Scielo RSS <![CDATA[Audiology - Communication Research]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=2317-643120150004&lang=pt vol. 20 num. 4 lang. pt <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[Editorial]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2317-64312015000400001&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[A recrudescência da sífilis congênita: um alerta]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2317-64312015000400002&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[Habilidade de ordenação temporal e nível de especificidade nos diferentes testes tonais]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2317-64312015000400293&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO Objetivo: Avaliar a habilidade de ordenação temporal com diferentes testes, verificar a especificidade desses testes e comparar o resultado com o grau de facilidade/dificuldade relatado pelos sujeitos. Métodos: Os indivíduos realizaram avaliação audiológica básica e Teste Dicótico de Dígitos, para triagem do processamento auditivo, e foram submetidos ao Teste Padrão de Frequência (TPF) e ao Teste Padrão de Duração (TPD), nas versões de Taborga-Lizarro, Musiek e Auditec®, para avaliar a habilidade de Ordenação Temporal. Após, foi apresentada a Escala Visual Analógica (EVA), para que os sujeitos identificassem a dificuldade de cada teste. Resultados: Foram avaliados 33 sujeitos, 29 do gênero feminino e quatro do gênero masculino, com idade entre 17 e 27 anos. Houve maior número de indivíduos que atingiram valores normais no teste Auditec® e de Taborga-Lizarro, para o TPD e TPF. No teste de Musiek, houve um número de sujeitos com resultados normais muito próximos aos de sujeitos com alteração de processamento. Na distribuição do teste mais difícil, houve significância estatística para o teste de Musiek. Quanto à especificidade dos testes, o Auditec® mostrou-se melhor, porém, a análise foi realizada apenas em TPF. Conclusão: Embora os indivíduos não tenham apresentado alteração e queixa de processamento auditivo, houve diferença nos resultados dos testes de ordenação temporal. Quanto ao grau de dificuldade relatado para o teste de Musiek, verificou-se que houve influência deste fator nos resultados dos testes. Na análise de especificidade dos testes, pôde-se observar melhores resultados para o teste Auditec®.<hr/>ABSTRACT Purpose: Evaluate temporal ordering ability with different tests, verify the specificity of these tests and compare the result with the level of easiness/difficulty reported by the subjects. Methods: The subjects carried out basic audiological evaluation and Dichotic Digit Test, for auditory processing screening, and they also underwent Frequency Pattern Test (FPT) and Duration Pattern Test (TPD), in the versions of Taborga-Lizarro, Musiek and Auditec®, in order to evaluate the temporal ordering ability. Afterwards, the Visual Analogue Scale (VAS) was presented, so that the subjects could identify the difficulty of each test. Results: A total of 33 subjects were evaluated, being 29 women and four men, aged from 17 to 27 years. There were a higher number of individuals who have reached normal levels in Auditec® test and in Taborga-Lizarro test, for FPT and TPD. In the Musiek test, there were some subjects with normal results very close to the ones observed on subjects with processing disorders. In the distribution of the most difficult test, there was a statistical significance for the Musiek test. In terms of the specificity of the test, Auditec® proved to be better. However, the analysis was performed only on TPD. Conclusion: Although the subjects did not present change and auditory processing complaints, we found difference in the results of temporal ordering tests. In relation to the reported difficulty for Musiek test, we verified that there was influence of this factor on the test results. In the analysis for specificity tests, better results for the Auditec® test could be observed. <![CDATA[Medidas de imitância acústica de banda larga com estímulo <em>chirp</em> e tom puro em lactentes com normalidade de orelha média]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2317-64312015000400300&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO Objetivo: Caracterizar os valores de reflectância e absorvância de banda larga em lactentes com integridade de orelha média. Métodos: Foram analisados os valores de reflectância e absorvância de banda larga, para os estímulos chirp e tom puro, de 31 orelhas de 18 lactentes, na faixa etária de 10 dias a cinco meses de idade. Considerou-se como critérios de inclusão: ausência de fator de risco para deficiência auditiva, timpanometria com sonda de 1000 Hz, sugerindo normalidade de orelha média e presença de emissões otoacústicas evocadas por estímulo transiente, na triagem auditiva neonatal. Resultados: Os valores de reflectância mostraram-se maiores para as baixas frequências, reduzindo para as médias e aumentando, novamente, para as frequências altas, enquanto para os valores de absorvância, o comportamento foi o oposto. Não existiu diferença significativa entre os estímulos chirp e tom puro. Conclusão: Observou-se um comportamento típico das medidas estudadas, caracterizado por maior reflectância nas frequências graves e maior absorvância para as frequências médias.<hr/>ABSTRACT Purpose: To characterize the wideband reflectance and absorbance values in infants with middle ear integrity. Methods: The wideband reflectance and absorbance values for chirp and pure tone stimuli of 31 ears of infants aged 10 days to five months were analyzed. Inclusion criteria considered: 1000 Hz tympanometry. suggesting normal middle ear and the presence of transient evoked otoacoustic emission. Results: The reflectance values were shown to be greater for low frequencies, reducing to medium ones and increasing once again to high frequencies, while the absorbance values displayed an opposite behavior. No significant difference was verified between chirp and pure tone stimuli. Conclusion: A typical behavior of the measures, characterized by a higher reflectance at low frequencies and higher absorbance at medium frequencies was observed in the population studied. <![CDATA[Potenciais evocados auditivos de longa latência em campo sonoro em crianças audiologicamente normais]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2317-64312015000400305&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO Objetivo: Caracterizar os Potenciais Evocados Auditivos de Longa Latência (PEALL) (P1, N1, P2, N2, P300) em campo sonoro, em crianças audiologicamente normais, bem como verificar a estabilidade destes potenciais. Métodos: Trata-se de um estudo prospectivo, longitudinal, composto por 17 crianças audiologicamente normais, na faixa etária de 6 a 13 anos de idade, com limiares de audibilidade dentro da normalidade. Foram captados os PEALL P1, N1, P2, N2, P300 com estímulos de fala e tone burst, em três momentos de avaliação: avaliação inicial (M0), três meses após a avaliação inicial (M3) e nove meses após a avaliação inicial (M9). Resultados: Foi observada diminuição dos valores de latência dos componentes P1 (M0xM3 / M0xM9 / M0xM3xM9) e P2 (M0xM9) e aumento no valor de amplitude do P300 (M0xM3), quando obtidos com estímulo de fala, e diminuição no valor de latência do P300 (M0xM9), obtido com estímulo tone burst. Conclusão: Foi possível identificar os componentes do PEALL na maioria dos indivíduos. Os componentes P1, N1, P2, N2 (tone burst) e N1 e N2 (fala) não sofreram modificações em latências e amplitudes entre os diferentes momentos de avaliação, sugerindo estabilidade deste potencial no período de nove meses. O P300 demonstrou ser um componente mais sensível a esse intervalo de tempo entre as avaliações, pois sofreu modificações indicativas de maturação do sistema nervoso auditivo central. As latências de todos os componentes obtidos com estímulo de fala foram maiores do que com tone burst, demonstrando que estímulos diferentes geram respostas corticais distintas.<hr/>ABSTRACT Purpose: To characterize the Long-Latency Auditory Evoked Potentials (LLAEP) (P1, N1, P2, N2, P300) with acoustic stimuli presented in sound field system in children with normal hearing, as well as to verify the stability of these potentials. Methods: This prospective, longitudinal study comprised 17 children with ages between 6 and 13 years and hearing thresholds within normal. The LLAEP P1, N1, P2, N2, P300 were recorded with speech stimuli and tone burst presented in sound field system, in three different moments: initial assessment (M0), three months after the initial assessment (M3), and nine months after the initial assessment (M9). Results: When the speech stimuli was used, there was a decrease in the latency values of components P1 (M0xM3/M0xM9/M0xM3xM9) and P2 (M0xM9), as well as an increase in the amplitude of P300 (M0xM3) over time. With the tone bust stimuli, it was verified a decrease in the latency values of P300 (M0xM9) over time. Conclusion: it was possible to identify the components of the LLAEP in most individuals. The P1, N1, P2, N2 (tone burst) and N1 and N2 (speech) did not change their latencies and amplitudes between the different moments of evaluation, suggesting stability of this potential in the period of 9 months. The P300 was the component most sensitive to the time intervals considered, since it presented modifications over time that indicated maturation of the central auditory nervous system. The latencies of all components obtained with speech stimulus were higher than with tone bursts, indicating that different stimuli generate different cortical responses. <![CDATA[Perfil audiológico de motoristas agrícolas expostos: ruído e hidrocarbonetos]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2317-64312015000400313&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO Objetivo: Estabelecer o perfil audiológico de motoristas agrícolas expostos, simultaneamente, a ruído e hidrocarbonetos. Métodos: Foram analisados os prontuários de motoristas com queixas auditivas de uma empresa do ramo agrícola do município de Lençóis Paulista (SP), dentro do Programa de Prevenção de Riscos Ambientais (PPRA). As informações analisadas foram: idade, tempo de exposição combinada a ruído e hidrocarbonetos e exames de audiometria tonal liminar de referência. Para a análise da influência da idade e do tempo de exposição sobre os limiares auditivos, ajustaram-se modelos de sobrevivência para dados grupados (riscos proporcionais e logísticos). Resultados: Verificou-se que os efeitos da idade e do tempo de exposição combinada a ruído e hidrocarbonetos foram significativos na perda de audição, nos modelos de riscos proporcionais e logísticos. Conclusão: É fundamental o desenvolvimento de ações voltadas para a prevenção de perdas auditivas em motoristas agrícolas expostos aos agentes ruído e hidrocarbonetos.<hr/>ABSTRACT Purpose: To establish the audiological profile of agricultural drivers simultaneously exposed to noise and hydrocarbons. Methods: The study comprised analysis of the medical records of agricultural drivers with hearing complaints, from an agricultural company of Lençóis Paulista (SP), Brazil, within the Environmental Risk Prevention Program. The information analyzed included age, period of simultaneous exposure to noise and hydrocarbons and testing of reference pure tone audiometry. Survival models for grouped data (proportional risk and logistic) were adjusted to analyze the influence of age and period of exposure of hearing thresholds. Results: It was observed that the effects of age and period of simultaneous exposure to noise and hydrocarbons were significant for hearing loss in proportional risk and logistic models. Conclusion: It is fundamental to develop actions for the prevention of hearing loss in agricultural drivers exposed to the agents noise and hydrocarbons. <![CDATA[Análise comparativa do equilíbrio postural pela posturografia em pacientes com vertigem isolada ou associada com perda auditiva]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2317-64312015000400321&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO Objetivo: Realizar uma análise comparativa do equilíbrio de sujeitos com vertigem isolada e com vertigem associada à perda auditiva. Métodos: A amostra foi constituída por 29 pacientes com diagnóstico de vertigem periférica, selecionados pelo método de amostragem não probabilística e por conveniência, com idade entre 45 e 64 anos, sendo 9 do gênero masculino e 20 do gênero feminino. A pesquisa diagnóstica para avaliação da audição consistiu de anamnese audiológica e audiometria tonal liminar. A avaliação do equilíbrio postural foi feita em Plataforma de Força, nas posições bipodal e semi-tandem, com os olhos abertos. Os parâmetros de equilíbrio analisados foram: área elipse, centro de pressão em centímetros quadrados, velocidade média em centímetros por segundo e frequência média, em Hertz, de oscilações do centro de pressão, em ambas as direções dos movimentos: anteroposterior e mediolateral. Resultados: Na população geral, a comparação dos dados estabilométricos entre indivíduos com e sem perda auditiva não demonstrou prejuízo da manutenção do equilíbrio postural. Houve diferença no gênero feminino, em relação ao parâmetro velocidade, na direção mediolateral. Conclusão: Embora não tenham sido encontradas diferenças que possam caracterizar correlação entre perda auditiva e equilíbrio entre os pacientes, houve pior desempenho no equilíbrio postural das mulheres com vertigem associada à perda auditiva, no parâmetro mediolateral.<hr/>ABSTRACT Purpose: To perform a comparative analysis of the balance of subjects with isolated vertigo and dizziness associated with hearing loss. Methods: The sample consisted of 29 patients with peripheral vertigo diagnosis selected by non-probabilistic sampling and convenience aged between 45 and 64 years. The diagnostic survey to hearing evaluation consisted of audiological anamnesis and assessment of postural balance; it was made in force platform, in the bipedal and semi tandem positions with open eyes. The analyzed balance parameters were: ellipse area, center of pressure in square centimeters, average speed in centimeters per second and average frequency, in Hertz, of swaying in both directions of movement: anteroposterior and mediolateral. Results: As for the population in general, the comparison between individuals with and without hearing loss has not shown to be there any damage to the maintenance of postural balance. There was difference in women in the speed parameter in mediolateral direction. Conclusion: Although no differences have been found which might have characterized a correlation between hearing loss and balance in patients, there was a worse performance in postural balance of women with vertigo associated with hearing loss in the mediolateral parameter. <![CDATA[Adaptação brasileira do <em>dizziness handicap inventory</em> para a população infantil: confiabilidade dos resultados]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2317-64312015000400327&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO Objetivo: Avaliar a confiabilidade dos resultados numa versão adaptada do Dizziness Handicap Inventory (DHI) brasileiro para crianças. Métodos: (1) adaptação semântica do DHI, primeira versão, para população infantil; (2) apreciação do DHI por juízes fonoaudiólogos, para adequação semântica da versão adaptada; (3) aplicação do piloto em 15 indivíduos para ajustes semânticos; (4) aplicação da versão adaptada do DHI, em 119 crianças com relato de tontura; (5) teste-reteste de 34 crianças. Resultados: Com relação ao gênero, verificou-se médias mais elevadas do escore total nas crianças do gênero feminino. Não houve associação entre os escores do Dizziness Handicap Inventory-Child/Adolescent (DHI-CA) e a idade das crianças. Foram constatados índices adequados de consistência interna e estabilidade dos resultados na escala total e nas três subescalas. Conclusão: O Dizziness Handicap Inventory-Child/Adolescent mostrou-se confiável para quantificação do impacto da tontura na qualidade de vida das crianças e adolescentes em fase escolar, sendo a confiabilidade dos resultados uma primeira contribuição para a validação desse instrumento.<hr/>ABSTRACT Purpose: To evaluate the reliability of the results in an adapted version of the Brazilian Dizziness Handicap Inventory (DHI) adapted for children. Methods: 1) semantic adaptation of DHI, first version, for child population; 2) appreciation of DHI by speech therapy judges for semantic appropriateness of the adapted version; application of the adapted version of DHI in 119 children with dizziness report; 4) application of DHI, adapted version, in 119 children suffering from dizziness symptoms; 5) test/re-test of 34 children. Results: In the group, there were higher average total scores in girls. There was no association between the scores of the Dizziness Handicap Inventory-Child/Adolescent (DHI-CA) and the age of the children. Adequate levels of internal consistency and stability of the results were verified in the full scale and the three subscales. Conclusion: DHI-CA appeared to be capable of reliably quantifying the impact of dizziness on quality of life of school-age children and adolescents, and the reliability of results is a first contribution to the validation of this instrument. <![CDATA[Inquérito domiciliar de distúrbios fonoaudiológicos autodeclarados: desenho e protocolo de pesquisa]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2317-64312015000400336&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO Objetivo: Apresentar as ferramentas metodológicas e de investigação de um inquérito domiciliar de distúrbios fonoaudiológicos autodeclarados, implementado no sul do Brasil. Métodos: Para a condução do estudo foi realizada uma longa etapa de planejamento e de atividades piloto, que incluíram seleção e treinamento de equipe de campo, elaboração, teste e reteste de instrumento de aferição de distúrbios fonoaudiológicos autodeclarados. Técnicas de abordagem e preenchimento dos questionários também foram testadas e aplicadas, em razão da dimensão do estudo. Resultados: O tempo médio de entrevista variou de 15 a 35 minutos, dependendo da experiência dos entrevistadores e diminuiu para ambos os grupos, depois de algum tempo de trabalho de campo. A ocorrência de “não sabe ou não respondeu” variou de 0,2% (IC 95% 0,0;1,6) a 6,1% (IC 95% 2,8;11,3), foi menor para as questões relativas à história de rouquidão e zumbido respondida por substitutos e maior para a questão relacionada à percepção de alteração na emissão vocal associada ao envelhecimento. Conclusão: Inquérito domiciliar é um método viável e relevante para verificar a carga dos distúrbios fonoaudiológicos na população em geral, embora seja necessário contar com amplo conhecimento dos aspectos relacionados a essa metodologia de estudo, bem como de elementos importantes para a seleção e formação contínua dos entrevistadores, a fim de aumentar a participação da população investigada.<hr/>ABSTRACT Purpose: This paper presents the methodology and research tools of a self-reported household survey of speech, language, swallowing and hearing (SLS-H) disorders implemented in southern Brazil. Methods: For the conduction of the study itself, a long step of planning and pilot activities was conducted. This included selection and training of field staff, development, test and retest measurement instrument of self- reported SLS-H disorders and approach techniques and completion of the questionnaires have been tested and applied, because of the complexity of the study. Results: The average time of interview varied from 35 to 15 minutes depending of interviewers experience and for both groups after some fieldwork the average time spent declined. The occurrence of “do not know or didn't inform” answer ranged from 0.2% (95% CI 0.0;1.6) and 6.1% (95% CI 2.8;11.3). Its lowest occurrence was for questions relating to the history of hoarseness and tinnitus by proxys. Incidence was higher for the question related to the perception of change in vocal emission associated with aging. Conclusion: Household survey is feasible and relevant to verify the burden of SLS-H disorders in the general population, although it required extensive knowledge of the study, selection and ongoing training of interviewers to increase the chance of participation, and logistics for the analysis and classification of the information collected. <![CDATA[O efeito da idade em uma tarefa de identificação das vogais tônicas do Português Brasileiro]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2317-64312015000400349&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO Objetivo: Investigar o efeito da idade na identificação das vogais tônicas do Português Brasileiro em crianças. Métodos: Avaliou-se, com o uso do software Perception Evaluation Auditive &amp; Visuelle (PERCEVAL), o desempenho perceptivo-auditivo de 155 crianças, entre 5 e 9 anos de idade (divididas em 2 grupos, G1 e G2), em uma tarefa de identificação das vogais tônicas do Português Brasileiro. Foram apresentados os estímulos acústico e visual, solicitando-se à criança a escolha da gravura correspondente à palavra apresentada auditivamente, dentre duas possibilidades de imagens dispostas na tela do computador. O tempo de apresentação dos estímulos e de reação das crianças foi computado, automaticamente, pelo software. Resultados: O grupo de crianças mais velhas (G2) apresentou melhor acurácia perceptivo-auditiva, quando comparada à acurácia do grupo de crianças menores (G1). Quanto ao tempo de reação, o G1 sempre apresentou um tempo de reação superior ao das crianças do G2, tanto para os acertos, quanto para os erros. Quanto ao padrão de erros, de um modo geral, os grupos não se diferenciaram. A análise da correlação entre idade e acurácia mostrou que as crianças do G1 apresentaram correlação positiva com a idade. No entanto, isso não ocorreu para as crianças do G2. Conclusão: A habilidade perceptivo-auditiva, no que diz respeito à identificação de contrastes vocálicos, parece ocorrer de forma gradativa e se estabilizar aos 9 anos de idade.<hr/>ABSTRACT Purpose: Investigate the effect of age in stressed vowels identification in Brazilian Portuguese in children. Methods: The hearing-perceptual performance of 155 children, between 5 and 9 years old (divided in 2 groups: G1 and G2) was evaluated with the use of a software named Perception Evaluation Auditive &amp; Visuelle (PERCEVAL), in a task of stressed vowels identification in Brazilian Portuguese. Acoustic and visual stimuli were presented, asking a child to choose the corresponding picture according to the word listened, between two possibilities of images shown on a computer screen. The presentation time of the stimuli and the children's reaction were calculated, automatically, by the software. Results: The group of older children (G2) presented a better hearing-perceptual accuracy, comparing to the accuracy of the younger children's group (G1). As to the reaction time, the G1 has always presented a higher reaction time comparing to the children in G2, for both the mistakes and successes. As to the standard of mistakes, generally, the groups didn't differ. The analysis of correlation between age and accuracy showed that the children from G1 presented a positive correlation with the age. However, it didn't happen with the children from G2. Conclusion: The hearing-perceptual ability, concerning the identification of vocalic contrasts, seems to occur gradually and stabilizes at 9 years old. <![CDATA[Índice de Desvantagem Vocal pré e pós-intervenção vocal em pacientes disfônicos]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2317-64312015000400355&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO Objetivo: Caracterizar e mensurar a autopercepção vocal de pacientes pré e pós-tratamento fonoaudiológico, por meio do protocolo de Índice de Desvantagem Vocal (IDV). Métodos: Trata-se de um estudo transversal, com utilização do banco de dados de pacientes atendidos em um setor de Fonoaudiologia. Resultados: A amostra foi composta por 23 pacientes, sendo 16 (69,6%) do gênero feminino e sete (30,4%) do gênero masculino. A média de idade foi de 58 anos, a média do tempo de terapia foi de três meses e o número de sessões foi de 11 atendimentos. Dentre os tipos de disfonia encontrados, a orgânica foi a mais frequente (47,8%), seguida da funcional (30,7%) e da organofuncional (21,7%). A mediana do escore total do protocolo apresentou diminuição no período pré-intervenção, em relação ao período pós-intervenção, significando menor desvantagem vocal. Além disso, 80% das questões do protocolo apresentaram diferença significativa, quando comparadas pré e pós-fonoterapia da voz. Conclusão: Houve diferença na percepção da voz após a intervenção fonoaudiológica, indicada por meio da redução dos escores nos itens do IDV. Os achados demonstraram a importância do uso do protocolo IDV na prática clínica, auxiliando o profissional fonoaudiólogo no direcionamento do tratamento e no entendimento do comportamento vocal de pacientes disfônicos. Sugere-se futuras pesquisas, tendo em vista a eficácia do instrumento.<hr/>ABSTRACT Purpose: Characterize and measure the voice self-perception of patients pre and post speech therapy treatment using the Índice de Desvantagem Vocal (IDV) protocol, adapted from the Voice Handicap Index (VHI) protocol. Methods: This is a cross-sectional study using a database of patients seen in a speech therapy service. Results: The sample comprised 23 patients, 16 (69.6%) of whom female and seven (30.4%) male. The mean age was 58 years and the mean therapy duration was three months with 11 sessions. Among the types of dysphonia found, organic was the most frequent (47.8%) followed by functional (30.7%) and organic-functional (21.7%). The protocol's total score median decreased prior to intervention compared to the post-intervention period, which means a lower voice handicap. Moreover, 80% of the protocol's questions significantly differed when compared pre and post speech therapy. Conclusion: A difference was found in voice perception after speech therapy intervention, indicated by lower scores in the IDV items. The findings show the importance of using the IDV protocol in clinical practice to help the speech therapist target the treatment and understand the voice behavior of dysphonic patients. Further research is suggested given the instrument's efficacy. <![CDATA[Instrumentos de rastreio para disfagia orofaríngea no acidente vascular encefálico]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2317-64312015000400361&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO Objetivo: Identificar os parâmetros presentes nos instrumentos de rastreio para a disfagia orofaríngea no acidente vascular encefálico, publicados na literatura. Estratégia de pesquisa: Para a seleção dos estudos, foram utilizados os descritores: transtornos de deglutição, acidente vascular cerebral, rastreio, screening, avaliação e disfagia. Foram consultadas as bases de dados MEDLINE, Embase, LILACS, SciELO e biblioteca Cochrane. Critérios de seleção: Foram selecionados artigos em inglês, português e espanhol, publicados até dezembro de 2014, cuja abordagem metodológica referisse instrumentos de rastreio para a disfagia orofaríngea, elaborados para indivíduos adultos com acidente vascular encefálico. Os parâmetros utilizados nos diferentes instrumentos de rastreio foram agrupados por igualdade e/ou semelhança. Foi realizada análise descritiva e calculada a frequência dos parâmetros encontrados. Resultados: Foram encontrados 688 artigos e, após consideração dos critérios de inclusão e exclusão, 23 artigos foram efetivamente analisados. Dos 20 instrumentos encontrados, 90% utilizaram algum tipo de oferta via oral no rastreio para a disfagia, sendo a maioria, a água. Foram encontrados 19 parâmetros distintos, não relacionados à oferta de alimento e 12 parâmetros relacionados à oferta de alimento. Conclusão: Não há consenso, entre os estudos, sobre os parâmetros mais sensíveis e específicos para compor o método de rastreio para disfagia orofaríngea na população com acidente vascular encefálico.<hr/>ABSTRACT Purpose: To identify the parameters present in the screening tools for oropharyngeal dysphagia in stroke published in the literature. Research strategy: For the selection of studies, the swallowing disorder descriptors stroke, screening, evaluation and dysphagia were used. MEDLINE, Embase, LILACS, SciELO and the Cochrane Library databases were consulted. Selection criteria: We selected articles in the English, Portuguese and Spanish languages published up to December 2014 whose methodological approach referred to screening tools for oropharyngeal dysphagia designed for adults with stroke. The parameters used in the various screening tools were grouped by equality and/or likeness. We performed a descriptive analysis and calculated the frequency of found parameters. Results: We found 688 articles and after consideration of the inclusion and exclusion criteria, 23 articles were effectively analyzed. Of the 20 tools found, 90% used some type of food offer orally in screening for dysphagia, mostly water. We found 19 different parameters not related to food offer and 12 parameters related to food offer. Conclusion: There is no consensus among the studies on the most sensitive and specific parameters to compose the screening method for oropharyngeal dysphagia in stroke. <![CDATA[A busca de evidências de validade no desenvolvimento de instrumentos em Fonoaudiologia: revisão sistemática]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2317-64312015000400371&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO Objetivo: Identificar, na literatura, o uso da Psicometria na área da Fonoaudiologia e os processos utilizados para a busca de evidências de validade dos instrumentos da área. Estratégia de pesquisa: As bases pesquisadas foram MEDLINE (acessado via PubMed), LILACS, Scopus e SciELO. Os descritores foram “Validation studies”, “Validity of tests”, “Speech, Language and Hearing Sciences” e “Valid” (seguido de elemento de truncagem), em português, inglês e espanhol. Critérios de seleção: Foram incluídos os estudos que realizavam algum tipo de validação de testes referentes a áreas da Fonoaudiologia. Resultados: Foram encontrados 296 artigos e destes, apenas 48 foram incluídos. A maioria dos estudos foi publicada por periódicos internacionais, da área da Fonoaudiologia e com amostra de ampla faixa etária. A principal área avaliada pelos instrumentos foi linguagem (20 estudos), seguida por audiologia (13 estudos). O ano de maior publicação foi 2014 e o principal tipo de busca de evidências de validade foi com base na estrutura interna. Conclusão: O uso dos princípios de busca de evidências de validade de instrumentos da área fonoaudiológica ainda é escasso. Porém, observa-se que a maior parte dos estudos foi desenvolvida nos últimos anos, demonstrando tendência atual para atenção à necessidade de aprimoramento dos instrumentos.<hr/>ABSTRACT Purpose: To identify in the literature the use of psychometry in Speech Therapy, besides the processes used in the search for validity evidence for the instruments in that field. Research strategy: The databases investigated were MEDLINE (accessed via PubMed), LILACS, Scopus, and SciELO. The descriptors used were “Validation studies,” “Validity of tests,” “Speech, Language and Hearing Sciences,” and “Valid” (followed by a truncation element) in Portuguese, English, and Spanish. Selection criteria: The review included studies that performed some type of validation of tests in Speech Therapy. The survey found 296 papers, 48 of which were included. Most studies were published by international journals in Speech Therapy and with broad-age-group samples. Results: The main area assessed by the instruments was language (20 studies), followed by audiology (13 studies). The year with the highest number of publications was 2014 and the main type of search for validity evidence was based on the internal structure. Conclusion: The principles of search for validity evidence are still scarcely used for instruments in Speech Therapy. However, most studies were developed in recent years, which shows the current trend for focusing on the need for enhancing the instruments. <![CDATA[Potencial Evocado Auditivo de Média Latência (PEAML) em crianças e adolescentes brasileiros: revisão sistemática]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2317-64312015000400384&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO Objetivo: Revisar sistematicamente a literatura científica sobre a realização do Potencial Evocado Auditivo de Média Latência (PEAML) em crianças e adolescentes brasileiros. Estratégia de pesquisa: Foram pesquisados artigos publicados a partir de 2009, em português, inglês ou espanhol, nas bases de dados eletrônicas MEDLINE, SciELO, BIREME e LILACS. Os artigos selecionados envolveram a realização do PEAML em crianças e/ou adolescentes brasileiros. Após triagem, os artigos foram analisados segundo a iniciativa “Strengthening the Reporting of Observational Studies in Epidemiology” (STROBE). Critérios de seleção: Foram excluídos artigos repetidos nas bases de busca e também os relatos de caso. Resultados: A busca inicial identificou 1315 artigos, dos quais oito foram selecionados para compor a revisão. Verificou-se predomínio de estudos observacionais transversais (75%); estimulação tipo click (100%), com velocidade até 11/s (100%) e intensidade de 70 dBNA (88%); uso de filtro passa-alta de 10 Hz (50%) e passa-baixa de 200 Hz (75%); montagem dos eletrodos em C3/C4 (ativos) A1/A2 (referências), e Fpz (neutro) (88%); amplitude Na-Pa, como principal parâmetro de comparação e normalidade; e uso do teste ANOVA (63%) para análise estatística. Nos estudos revisados, a média da latência da onda Pa e da amplitude Na-Pa em crianças e adolescentes normo-ouvintes foi de 32 milissegundos e 1,57 microvolts, respectivamente. Conclusão: Não há consenso quanto aos parâmetros de registro do PEAML em crianças e adolescentes brasileiros. Ainda assim, a média de latência de Pa e amplitude Na-Pa encontrada em crianças e adolescentes brasileiros normo-ouvintes, avaliados nos oito artigos desta revisão, concorda com os parâmetros de normalidade já estabelecidos internacionalmente.<hr/>ABSTRACT Purpose: Systematically review the scientific literature on Middle Latency Response (MLR) in Brazilian children and adolescents. Research strategy: We searched articles published since 2009 in Portuguese, English or Spanish at MEDLINE, SciELO, BIREME and LILACS electronic basis. Selected articles involved the use of MLR in children and / or Brazilian adolescents. After screening process, articles were analyzed according to “Strengthening the Reporting of Observational Studies in Epidemiology” (STROBE) initiative. Selection criteria: Repeated articles (due to database repetition) and case reports were excluded. Results: From 1315 identified articles, eight were selected for the review. It was predominantly observed: cross-sectional studies (75%); click stimulation (100%), with rate up to 11/s (100%) and 70 dBHL intensity (88%); filtering high-pass 10 Hz (50%) and low-pass 200 Hz (75%); electrode array with actives placed at C3/C4, references at A1/A2 and neutral at Fpz (88%); Na-Pa amplitude as main measure of comparison and normality; and the use of ANOVA test (63%) for statistical analyses. The average latency of Pa wave and Na-Pa amplitude in normal-hearing children and adolescents of the studies was 32 milliseconds and 1.57 microvolts respectively. Conclusion: There is no consensus on MLR collection parameters in Brazilian children and adolescents. Still, the Pa latency average and Na-Pa amplitude found in Brazilian normal-hearing children and adolescents evaluated on the eight articles of this review agreed with normative parameters established internationally.