo. Foram identificados 20 táxons específicos e infraespecíficos. Seis destes tiveram sua nomenclatura atualizada. O conhecimento da distribuição geográfica do gênero no Estado foi ampliado em mais de oito vezes. L. acus (O.F. Müller) Marin &amp; Melkonian in Marin et al. var. longissima (Deflandre) D.A. Kapustin constituiu primeira citação de ocorrência no Estado de São Paulo e L. fusiformis (Carter) Lemmermann var. amphirhynchus Nygaard na região Sudeste do Brasil. Dada a acentuada plasticidade fenotípica observada, recomenda-se que a identificação sempre seja efetuada em nível populacional.<hr/>ABSTRACT The floristic survey of the genus Lepocinclis was carried out through the analysis of 107 sample units and consulting the literature of the state of São Paulo. Twenty taxa were identified at species and/or infraspecific level and six of these had their names updated. The knowledge of the geographical distribution of the genus in the state was expanded more than eight times. L. acus (O.F. Müller) Marin &amp; Melkonian in Marin et al. var. longissima (Deflandre) D.A. Kapustin was registered for the first time in the state of São Paulo and L. fusiformis (Carter) Lemmermann var. amphirhynchus Nygaard in the southeastern Brazil. Due to the marked phenotypic plasticity, it is recommended that the identification be performed at the population level.