SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.67 issue2AL4-L5-S1 human dermatomes: a clinical, electromyographical, imaging and surgical findingsEarly shunt complications in 46 children with hydrocephalus author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Arquivos de Neuro-Psiquiatria

Print version ISSN 0004-282X

Abstract

ALMEIDA, Daniel Benzecry de et al. Dor lombar associada à vértebra de transição lombossacra: dificuldades no diagnóstico e manejo da síndrome de Bertolotti. Arq. Neuro-Psiquiatr. [online]. 2009, vol.67, n.2a, pp. 268-272. ISSN 0004-282X.  http://dx.doi.org/10.1590/S0004-282X2009000200018.

OBJETIVO: A síndrome de Bertolotti é uma desordem congênita da coluna vertebral caracterizada pela ocorrência de uma mega-apófise transversa lombar em uma vértebra de aspecto transicional, que geralmente se articula com o sacro ou com o osso ilíaco. Tal síndrome tem sido considerada possível causa de dor lombar. MÉTODO: Análise dos casos de síndrome de Bertolotti que apresentavam dor lombar sem melhora com tratamento conservador e revisão dos artigos publicados. RESULTADOS: Foram revisados cinco pacientes que não apresentaram melhora com o tratamento clínico, sendo que dois foram submetidos à ressecção cirúrgica da mega-apófise transversa. Considerando a experiência adquirida com estes casos, os autores propõem um algoritmo para diagnóstico e tratamento da Síndrome de Bertolotti. CONCLUSÃO: Ainda não há consenso sobre qual é a terapia mais apropriada para a Síndrome de Bertolotti. Em pacientes em que a mega-apófise parece ser a origem da lombalgia, a ressecção cirúrgica parece ser um procedimento seguro e efetivo.

Keywords : dor lombar; região lombossacral; coluna vertebral.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English