Scielo RSS <![CDATA[MedicalExpress]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=2358-042920150005&lang=en vol. 2 num. 5 lang. en <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[Clinical pharmacology of gentamicin in neonates: regimen, toxicology and pharmacokinetics]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2358-04292015000500001&lng=en&nrm=iso&tlng=en Gentamicin is an aminoglycoside antibiotic. It kills bacteria by inhibiting protein synthesis and to some extent by lysing the cell envelope. Gentamicin is frequently the first choice drug because of its reliability, but also because of the long experience with its use. In combination with β-lactam antibiotics it is recommended for the treatment of sepsis or pneumonia and is active against P. aeruginosa, Enterobacter, Klebsiella and Serratia. However, gentamicin is ototoxic and nephrotoxic. The human mitochondrial genetic variant m.1555A &gt; G has been reported to be an important cause of non-syndromic hereditary hearing dysfunction and may cause permanent hearing loss. Even short courses of gentamicin therapy in healty newborn infants can lead to abnormalities of auditory function. It is active against very resistant bacteria at peak concentrations (&gt; 10 mg/l) that are high enough to be potentially toxic. For safe therapeutic efficacy, peak plasma concentrations of gentamicin should range from 4 to 10 mg/l; but trough concentrations, immediately before a new drug administration, must be lower that 2 mg/L to avoid toxic effects. Pharmacokinetic parameters vary considerably in infants. Half-life ranges from 5.4 to 10.0 hours, clearance 0.50 to 1.71 ml/h/kg and distribution volume from 0.4 to 0.7 l/kg. Preterm infants have a longer half-life than full-term infants. Thus, it is mandatory to monitor gentamicin serum concentrations whenever infants are treated for 48 hours or more.<hr/>A gentamicina é antibiótico do grupo dos aminoglicosídeos. Destrói bactérias por inibição de síntese proteica e, em certa medida, por lise do envelope celular. A gentamicina é a droga de primeira escolha por causa de sua atividade confiável e em virtude de longa experiência com seu uso. Em combinação com antibióticos β-lactâmicos é recomendada para o tratamento de septicemia ou pneumonia e é ativa contra P. aeruginosa, Enterobacter, Klebsiella e Serratia. No entanto, a gentamicina é ototóxica e nefrotóxica. A variante genética mitocondrial humana m.1555A &gt; G é tida como importante causa de disfunção auditiva hereditária não-sindrômica e pode causar perda permanente da audição. Até mesmo procedimentos terapêuticos de gentamicina de curta duração em recém-nascidos sadios podem levar a anormalidades da função auditiva. É ativa contra algumas espécies de bactérias apenas em concentrações de pico (&gt; 10 mg/l) que são suficientemente altas para produzirem efeitos tóxicos. A gentamicina deve cair a concentrações mínimas menores que 2 mg/l para evitar efeitos tóxicos. Para produzir efeitos terapêuticos, as concentrações plasmáticas máximas de gentamicina deve variar de 4 a 10 mg/l. Os parâmetros farmacocinéticos variam consideravelmente em lactentes. A meia-vida varia entre 5,4-10,0 horas, o "clearance" varia entre 0,50 e 1,71 ml/h/kg e volume de distribuição de 0,4-0,7 l/kg. Em prematuros a meia-vida é mais longa do que a de crianças nascidas a termo. Por esses motivos, sempre que lactentes são tratadas durante 48 horas ou mais, monitorizar as concentrações séricas de gentamicina é essencial. <![CDATA[Hyposalivation, acidic saliva, decayed teeth and oral yeast prevalence in children with mucopolysaccharidosis]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2358-04292015000500002&lng=en&nrm=iso&tlng=en OBJECTIVE: Patients with mucopolysaccharidosis present several alterations of the stomatognathic complex, however, no data is available on saliva biochemistry and yeast colonization. The aim of the study was to evaluate caries experience as well as saliva biochemistry and microbiology parameters in patients with mucopolysaccharidosis. METHOD: The sample consisted of twelve participants with mucopolysaccharidosis followed in the Metabolic Disease Unit of the Centro Hospitalar de S. João and twelve healthy participants followed at the Faculty of Dental Medicine, University of Porto. To all participants, Decayed, Missing, Filled Teeth (DMFT) index was evaluated. In addition, saliva was collected to evaluate biochemical parameters (flow rate, pH, sodium, potassium, chloride, calcium, phosphate, α-amylase and IgA) and the microbiological profile (total microorganisms, mutans streptococci and yeasts) of all participants. RESULTS: In comparison to controls, the mucoplysacharidosis patients presented a higher prevalence of decayed teeth, lower salivary flow and pH values. They also presented also lower calcium and higher phosphate ions in saliva. No differences were found between groups regarding oral microbial load for total microorganisms, mutans streptococci and yeasts as well as oral prevalence of mutans streptococci. However, MPS patients presented higher prevalence of oral Candida in comparison to controls. CONCLUSION: The higher prevalence of decayed teeth and higher oral yeast colonization in MPS patients may be related to the lower saliva calcium concentration, pH and flow.<hr/> OBJETIVO: Pacientes portadores de mucopolissacaridose apresentam várias alterações do complexo estomatognático; no entanto, não existem dados disponíveis sobre a bioquímica da saliva e ou sobre a colonização por fungos. O objetivo deste estudo foi avaliar a prevalência de cárie dentária bem como parâmetros bioquímicos e microbiológicos em pacientes com mucopolissacaridose. MÉTODOS: A amostra foi constituída por doze participantes com mucopolissacaridose, acompanhados na Unidade de Doenças Metabólicas do Centro Hospitalar de S. João do Porto e por doze participantes saudáveis acompanhados na Faculdade de Medicina Dentária da Universidade do Porto. Para todos os participantes, o índice de dentes cariados, perdidos ou obturados foi avaliado. Além disso, foram recolhidas amostras de saliva de todos os participantes para avaliar os parâmetros bioquímicos (fluxo salivar, pH, sódio, potássio, cloreto, cálcio, fosfato, α-amilase e IgA) e microorganismos tais como Streptococcus mutans e leveduras. RESULTADOS: Em comparação aos controles, os pacientes com MPS apresentam maior prevalência de dentes cariados assim como fluxo salivar e pH reduzido. Os pacientes com MPS apresentaram também taxas menores de íons de cálcio e maiores de íons de fosfato. Não foram encontradas diferenças entre os grupos quanto à carga microbiana oral por microrganismos totais, Streptococcus mutans e leveduras, bem como quanto à prevalência oral de Streptococcus mutans. No entanto, os pacientes com MPS apresentaram maior prevalência de candidíase oral em comparação com os controlos. CONCLUSÃO: A maior prevalência de dentes cariados e a maior colonização oral por leveduras em pacientes com MPS pode estar relacionada com a baixa concentração de cálcio salivar, com o pH ácido e com a hiposalivação. <![CDATA[Effects of a transdermal testosterone metered-dose nanoemulsion in peri- and postmenopausal women: a novel protocol for treating low libido]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2358-04292015000500003&lng=en&nrm=iso&tlng=en OBJECTIVE: To investigate the efficacy of a transdermal nanoemulsion testosterone associated with transdermal estrogen therapy as a novel protocol treatment for emergent loss of libido. METHODS: Twenty-four women, aged 31-75 years (mean age, 51.7), with emergent loss of libido were allocated to treatment with a novel transdermal formulation of 500 µg/day of testosterone (Biolipid/B2®-testosterone) for 12 weeks, as part of an open label prospective study on peri- and post-menopausal women. Subjects applied the formulation on the right forearm. Clinical and laboratorial parameters including the sexual complaints; serum concentrations of testosterone, insulin, C-reactive protein, weight, blood pressure; body mass index and waist circumference were compared between baseline and 12 weeks after treatment. RESULTS: The mean total serum testosterone increased significantly (p = 0.009) after 12 weeks of treatment. No adverse or androgenic events were observed. There were positive and significant differences (p &lt; 0.05) on sexual complaints, blood pressure, body mass index and waist circumference after transdermal nanoemulsion testosterone treatment. CONCLUSION: This protocol is effective in increasing testosterone levels in peri- and postmenopausal women with low libido.<hr/> OBJETIVO: Investigar a eficácia de uma nanoemulsão transdérmica de testosterona associada à terapia com estrogênio transdérmico como tratamento para a perda emergente da libido. MÉTODOS: Vinte e quatro mulheres, com idade entre 31-75 anos (idade média de 51,7), com perda emergente de libido foram incluídas num protocolo para tratamento de libido reduzida com uma formulação transdérmica de 500 µg/dia de testosterona (biolípido/B2®-testosterona) com 12 semanas de duração, como parte de um estudo prospectivo aberto em mulheres peri- e pós-menopausa. As participantes aplicaram a formulação no antebraço direito. Os parâmetros clínicos e laboratoriais, incluindo as queixas sexuais foram comparados entre os valores iniciais e 12 semanas após o tratamento. Mediram-se as concentrações séricas de testosterona, insulina, proteína C-reactiva, o peso, a pressão arterial; o índice de massa corporal e a circunferência da cintura. RESULTADOS: A média de testosterona total no soro aumentou significativamente (p = 0,009) após 12 semanas de tratamento. Não foram observados efeitos adversos ou androgênicos. Registraram-se reduções significativas (p &lt; 0,05) sobre as queixas sexuais, da pressão arterial, do índice de massa corporal e da circunferência da cintura após o tratamento transdérmico com nanoemulsão de testosterona. CONCLUSÃO: O protocolo mostrou eficacia em aumentar os níveis de testosterona em e melhorar a libido em mulheres peri e pós-menopausa com baixa libido. <![CDATA[Globally chaotic analysis of Heart Rate Variability during acute auditory stimulus by heavy metal music]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2358-04292015000500004&lng=en&nrm=iso&tlng=en OBJECTIVE: Auditory stimulation with relaxing style music can improve cardiac autonomic regulation in subjects treated with a cardio-toxic medication. We assess the acute effect of heavy metal music on cardiac autonomic regulation, through novel high spectral chaotic global analysis techniques: (a) high spectral detrended fluctuation, (b) high spectral entropy (c) spectral multi-taper method. METHOD: We investigated young adult women between 18 and 30 years old exposed to heavy metal (75-84 dB) music for 20 min. Normality tests were applied: (i) Anderson-Darling, (ii) Ryan-Joiner (similar to Shapiro-Wilk); (iii) Lilliefors for low number of subjects. They all indicated a non-normal data distribution. Consequently we applied the Kruskal-Wallis non-parametric test. Also because of the small population, we used a broader than usual level of significance (critical p = 0.1). RESULTS: The application of the three tests for normality and the non-parametric test of significance by the Kruskal-Wallis technique showed that acute musical auditory stimulation with heavy metal music lead to a significant increase (p &lt; 0.07) in one of the seven combinations of chaotic globals. The most significant combination of chaotic globals is the Chaos Forward Parameter One (CFP1), which includes all three studied chaotic globals (high spectral detrended fluctuation, high spectral entropy, spectral multi-taper method). We found significantly increased values during musical auditory stimulation for this specific CFP1. CONCLUSION: It is suggested that acute musical stimulation with heavy metal influences cardiac autonomic regulation at a more complex level than previously reported and that this may be beneficial to heart function.<hr/> OBJETIVO: A estimulação auditiva com música relaxante pode melhorar a regulação autonômica cardíaca em indivíduos tratados com um medicamento cardiotóxica. Avaliamos o efeito agudo de música heavy metal sobre a regulação autonômica cardíaca, por meio de novas técnicas de análise, ditas globalmente caóticas de espectrais altos: (a) high spectral detrended fluctuation, (b) high spectral entropy (c) spectral multi-taper method. MÉTODO: Estudamos mulheres jovens entre 18 e 30 anos de idade expostas a música heavy metal (75-84 dB) durante 20 min. Foram aplicados os seguintes testes de normalidade: (i) Anderson-Darling, (ii) Ryan-Joiner (similhante ao de Shapiro-Wilk); (iii) Lilliefors para baixo número de indivíduos. Todos indicaram que os dados obtidos apresentavam distribuição não-normal. Consequentemente foi aplicado o teste não-paramétrico de Kruskal-Wallis. Por causa da pequena população, utilizou-se um nível de significância mais amplo do que o habitual (p crítico = 0,1). RESULTADOS: A aplicação dos três testes para normalidade e o teste não-paramétrico de significância pela técnica de Kruskal-Wallis mostrou que a estimulação auditiva musical aguda com metais pesados produziu um aumento significativo (p &lt; 0,07) em uma das sete combinações de globais caóticos. A combinação de globais caóticos que é mais importante é a "Chaos Forward Paremeter one" (VFP1) na qual se manifestam todos os três globais caóticos aplicados (high spectral detrended fluctuation, high spectral entropy, spectral multi-taper method). Encontramos um aumento significativo durante a estimulação auditiva musical para este parâmetro específico. CONCLUSÃO: Sugere-se que a estimulação musical aguda com heavy metal influencia a regulação autonômica cardíaca em um nível mais complexo e pode ser benéfica para a função cardíaca. <![CDATA[The impact of interleukin-13 receptor expressions in cell migration of astrocytomas]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2358-04292015000500005&lng=en&nrm=iso&tlng=en INTRODUCTION: Astrocytomas are common brain tumors. Increased expression levels of Interleukin-13 Receptor α2 (IL-13RA2) have been reported in astrocytomas. The Interleukin-13 signaling pathway may be associated with cell migration when binding to Interleukin-13 Receptor α1. OBJECTIVE: To investigate Interleukin-13 Receptor α1 (IL-13RA1) and IL13RA2 expression levels in human diffusely infiltrative astrocytomas and test the involvement of Interleukin-13 levels in cell migration in two glioblastoma cell lines. METHODS: IL13RA expression levels were accessed by quantitative real time PCR in 128 samples of astrocytomas and 18 samples of non-neoplastic brain tissues from temporal lobe epilepsy surgery. The impact of IL-13 levels (10 and 20 ng/mL) on cell migration was analyzed by the wound assay in U87MG and A172 cells. RESULTS: Glioblastoma presented higher IL13RA1 and IL13RA2 expression levels compared to lower grades astrocytomas and to non-neoplastic cases. U87MG and A172 cells presented higher expression levels of IL-13RA1 vs. IL-13RA2. A significant difference in migration rate was observed in A172 cells treated with 10 ng/mL of IL-13 vs. control: treated cells presented slower migration than non-treated cells. U87MG cells treated with IL-13 20ng/mL presented slower migration than non-treated cells. This indicates that the IL13Rα1 signaling pathway was not activated, indeed inhibited by the decoy IL-13Rα2, slowing cell migration. This impact occurred with a lesser concentration of IL-13 on the A172 than on the U87MG cell line, because A172 cells have a higher IL-13RA2/A1 ratio. CONCLUSION: The present results suggest IL-13 receptors as possible targets to decrease tumor cell migration.<hr/> INTRODUÇÃO Astrocitomas são os tumores cerebrais mais frequentes. Nestes tumores foi observada maior expressão do receptor de Interleucina-13 α2 (IL13RA2). A cascata de sinalização da Interleucina-13 pode estar associada com a migração celular, após sua ligação com o receptor de Interleucina-13 α1 (IL13Rα1). OBJETIVO: Investigar os níveis de expressão dos receptores de Interleucina-13 (IL13RA1 e IL13RA2) em astrocitomas difusamente infiltrativos e avaliar o envolvimento da Interleucina-13 na migração celular de duas linhagens de glioblastoma. MÉTODOS: A expressão dos receptores IL13RA foi analisada por PCR em tempo real, em 128 amostras de astrocitomas e 18 amostras de tecido cerebral não neoplásico, provenientes de cirurgia de epilepsia do lobo temporal. E o impacto da quantidade de IL-13 (10ng/ml e 20ng/ml) em ensaio de migração celular. RESULTADOS: As amostras de Glioblastoma apresentaram maior expressão de IL13RA1 and IL13RA2 comparados com astrocitomas de baixo grau e os casos não-neoplásicos. Nas células U87MG e A172 foi observado maior nível de expressão de IL-13RA1 do que IL-13RA2. Uma diferença significativa na taxa de migração foi obtida em células A172 tratadas com 10 ng/mL comparadas com o controle: as células tratadas apresentaram menor migração que as células não tratadas. As células U87MG tratadas com 20ng/mL de IL-13 apresentaram menor migração celular que as células não tratadas. A diferença na migração celular indica que o caminho de sinalização de IL13Rα1 não foi ativado e foi inibido pelo IL-13Rα2, diminuindo a migração celular. Esse impacto ocorreu com uma concentração menor de IL-13 nas células A172 ao contrário da U87MG, porque as células A172 possuem uma razão IL-13RA2/A1 maior. CONCLUSÃO: os resultados sugerem que os receptores de IL-13 podem ser utilizados como possíveis alvos para a diminuição da migração celular tumoral. <![CDATA[The biochemistry of saliva throughout pregnancy]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2358-04292015000500006&lng=en&nrm=iso&tlng=en BACKGROUND &amp; OBJECTIVE: Sialometric and sialochemical analyses during pregnancy are not consistent, and frequently contradictory in terms of salivary flow rate, pH, and concentration of calcium, phosphorous, sodium, potassium, chloride, glucose and α-amylase. We, therefore, measured the evolution of these parameters throughout pregnancy. METHOD: A cross-sectional study compared sialometric and sialochemical analyses of 30 pregnant women vs. 30 age-matched non-pregnant women, and a longitudinal study evaluated the pregnant women in the first and third trimester of pregnancy. RESULTS: Pregnant women presented acidic non-stimulated saliva, but neutral stimulated saliva pH, and no relevant changes in salivary flow rate. Scialochemical analysis showed decreased calcium levels, increased phosphate levels, and a progressive decrease in glucose levels throughout pregnancy. CONCLUSION: Pregnancy significantly changes the oral biochemical milieu, creating a favorable environment for the development of oral pathology, in particular, dental caries.<hr/> OBJETIVO: Os achados relativos às análises sialométricas e sialoquímicas durante a gravidez não são consistentes, e por vezes são mesmo contraditórias. Assim, fizemos uma revisão da literatura e comparamos os níveis salivares de cálcio, fósforo, sódio, potássio, cloreto, glucose, α-amilase, pH e a taxa de fluxo salivar entre mulheres grávidas e não grávidas, bem como, avaliamos a evolução desses parâmetros ao longo da gravidez. MÉTODO: Realizamos um estudo transversal comparando a bioquímica salivar de um grupo inicial de 30 mulheres grávidas com um grupo inicial de 30 mulheres não gestantes da mesma idade seguido de um estudo longitudinal avaliando as mulheres grávidas no primeiro e terceiro trimestre de gravidez. RESULTADO: As mulheres grávidas apresentaram um pH da saliva não estimulada ácido, mas um pH da saliva estimulada neutro, assim como diminuição dos níveis salivares de cálcio, aumento dos níveis salivares de fosfato, e uma diminuição progressiva nos níveis de glicose na saliva ao longo da gravidez. CONCLUSÃO: A gravidez muda significativamente o ambiente bioquímico oral, criando condições favoráveis para o desenvolvimento de patologia oral, em particular da cárie dentária. <![CDATA[MEDICALEXPRESS has been accepted for inclusion in SciELO and LILACS]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2358-04292015000500007&lng=en&nrm=iso&tlng=en BACKGROUND &amp; OBJECTIVE: Sialometric and sialochemical analyses during pregnancy are not consistent, and frequently contradictory in terms of salivary flow rate, pH, and concentration of calcium, phosphorous, sodium, potassium, chloride, glucose and α-amylase. We, therefore, measured the evolution of these parameters throughout pregnancy. METHOD: A cross-sectional study compared sialometric and sialochemical analyses of 30 pregnant women vs. 30 age-matched non-pregnant women, and a longitudinal study evaluated the pregnant women in the first and third trimester of pregnancy. RESULTS: Pregnant women presented acidic non-stimulated saliva, but neutral stimulated saliva pH, and no relevant changes in salivary flow rate. Scialochemical analysis showed decreased calcium levels, increased phosphate levels, and a progressive decrease in glucose levels throughout pregnancy. CONCLUSION: Pregnancy significantly changes the oral biochemical milieu, creating a favorable environment for the development of oral pathology, in particular, dental caries.<hr/> OBJETIVO: Os achados relativos às análises sialométricas e sialoquímicas durante a gravidez não são consistentes, e por vezes são mesmo contraditórias. Assim, fizemos uma revisão da literatura e comparamos os níveis salivares de cálcio, fósforo, sódio, potássio, cloreto, glucose, α-amilase, pH e a taxa de fluxo salivar entre mulheres grávidas e não grávidas, bem como, avaliamos a evolução desses parâmetros ao longo da gravidez. MÉTODO: Realizamos um estudo transversal comparando a bioquímica salivar de um grupo inicial de 30 mulheres grávidas com um grupo inicial de 30 mulheres não gestantes da mesma idade seguido de um estudo longitudinal avaliando as mulheres grávidas no primeiro e terceiro trimestre de gravidez. RESULTADO: As mulheres grávidas apresentaram um pH da saliva não estimulada ácido, mas um pH da saliva estimulada neutro, assim como diminuição dos níveis salivares de cálcio, aumento dos níveis salivares de fosfato, e uma diminuição progressiva nos níveis de glicose na saliva ao longo da gravidez. CONCLUSÃO: A gravidez muda significativamente o ambiente bioquímico oral, criando condições favoráveis para o desenvolvimento de patologia oral, em particular da cárie dentária.