Scielo RSS <![CDATA[Trends in Psychiatry and Psychotherapy]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=2237-608920140003&lang=en vol. 36 num. 3 lang. en <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[Tourette's syndrome and associated disorders: a systematic review]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2237-60892014000300123&lng=en&nrm=iso&tlng=en Objective: To compile data on Tourette's syndrome (TS), tics and associated disorders. Methods: A systematic review of the literature was conducted using the 5S levels of organization of healthcare research evidence (systems, summaries, synopses, syntheses, studies), based on the model described by Haynes. The search keywords were Tourette, tics and comorbidity, which were cross-referenced. Studies provided by publishers and articles being processed on July 31, 2013, were also included. Results: Of all studies retrieved during the search, 64 were selected because they analyzed the epidemiology, clinical features and etiopathogenesis of TS and its comorbidities. TS is classified as a hyperkinetic movement disorder, and at least 90% of the patients have neuropsychiatric comorbidities, of which attention deficit hyperactivity and obsessive-compulsive disorders are the most common. The syndrome is clinically heterogeneous and has been associated with a dysfunction of cortico-striatal-thalamic-cortical circuits involving various neurotransmitters. Although its genetic etiology has been widely studied, other factors may be important to understand this syndrome and its associated disorders. Conclusions: TS is a neurodevelopmental disorder that results from the impact of stress factors on a vulnerable biological substrate during the critical periods of neurodevelopment. The study of TS and its comorbidities may contribute, at different levels, to the understanding of several neuropsychiatric disorders of clinical and therapeutic relevance. <hr/> Objetivo: Compilar o conhecimento existente sobre a síndrome de Tourette (ST), tiques e patologias associadas. Metodologia: Foi realizada uma revisão sistemática da literatura usando os níveis 5S (sistemas, sumários, sinopses, sínteses e estudos) de organização de evidência de pesquisa em saúde, com base no modelo proposto por Haynes. Os termos de busca foram Tourette, tiques e comorbidades, completados por pesquisa por referência cruzada. Os artigos fornecidos pelos editores e aqueles a serem processados para publicação em 31 de julho de 2013 também foram incluídos. Resultados: De todos os artigos encontrados durante a pesquisa, 64 foram selecionados porque analisavam a epidemiologia, as características clínicas e a etiopatogenia da ST. A ST define-se como um distúrbio hipercinético do movimento, e pelo menos 90% dos pacientes apresentam comorbidades neuropsiquiátricas, das quais as mais comuns são a perturbação de déficit de atenção com hiperatividade e a perturbação obsessivo- -compulsiva. Esta síndrome é clinicamente heterogênea e tem sido relacionada com a disfunção dos circuitos córtico-estriado- -tálamo-corticais envolvendo vários neurotransmissores. Apesar de sua etiologia genética ter sido amplamente estudada, outros fatores podem ser importantes para entender esta síndrome e as perturbações relacionadas. Conclusões: A ST resulta de uma perturbação do desenvolvimento neurológico causado pelo impacto de fatores de estresse num substrato biológico vulnerável durante os períodos críticos do desenvolvimento neurológico. O estudo da ST e das suas comorbidades poderá contribuir, em diferentes níveis, para o entendimento de várias perturbações neuropsiquiátricas com relevância clínica e terapêutica. <![CDATA[Impact of physical exercise on quality of life of older adults with depression or Alzheimer's disease: a systematic review]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2237-60892014000300134&lng=en&nrm=iso&tlng=en INTRODUCTION: Physical exercise has been associated with improvement of quality of live (QoL), but its effect among the elderly with depression and Alzheimer's disease (AD) is still unclear. This systematic review evaluated randomized and controlled studies about the effect of physical exercise on QoL of older individuals with a clinical diagnosis of depression and AD. METHODS: We searched PubMed, ISI, SciELO and Scopus from December 2011 to June 2013 using the following keywords: physical exercise, quality of life, elderly, depression, Alzheimer's disease. Only six studies met inclusion criteria: two examined patients with AD and four, patients with depression. RESULTS: The studies used different methods to prescribe exercise and evaluate QoL, but all had high quality methods. Findings of most studies with individuals with depression suggested that exercise training improved QoL, but studies with patients with AD had divergent results. CONCLUSIONS: Although different methods were used, results suggested that physical exercise is an effective non-pharmacological intervention to improve the QoL of elderly individuals with depression and AD. Future studies should investigate the effect of other factors, such as the use of specific scales for the elderly, controlled exercise prescriptions and type of control groups. <hr/> INTRODUÇÃO: O exercício físico parece estar relacionado à melhora na qualidade de vida (QdV), mas seus efeitos em populações de indivíduos idosos com depressão ou Doença de Alzheimer (DA) ainda não foram estabelecidos. Esta revisão sistemática avaliou estudos controlados randomizados sobre os efeitos do exercício físico sobre a QdV em idosos com diagnóstico clínico de depressão e DA. MÉTODOS: Foi feita uma busca nas bases de dados PubMed, ISI, SciELO e Scopus de dezembro de 2011 a junho de 2013 usando os seguintes descritores: exercício físico, qualidade de vida, idosos, depressão, doença de Alzheimer. Apenas seis estudos satisfizeram os critérios de inclusão: Dois com pacientes com DA e quatro com pacientes com depressão. RESULTADOS: Os estudos adotaram metodologias diferentes de prescrição de exercícios e avaliação de QdV, mas todos preencheram os requisitos de alta qualidade metodológica. Os resultados da maioria dos estudos com idosos com depressão sugerem que a QdV melhora com o treinamento físico, mas os estudos com pacientes com DA tiveram resultados divergentes. CONCLUSÕES: Apesar de os estudos usarem metodologias diferentes, seus resultados sugerem que os exercícios físicos são uma intervenção não-farmacológica efetiva para melhorar a QdV entre idosos com depressão e DA. Estudos futuros devem investigar os efeitos de outros fatores, tais como o uso de questionários específicos para idosos, a prescrição controlada de exercícios, e o tipo de grupo controle. <![CDATA[Weight regain among women after metabolic and bariatric surgery: a qualitative study in Brazil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2237-60892014000300140&lng=en&nrm=iso&tlng=en INTRODUCTION: Due to the increased number of bariatric surgeries over the years, aspects contributing or hindering the achievement of outcomes, among them weight regain, have acquired increased significance. Psychological factors directly influence on this unwanted situation, but there are few studies and controversies about the degree of participation of these factors. We propose a qualitative investigation to analyze the meanings of weight regain after surgery among women and how these factors influence this outcome. METHOD: This study uses the clinical-qualitative method, by means of a semi-structured interview with open questions in an intentional sample, closed by saturation, with eight women who underwent surgery at the Bariatric Surgery Outpatient Clinic of Hospital das Clínicas, Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), in the state of São Paulo, Brazil. RESULTS: A feeling of defeat and failure emerges with weight regain, which contributes to social isolation; there is no regret, but gratitude for the surgery; among patients, there is a sense of feeling rejected greater than a rejection that actually exists. CONCLUSION: We found out the need for further qualitative studies that help the health team to better understand the dynamic psychological factors involved in the meaning of weight regain after bariatric surgery among women, in order to adopt appropriate conducts to deal with this problem. <hr/> INTRODUÇÃO: Com o aumento do número de cirurgias bariátricas ao longo dos anos, têm chamado atenção os aspectos que contribuem ou impedem os resultados, entre eles o reganho de peso, mostram-se relevantes. Fatores psicológicos influenciam diretamente essa situação indesejada, mas há poucos estudos e controvérsias sobre o grau de participação desses fatores. Nós propomos uma investigação qualitativa para analisar os significados do reganho de peso depois da cirurgia para mulheres e como esses fatores influenciam esse resultado. MÉTODO: Este estudo usa o método clínico-qualitativo, por meio de entrevista semiestruturada com questões abertas em uma amostra intencional, fechada por saturação, com oito mulheres operadas no ambulatório de cirurgia bariátrica do Hospital das Clínicas da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), no estado de São Paulo. RESULTADOS: Um sentimento de derrota e fracasso surge com o reganho de peso, que colabora para o isolamento social; não há arrependimento, mas gratidão pela cirurgia; entre as pacientes, há uma ideia de sentir-se rejeitada maior que uma rejeição que existe de fato. CONCLUSÃO: Constatamos a necessidade de novos estudos qualitativos que auxiliem a equipe de saúde a entender melhor os fatores psicológicos dinâmicos envolvidos no significado do reganho de peso após a cirurgia bariátrica entre as mulheres para adotar condutas adequadas para lidar com esse problema. <![CDATA[Dysfunctional family environments and childhood psychopathology: the role of psychiatric comorbidity]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2237-60892014000300147&lng=en&nrm=iso&tlng=en Introduction: The study of the association between specific characteristics of family environments and different types of psychopathology may contribute to our understanding of these complex disorders and ultimately inform therapeutics. Objective: To compare the family characteristics of four groups: typically developing children; children with anxiety disorders only; children with externalizing disorders only; and children with both anxiety and externalizing disorders. Methods: This study enrolled 115 individuals from the community. Child psychiatrists made psychiatric diagnoses using a structured clinical interview. The Family Environment scale was used to evaluate six domains of family function. Results: The group with both anxiety and externalizing disorders had higher levels of conflict in family environment and lower levels of organization when compared with typically developing children. In addition, internalizing and externalizing symptoms were positively associated with conflict and negatively with organization. Maternal depressive and anxious symptoms were also associated with higher conflict and lower organization scores. Conclusion: An important between-group difference in comorbid cases of anxiety and behavioral disorders suggests that children with this comorbidity are potential candidates for family interventions to address family conflicts and organizational aspects. <hr/> Introdução: O estudo da relação entre características específicas do ambiente familiar e os diferentes tipos de psicopatologias pode contribuir para o nosso entendimento desses complexos transtornos e possivelmente gerar informações para seu tratamento. Objetivo: Comparar as características familiares de quatro grupos: Crianças com desenvolvimento típico; crianças com transtornos de ansiedade apenas; crianças com transtornos de externalização apenas; e crianças com transtornos de ansiedade e de externalização. Métodos: Cento e quinze indivíduos foram recrutados na comunidade. Psiquiatras pediátricos usaram uma entrevista clínica estruturada para estabelecer os diagnósticos psiquiátricos. A Escala do Ambiente Familiar (Family Environment) foi usada para avaliar os seis domínios de funcionamento da família. Resultados: O grupo que apresentava tanto transtornos de ansiedade quanto de externalização apresentou níveis mais altos de conflito e níveis mais baixos de organização quando comparados com as crianças com desenvolvimento típico. Além disso, os sintomas de externalização e internalização estavam positivamente relacionados a conflitos e negativamente a organização. Sintomas depressivos e de ansiedade da mãe também se mostraram relacionados a resultados mais altos para conflito e mais baixos para organização. Conclusão: Uma importante diferença entre grupos em casos de comorbidades de transtornos de ansiedade e de comportamento sugerem que as crianças com esta comorbidades são candidatos em potencial para intervenções familiares que abordem conflitos familiares e aspectos organizacionais. <![CDATA[Aggressive behavior during the first 24 hours of psychiatric admission]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2237-60892014000300152&lng=en&nrm=iso&tlng=en OBJECTIVE: To investigate the association between aggression in the first 24 hours after admission and severity of psychopathology in psychiatric inpatients. METHODS: This cross-sectional study included psychiatric patients admitted to Hospital Universitário de Santa Maria, in Santa Maria, southern Brazil, from August 2012 to January 2013. At their arrival at the hospital, patients were interviewed to fill in the Brief Psychiatric Rating Scale (BPRS) form, and any aggressive episodes in the first 24 hours after admission were recorded using the Overt Aggression Scale (OAS). The Mann-Whitney U test was used to compare patients according to aggressiveness: aggressive versus non-aggressive, hostile versus violent, and aggressive against others only versus self-aggressive. RESULTS: The sample was composed of 110 patients. Aggressive patients in general had higher BPRS total scores (p = 0.002) and individual component scores, and their results showed more activation (p &lt; 0.001) and thinking disorders (p = 0.009), but less anxious-depression (p = 0.008). Violent patients had more severe psychomotor agitation (p = 0.027), hallucinations (p = 0.017) and unusual thought content (p = 0.020). Additionally, self-aggressive patients had more disorientation (p = 0.011) and conceptual disorganization (p = 0.007). CONCLUSIONS: Aggression in psychiatric patients in the first 24 hours after admission is associated with severity of psychopathology, and severity increases with severity of patient psychosis and agitation. <hr/> OBJETIVO: Avaliar a relação entre agressividade nas primeiras 24 horas após admissão e a gravidade da psicopatologia de pacientes psiquiátricos. MÉTODOS: Este estudo transversal foi realizado no Hospital Universitário de Santa Maria, na região sul do Brasil, com pacientes admitidos entre agosto de 2012 e janeiro de 2013. Ao chegar ao hospital, os pacientes foram entrevistados para completar a Escala Breve de Avaliação Psiquiátrica (BPRS), e todos os episódios de agressão nas primeiras 24 horas após a admissão foram registrados usando a Escala de Agressividade Declarada (OAS). O teste U de Mann-Whitney foi usado para as comparações entre pacientes agressivos e não-agressivos, hostis e violentos, e agressivos contra outros apenas ou autoagressivos. RESULTADOS: A amostra tinha 110 pacientes. Em geral, pacientes agressivos tiveram escores mais altos na escala BPRS (p = 0.002) e nos itens individuais, e exibiram mais ativação (p &lt; 0.001) e distúrbios de pensamento (p = 0.009), mas menos ansiedade-depressão (p = 0.008). Os pacientes violentos tiveram escores mais altos para excitação (p = 0.027), comportamentos alucinatórios (p = 0.017) e alteração de conteúdo do pensamento (p = 0.020). Além disso, os pacientes autoagressivos mostraram maior desorientação (p = 0.011) e desorganização conceitual (p = 0.007). CONCLUSÕES: A agressão em pacientes psiquiátricos nas primeiras 24 horas da admissão é relacionada a gravidade da psicopatologia, a qual aumenta à medida que a gravidade da psicose e a excitação do paciente aumentam. <![CDATA[Measures of cognitive reserve in Alzheimer's disease]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2237-60892014000300160&lng=en&nrm=iso&tlng=en INTRODUCTION: Cognitive reserve (CR), a hypothetical construct used to obtain information about cognitive aging, describes the capacity of the adult brain to cope with the effects of neurodegenerative processes. This study evaluated CR using a CR questionnaire (CRQ) and a set of variables (education, leisure activities, lifelong occupation) that inform CR. It also developed a CR index, validated the CRQ, and examined the correlation between the different CR measures. METHODS: Functional and neuropsychological capacities of 75 outpatients (mean age: 80.2 years) with a probable AD diagnosis were evaluated. Socio-demographic data and clinical variables were collected. Patients completed two questionnaires: the Participation in Leisure Activities throughout Life questionnaire, and the CRQ. RESULTS: Participants with a greater CR had higher scores in cognitive tests than the elderly with a lower CR. A CR index was developed. CRQ reliability was 0.795 (Cronbach's alpha). There was a close association between the CR Index and the CRQ. CONCLUSIONS: This study found an association between CR measures and education, occupation and participation in leisure activities. The CRQ seems to be a suitable instrument to measure CR in Portuguese populations. <hr/> INTRODUÇÃO: A reserva cognitiva (RC), um construto usado para informar sobre o envelhecimento cognitivo, descreve a capacidade do cérebro adulto em lidar com os efeitos de processos neurodegenerativos. Este estudo teve como objetivos avaliar a RC com o Questionário de RC (QRC) e através de variáveis (escolaridade, actividades de lazer, ocupação ao longo da vida) que informam sobre a RC; desenvolver um índice de RC; validar o QRC; e correlacionar as diferentes medidas de RC. MÉTODOS: Foram avaliadas as capacidades funcionais e neuropsicológicas de 75 doentes (idade média: 80,2 anos) com diagnóstico de provável doença de Alzheimer, seguidos em ambulatório. Os dados recolhidos incluíram variáveis sócio-demográficas e clínicas. Os pacientes completaram dois questionários: Participação em Atividades de Lazer ao Longo da Vida; e QCR. RESULTADOS: Os doentes com os níveis mais elevados de RC obtiveram os valores mais elevados nos testes cognitivos. Neste estudo foi desenvolvido um IRC. O QRC (versão portuguesa) teve uma fidelidade de 0,795 (alpha de Cronbach) e foi demonstrada uma associação alta entre o IRC e o QRC. CONCLUSÕES: Verificou-se a existência de uma associação entre as medidas de RC e a escolaridade, ocupação e participação em atividades de lazer. O CRQ pode ser considerado um instrumento adequado para medir o CR da população portuguesa. <![CDATA[Profile of patients treated with malariotherapy in a psychiatric hospital in Porto Alegre, Brazil: a historical note]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2237-60892014000300169&lng=en&nrm=iso&tlng=en Introduction: Malariotherapy was a treatment to cure neurosyphilis developed in 1917 by Wagner-Jauregg, by inoculating blood infected with malaria in patients with neurosyphilis. The patient had febrile episodes that often cured him of the syphilitic infection. This treatment won the Nobel Prize in Medicine in 1927 and it was introduced in Hospital Psiquiátrico São Pedro (HPSP) in 1929. Methods: This is a descriptive retrospective cross-sectional study with collection of historical secondary data. Data were collected from a sample of 19 medical records of patients treated with malariotherapy in HPSP, in 1929 and 1930. Results: Most patients were white men aged from 25 to 40 years. The mean length of hospital stay was 1.4 year and the outcomes at this early application of malariotherapy were mostly negative (63.2% died). Discussion: The 19 cases evaluated in this study refer to the first year of application of malariotherapy in HPSP. The statistics available on the total number of dead and cured people over the 10 years this therapy was deployed suggest that the outcomes were better in the subsequent years, possibly due to improvement of technique. As a consequence of this innovative research, which had as its principle reorganizing the central nervous system by using the seizure triggered by malaria fever, other forms of shock therapies were developed, such as insulin therapy, cardiazol shock therapy, and electroconvulsive therapy. <hr/> Introdução: A malarioterapia foi um tratamento para a cura da neurossífilis desenvolvido em 1917 por Wagner-Jauregg, através da inoculação de sangue contaminado pela malária em pacientes com neurossífilis. O paciente apresentava episódios febris que, muitas vezes, curavam-no da infecção sifilítica. Esse tratamento recebeu o Prêmio Nobel de Medicina em 1927 e foi introduzido no Hospital Psiquiátrico São Pedro (HPSP) em 1929. Métodos: Este é um estudo transversal retrospectivo descritivo com coleta de dados secundários históricos. Foram coletados dados de uma amostra de 19 prontuários médicos de pacientes tratados com malarioterapia no HPSP, em 1929 e 1930. Resultados: A maioria dos pacientes eram homens brancos com idades entre 25 e 40 anos. O tempo médio de internação foi de 1,4 ano e os desfechos nesse início de aplicação da malarioterapia foram majoritariamente negativos (63,2% foram a óbito). Discussão: Os 19 casos avaliados neste estudo referem-se ao primeiro ano de aplicação da malarioterapia no HPSP. As estatísticas existentes sobre o total de curados e mortos ao longo dos 10 anos de implantação dessa terapêutica sugerem que os desfechos dos anos seguintes foram melhores, possivelmente pelo aprimoramento da técnica. Como consequência dessa pesquisa inovadora, que tinha como princípio reorganizar o sistema nervoso central por meio da convulsão desencadeada pela febre da malária, outras formas de terapias de choque foram desenvolvidas, tais como a insulinoterapia, o choque por cardiazol e a eletroconvulsoterapia.