Scielo RSS <![CDATA[Trends in Psychiatry and Psychotherapy]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=2237-608920150002&lang=pt vol. 37 num. 2 lang. pt <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[Protocolo de derrota social e biomarcadores relevantes, implicações para a fisiologia de resposta ao estresse, abuso de drogas, transtornos do humor e vulnerabilidade individual ao estresse: revisão sistemática de estudos na última década]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2237-60892015000200051&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Introduction: Social defeat (SD) in rats, which results from male intraspecific confrontations, is ethologically relevant and useful to understand stress effects on physiology and behavior. Methods: A systematic review of studies about biomarkers induced by the SD protocol and published from 2002 to 2013 was carried out in the electronic databases PubMed, Web of Knowledge and ScienceDirect. The search terms were: social defeat, rat, neurotrophins, neuroinflammatory markers, and transcriptional factors. Results: Classical and recently discovered biomarkers were found to be relevant in stress-induced states. Findings were summarized in accordance to the length of exposure to stress: single, repeated, intermittent and continuous SD. This review found that the brain-derived neurotrophic factor (BDNF) is a distinct marker of stress adaptation. Along with glucocorticoids and catecholamines, BDNF seems to be important in understanding stress physiology. Conclusion: The SD model provides a relevant tool to study stress response features, development of addictive behaviors, clinic depression and anxiety, as well as individual differences in vulnerability and resilience to stress. <hr/> Introdução: A derrota social (social defeat, SD) entre ratos, resultado da confrontação intraespecífica entre machos, é etologicamente relevante e útil para o entendimento dos efeitos do estresse na fisiologia e no comportamento. Métodos: Foi realizada uma revisão sistemática de estudos sobre biomarcadores induzidos pelo protocolo de SD publicados entre 2002 e 2013, usando as bases de dados PubMed, Web of Knowledge e ScienceDirect. Os termos usados na busca foram: derrota social, neurotrofinas, marcadores neuroinflamatórios e fatores de transcrição. Resultados: Biomarcadores clássicos ou recentemente descobertos mostraram-se relevantes nos estados induzidos pelo estresse. Os achados foram resumidos de acordo com o tempo de exposição ao estresse: SD única, repetida, intermitente ou contínua. O fator neurotrófico derivado do cérebro se mostrou um marcador específico de adaptação ao estresse. Assim como glicocorticóides e catecolaminas, o BDNF parece ser importante para o entendimento da fisiologia do estresse. Conclusão: O modelo de SD oferece uma ferramenta importante para estudar características da resposta ao estresse, desenvolvimento de comportamentos aditivos, depressão clínica e ansiedade, bem como diferenças individuais de vulnerabilidade e resiliência ao estresse. <![CDATA[Preditores de alta em psicoterapia psicanalítica de crianças]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2237-60892015000200067&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Introduction: This empirical study was based on the analysis of the results of a study about dropout predictors among in child psychoanalytic psychotherapy. The objectives were to characterize the sample of children discharged from psychoanalytic psychotherapy, examine the association between sociodemographic/ clinical variables and child psychoanalytic psychotherapy discharge, and determine predictors of discharge in child psychoanalytic psychotherapy. Method: This quantitative, descriptive and retrospective study analyzed the clinical records of 600 children treated in three institutions that offer graduate courses in psychoanalytic psychotherapy in Porto Alegre, Brazil. Results: The analysis of clinical records revealed that 24.2% of the child patients were discharged from treatment. Neurological assessment and treatment duration were predictors of discharge in child psychoanalytic psychotherapy. Conclusion: The predictors of discharge and dropout may coincide, but they are not the same. In this sample, the construction of the therapeutic alliance and the understanding of the reasons why children need psychotherapy by their parents or guardians may explain our findings. <hr/> Introdução: Esta pesquisa empírica se baseou na análise dos resultados de um estudo sobre preditores de abandono de psicoterapia psicanalítica de crianças. Os objetivos foram caracterizar a amostra de crianças que recebeu alta em psicoterapia psicanalítica, examinar a relação entre variáveis sociodemográficas/ clínicas e alta em psicoterapia psicanalítica de crianças e averiguar preditores de alta em psicoterapia psicanalítica de crianças. Método: Trata-se de estudo quantitativo, descritivo, retrospectivo no qual foram analisados os registros de 600 prontuários de crianças atendidas em três instituições que oferecem cursos de pós-graduação em psicoterapia psicanalítica em Porto Alegre, RS, Brasil. Resultados: A análise dos prontuários indicou que 24,2% dos pacientes crianças receberam alta do tratamento. As variáveis avaliação neurológica e duração do tratamento foram identificadas como preditoras de alta em psicoterapia psicanalítica de crianças nesta amostra. Conclusão: Os preditores de alta podem coincidir com aqueles de abandono, mas não são os mesmos. Nesta amostra, a construção da aliança terapêutica e o entendimento das razões pelas quais as crianças precisam de psicoterapia por parte de seus pais ou responsáveis foram consideradas como possíveis explicações para os resultados encontrados. <![CDATA[Moderadores da associação entre padrão de consumo de álcool e discriminação: resultados de uma amostra representativa de universitários brasileiros]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2237-60892015000200072&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Introduction: Few studies about discrimination and patterns of alcohol consumption among youth populations have been conducted outside the United States addressing different types of discriminatory experiences, in addition to racially motivated events. This study investigated moderators of the association between discrimination attributed to single and multiple reasons and patterns of alcohol consumption. Methods: This cross-sectional study enrolled a representative sample (n = 1,264) of undergraduate students from Florianópolis, southern Brazil, in 2013. Analyses included adjustment of associations for covariates in ordinal logistic regression models and the examination of effect modification by common mental disorders, year of study and age. Results: Discrimination was reported by 65.8% of the students, and alcohol consumption, by 80.0%. Over half of the students reported being discriminated against for two or more reasons. The odds of alcohol-related problems were higher among lastyear students that reported discrimination (odds ratio [OR] = 1.9, 95% confidence interval [95%CI] 1.0-3.4) or multiple reasons for being discriminated against (OR = 2.3, 95%CI 1.3- 4.3), when compared to first-year students that did not report discrimination. For the whole sample, there were no associations between discrimination, discrimination attributed to multiple reasons and patterns of alcohol consumption (OR = 1.0, 95%CI 0.8-1.4; and OR = 0.9, 95%CI 0.5-1.6). Conclusions: The effects of discrimination on the patterns of alcohol consumption are seen at a critical period in university life, specifically during the completion of undergraduate studies. <hr/> Introdução: Há uma escassez de estudos sobre discriminação e consumo de álcool conduzidos fora dos Estados Unidos com populações jovens e abordando outros tipos de discriminação, além da racial. Este estudo investigou a associação entre experiências de discriminação, suas motivações e consumo de álcool, conforme potenciais modificadores de efeito. Métodos: Realizou-se um estudo transversal com amostra representativa (n = 1.264) de graduandos de uma universidade pública de Florianópolis, sul do Brasil, em 2013. As associações foram ajustadas para covariáveis através de regressão logística ordinal, incluindo modificação de efeito por transtornos mentais comuns, ano de estudo e idade. Resultados: Entre os estudantes, 65,8% relataram ter sofrido discriminação, e 80,0 % referiram consumir álcool. Mais da metade dos estudantes indicou que suas experiências de discriminação foram motivadas por duas ou mais razões. A chance de apresentar problemas relacionados ao consumo de álcool foi maior entre os alunos do último ano da graduação, que referiram discriminação (odds ratio [OR] = 1,9, intervalo de confiança de 95% [IC95%] 1,0-3,4) ou múltiplas motivações para terem sido discriminados (OR = 2,3, IC95% 1,3-4,3), quando comparados com os calouros, que não relatam discriminação. Para o conjunto da amostra, não houve associação entre discriminação, suas motivações e o padrão de consumo de álcool (OR = 1,0, IC95% 0,8-1,4 e OR = 0,9, IC95% 0,5-1,6). Conclusões: Os efeitos da discriminação sobre o padrão de consumo de álcool se manifestam em um período crítico da vida universitária, especificamente durante a finalização dos estudos de graduação. <![CDATA[Perícias judiciais psiquiátricas em benefícios por incapacidade no Juizado Especial Federal Previdenciário de Florianópolis, capital do estado de Santa Catarina, sul do Brasil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2237-60892015000200082&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Objective: To describe the profile of insured individuals that filed claims for sickness benefits and compare the results of the administrative and legal investigations. Method: This case series included 114 insured persons that filed lawsuits against the Brazilian National Institute of Social Security (Instituto Nacional de Seguridade Social, INSS). They underwent psychiatric examinations required by the Brazilian Federal Social Security Special Court in Florianópolis from August to December 2010. Results: Mean age was 47 years, and participant age ranged from 24 to 64 years. Most insured individuals were women (79%), and most were employed (67.5%) and self-employed (26.5%) workers. Mean contribution time was 99.9 months, ranging from 8 to 352 months. Mean benefit duration was 20.4 months, ranging from 2 to 97 months. The most prevalent category of workers was service workers, store and supermarket salespeople (54.4%), followed by administrative workers (19.3%). Conclusions: Only 17 participants were found to be unable to work after benefit cessation, a 14.9% mismatch between administrative and legal investigations. The most frequent diagnoses were mood disorders (59.6%) and anxiety disorders (17.5%). <hr/> Objetivo: Descrever o perfil dos segurados que requerem benefícios por incapacidade e comparar os resultados das perícias administrativas e judiciais. Método: Esta série de casos incluiu 114 segurados que buscaram a justiça contra o Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS). Os participantes foram submetidos a perícia psiquiátrica exigida pelo Juizado Especial Federal em Florianópolis, entre agosto e dezembro de 2010. Resultados: A idade média dos participantes foi de 47 anos, variando de 24 a 64 anos. A maioria dos segurados era do sexo feminino (79%) e era empregada (67,5%) ou autônoma (26,5%). O tempo médio de contribuição foi de 99,9 meses, variando de 8 até 352 meses. A duração média dos benefícios foi de 20,4 meses, com mínimo de 2 e máximo de 97 meses. A categoria mais prevalente foi de trabalhadores no setor de serviços e vendedores de lojas e supermercados (54,4%), seguida por trabalhadores em atividades administrativas (19,3%). Conclusão: Apenas 17 participantes foram considerados incapazes de trabalhar após o término do benefício, uma diferença de 14,9% entre as perícias administrativa e judicial. Os diagnósticos mais frequentes foram transtornos de humor (59,6%) e transtornos de ansiedade (17,5%). <![CDATA[Interação medicamentosa entre antineoplásicos e antidepressivos: análise de pacientes do ambulatório de oncologia de um hospital geral]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2237-60892015000200087&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Objectives: To determine the prevalence of depressive symptoms among oncology patients and identify simultaneous use of antineoplastic and antidepressant agents. Methods: This was a cross-sectional study that interviewed 56 oncology patients using two data collection instruments: a questionnaire covering clinical and sociodemographic data and the Beck Depression Inventory-II (BDI-II), for assessment of depressive symptoms. For data analysis, descriptive statistics were used to determine the prevalence of depressive symptoms and the chi-square test was used to evaluate associations between sociodemographic and clinical variables and depressive symptoms. Results: A 26.7% (15 patients) prevalence of depression was detected. Just eight of these 15 patients (53.3%) were receiving treatment for depression. In the sample as a whole, 13 of the patients interviewed (23.2%) were taking antidepressants and 11 of these 13 patients (19.6%) were taking antidepressive and antineoplastic agents simultaneously. A total of five (8.9% of the sample) contraindicated drug interactions were detected. Conclusions: Depressive symptoms are more prevalent among cancer patients than in the general population, but they are generally under-diagnosed and under-treated. Simultaneous use of antidepressant and antineoplastic agents is common and so, in order to reduce the number of harmful adverse effects, possible drug interactions must be identified before antidepressants are prescribed to cancer patients. <hr/> Objetivos: Verificar a prevalência de sintomas depressivos em pacientes oncológicos e identificar o uso simultâneo de antineoplásicos e antidepressivos. Métodos: Foi realizado um estudo transversal, no qual 56 pacientes oncológicos foram entrevistados. Foram empregados dois instrumentos: um questionário para a coleta de dados clínicos e sociodemográficos e o Inventário de Depressão de Beck - Segunda Edição (BDI-II) para a avaliação de sintomas depressivos. Para a análise dos dados, foram utilizadas medidas descritivas para determinar a prevalência de sintomas depressivos, o teste de qui-quadrado para avaliar associações entre variáveis sociodemográficas e clínicas e sintomas depressivos. Resultados: Foi encontrada uma prevalência de depressão de 26,7% (15 pacientes). Apenas oito desses pacientes (53,3%) estavam recebendo tratamento para depressão. Considerando a amostra como um todo, estavam fazendo uso de antidepressivos 13 pacientes (23,2%); destes, 11 faziam uso simultâneo de antidepressivo e antineoplásico (19,6%). Foram encontradas cinco situações de interações medicamentosas contraindicadas (8,9%). Conclusão: Sintomas depressivos são mais prevalentes em pacientes oncológicos do que na população em geral, mas geralmente são subdiagnosticados e subtratados. O uso simultâneo de antidepressivos e antineoplásicos é frequente. Sendo assim, para reduzir os efeitos adversos prejudiciais, as possíveis interações medicamentosas devem ser identificadas antes que os antidepressivos sejam prescritos para pacientes oncológicos. <![CDATA[Adaptação transcultural para o português da medida de satisfação com a participação do Patient-Reported Outcomes Measurement Information System (PROMIS(r))]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2237-60892015000200094&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Background: Mental disorders often impair functioning in several areas of life and lead to unhappiness and suffering that may affect health-related quality of life (HRQoL). Satisfaction with participation is an indicator of HRQoL, and its measurement by patients reflects the impact of disease on their social, emotional and professional life. The Patient-Reported Outcomes Measurement Information System (PROMIS(r)) offers an item bank based on item response theory. This system provides efficient, reliable and valid self-report instruments of satisfaction with participation, a measure that is both scarce and useful in the assessment of mental disorder outcomes. Objective: To cross-culturally adapt the PROMIS(r) satisfaction with participation item bank to Portuguese. Methods: Cross-cultural adaptation followed the Functional Assessment of Chronic Illness Therapy (FACIT) multilingual translation method and was achieved through steps of forward and backward translations, review by bilingual experts (one of them a native of Portugal) and pretesting in a group of 11 adult native Brazilians. Instrument adaptation followed a universal approach to translation, with harmonization across languages. Results: Equivalence of meaning was achieved. As two of the 26 translated items, which asked about leisure and social activities, were not understood by less educated participants, an explanation in parentheses was added to each item, and the problem was solved. All items were appropriate and did not cause embarrassment to the participants. Conclusions: The satisfaction with participation item bank is culturally and linguistically suitable to be used in Brazil. After the pretest is applied in Portugal and in other Portuguese-speaking countries, the same instrument will be ready to be used in multinational studies. <hr/> Introdução: Os transtornos mentais quase sempre prejudicam o desempenho em vários domínios da vida e resultam em infelicidade e sofrimento que podem afetar a qualidade de vida relacionada à saúde (QVRS). A satisfação com a participação é um indicador de QVRS, e sua medida, do ponto de vista do paciente, reflete o impacto da doença em sua vida social, emocional e profissional. O banco de itens Patient-Reported Outcomes Measurement Information System (PROMIS(r)) foi fundamentado na teoria da resposta ao item. O sistema proporciona autorrelatos eficientes, confiáveis e válidos de satisfação com a participação, uma medida escassa e útil na avaliação dos desfechos de transtornos mentais. Objetivo: Adaptar transculturalmente para o português o banco de itens de satisfação com a participação do PROMIS(r). Métodos: A adaptação transcultural seguiu a metodologia de tradução multilíngue do Functional Assessment of Chronic Illness Therapy (FACIT). Incluiu traduções, retrotraduções, revisões por especialistas bilíngues (um deles nativo de Portugal) e pré-teste com 11 brasileiros adultos nativos. A adaptação do instrumento seguiu uma abordagem universal de tradução, com harmonização entre as línguas. Resultados: A equivalência de significado foi atingida. Dois dos 26 itens traduzidos, referindo-se a laser e atividades sociais, não foram compreendidos pelos participantes com menor escolaridade. Nesses casos, uma explicação entre parênteses foi adicionada aos itens, solucionando o problema. Todos os itens foram apropriados e não causaram constrangimento aos participantes. Conclusões: O banco de itens satisfação com a participação é cultural e linguisticamente adequado para ser utilizado no Brasil. A realização do pré-teste em Portugal e em outros países lusófonos possibilitará a utilização de um mesmo instrumento em estudos multinacionais. <![CDATA[De onde vem seu humor? Uma abordagem orgânica para um paciente previamente funcional]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2237-60892015000200100&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Objective: To report the rare development of manic symptoms in a patient with schizophrenia and discuss its differential diagnosis. Case description: Diagnostic criteria were based on the International Classification of Diseases, 10th edition (ICD-10). A 63-year-old female (diagnosed with schizophrenia since she was 28) was brought to the emergency room with symptoms consistent with manic episode and physical examination suggestive of thyrotoxicosis. Graves' disease was confirmed by subsequent laboratory tests. She was treated successfully with radioiodine ablation, leading to full remission of manic symptoms. Comments: Schizophrenia is a chronic disease that affects about 1% of the population worldwide. The main symptoms of the disorder are altered affection, delusions, and hallucinations. Graves' disease is an autoimmune condition in which antibodies increase the production and release of thyroid hormones. There are reports about the development of mood symptoms in patients with Graves' disease that remit with adequate treatment. <hr/> Objetivo: Relatar um caso raro de desenvolvimento de sintomas maníacos em uma paciente com esquizofrenia e discutir o diagnóstico diferencial desses sintomas. Descrição do caso: Foram utilizados como base os critérios diagnósticos da Classificação Internacional de Doenças, 10ª edição (CID-10). Paciente de 63 anos do sexo feminino e com diagnóstico de esquizofrenia desde os 28 anos foi levada a emergência com sintomas compatíveis com episódio de mania e exame físico sugestivo de tireotoxicose. Doença de Graves foi confirmada por exames subsequentes. A paciente foi tratada com sucesso com ablação por iodo radioativo, levando à remissão dos sintomas maníacos. Comentários: A esquizofrenia é uma doença crônica que afeta cerca de 1% da população mundial. Os principais sintomas do transtorno são o embotamento afetivo, alucinações e delírios. A doença de Graves é uma doença autoimune em que o estímulo humoral aumenta a produção e liberação de hormônios pela tireoide. Há relatos na literatura sobre o desenvolvimento de sintomas maníacos em pacientes com doença de Graves, os quais remitem mediante tratamento adequado. <![CDATA[O papel da inflamação na esquizofrenia: visão geral]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2237-60892015000200104&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Objective: To report the rare development of manic symptoms in a patient with schizophrenia and discuss its differential diagnosis. Case description: Diagnostic criteria were based on the International Classification of Diseases, 10th edition (ICD-10). A 63-year-old female (diagnosed with schizophrenia since she was 28) was brought to the emergency room with symptoms consistent with manic episode and physical examination suggestive of thyrotoxicosis. Graves' disease was confirmed by subsequent laboratory tests. She was treated successfully with radioiodine ablation, leading to full remission of manic symptoms. Comments: Schizophrenia is a chronic disease that affects about 1% of the population worldwide. The main symptoms of the disorder are altered affection, delusions, and hallucinations. Graves' disease is an autoimmune condition in which antibodies increase the production and release of thyroid hormones. There are reports about the development of mood symptoms in patients with Graves' disease that remit with adequate treatment. <hr/> Objetivo: Relatar um caso raro de desenvolvimento de sintomas maníacos em uma paciente com esquizofrenia e discutir o diagnóstico diferencial desses sintomas. Descrição do caso: Foram utilizados como base os critérios diagnósticos da Classificação Internacional de Doenças, 10ª edição (CID-10). Paciente de 63 anos do sexo feminino e com diagnóstico de esquizofrenia desde os 28 anos foi levada a emergência com sintomas compatíveis com episódio de mania e exame físico sugestivo de tireotoxicose. Doença de Graves foi confirmada por exames subsequentes. A paciente foi tratada com sucesso com ablação por iodo radioativo, levando à remissão dos sintomas maníacos. Comentários: A esquizofrenia é uma doença crônica que afeta cerca de 1% da população mundial. Os principais sintomas do transtorno são o embotamento afetivo, alucinações e delírios. A doença de Graves é uma doença autoimune em que o estímulo humoral aumenta a produção e liberação de hormônios pela tireoide. Há relatos na literatura sobre o desenvolvimento de sintomas maníacos em pacientes com doença de Graves, os quais remitem mediante tratamento adequado.