SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.40 issue4Prevalence of violence against women users of health services author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista de Saúde Pública

Print version ISSN 0034-8910

Abstract

REICHENHEIM, Michael Eduardo; DIAS, Alessandra Silva  and  MORAES, Claudia Leite. Co-ocorrência de violência física conjugal e contra filhos em serviços de saúde. Rev. Saúde Pública [online]. 2006, vol.40, n.4, pp. 595-603. ISSN 0034-8910.  http://dx.doi.org/10.1590/S0034-89102006000500007.

^lpt^aOBJETIVO: Apresentar um perfil de ocorrência e co-ocorrência de violência física conjugal e contra filhos em uma população atendida em serviço de saúde, segundo diferentes características socioeconômicas e demográficas. MÉTODOS: Estudo transversal sobre violência familiar e prematuridade, realizado na cidade do Rio de Janeiro, em 2000. Foram elegíveis para a análise os domicílios contendo mulheres vivendo com companheiro e nos quais coabitavam com pelo menos um filho (ou enteado) de até 18 anos (n=205). Condições socioeconômicas, demográficas e relativas aos hábitos de vida da mulher e do companheiro foram consideradas como potenciais preditores de violência. A variável de desfecho foi analisada em quatro níveis: ausência de violência física no domicílio; ocorrência de violência física no casal; contra pelo menos um filho; e coocorrência. Utilizou-se um modelo logito-multinomial para as projeções de prevalências desses matizes de violência segundo os descritores selecionados. RESULTADOS: Os fatores associados ao maior risco do desfecho foram: idade materna >25 anos; companheiro com primeiro grau incompleto, presença de >2 crianças menores de cinco anos no domicílio; e abuso de álcool e drogas ilícitas pelo companheiro. Em domicílios com todas essas características, a estimativa conjunta de prevalência projetada de violência no casal e contra filhos chegou a 90,2%, sendo de 60,6% a de coocorrência. Na ausência desses fatores, as estimativas foram consideravelmente menores (18,9% e 0,2%, respectivamente). CONCLUSÕES: Profissionais de saúde não devem somente atentar à presença de um gradiente situacional, mas também ao fato de que existe paulatinamente mais chance dos agravos violentos acontecerem como um fenômeno englobando todo o grupo familiar.^len^aOBJECTIVE: To profile the co-occurrence of physical violence against partners and their children in a population attending a health care service, according to different socioeconomic and demographic characteristics. METHODS: A cross-sectional study on family violence and pre-term delivery was carried out in the city of Rio de Janeiro, Brazil, in 2000. Households of women living with a partner and at least one child (or stepchild) aged less than 18 years were eligible to the study (n=205). Socioeconomic, demographic, and life style variables for the family couple were considered as potential predictors of violence. The outcome variable was assessed at four levels: no physical violence in the household; physical violence against partners, physical violence against at least one child or co-occurrence of both. A multinomial logit model was used for projecting the respective prevalences according to a range of selected descriptors. RESULTS: The risk factors associated to greater risk of the outcome were: maternal age >25; partner with less than eight years of schooling; presence of >2 children under the age of five in the household; and alcohol/illicit drug abuse by the partner. In households with all those characteristics, the joint projected prevalence of violence against partners and their children was 90.2%, and as much as 60.6% accounted for the co-occurrence of both. In the absence of those factors, estimates were significantly lower (18.9% and 0.2%, respectively). CONCLUSIONS: Health providers should not only anticipate a situational gradient, but also be aware there is an increasingly higher risk of violence comprising the whole family group.

Keywords : .

        · abstract in English | Portuguese     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese