SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.76 issue6Twenty-year-old woman with pulmonary hypertension, syncope, and severe headacheNoninvasive diagnostic evaluation for chest pain in women author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Arquivos Brasileiros de Cardiologia

Print version ISSN 0066-782X

Arq. Bras. Cardiol. vol.76 no.6 São Paulo June 2001

http://dx.doi.org/10.1590/S0066-782X2001000600010 

Corrrelação Clinico-Radiográfica


Correlação Clínico-Radiográfica

 

Caso 6/2001 ¾ Instituto do Coração do Hospital das Clínicas da FMUSP

Edmar Atik

São Paulo, SP

 

 

Dados clínicos ¾ Menino de 10 anos de idade, assintomático, com diagnóstico de comunicação interventricular desde 2 anos de idade. O paciente foi recentemente referido a outro centro médico, em face de alteração do sopro cardíaco. O exame físico revelou paciente em bom estado geral, eupnéico, pulsos amplos, peso 32Kg, altura 1,39cm, pressão arterial 100/50mmHg. O exame do precórdio revelou discretas impulsões sistólicas na borda esternal esquerda e ictus impulsivo. Havia sopro holossistólico ++, no 3º e 4º espaços intercostais esquerdos e sopro diastólico ++, de timbre aspirativo na borda esternal esquerda. O eletrocardiograma revelou eixos de SÂQRS de +70º , de SÂT de + 70º e de SÂP de + 30º, sinais de sobrecarga ventricular esquerda (índice de Sokoloff: 76mm).

Imagem radiográfica ¾ Demonstra aumento discreto da área cardíaca (índice cardiotorácico 0,52) e da trama vascular pulmonar (fig. 1). O arco inferior esquerdo é alongado; há também aumento discreto do arco superior direito e a aorta mostra-se alongada à esquerda.

 

 

Impressão diagnóstica: Os aumentos, sugeridos pela imagem, da aorta ascendente até a croça e do ventrículo esquerdo além da trama arterial pulmonar, orientam à possibilidade de insufuciência valvar aórtica, ao lado de comunicação interventricular, ambos de discreta repercussão.

Diagnóstico diferencial ¾ a) Coarctação da aorta - esta hipótese não se sustenta, dada a continuidade do botão aórtico com a aorta descendente sem a formação de reentrâncias e da imagem clássica do "3" na incidência póstero-anterior; b) aneurisma da aorta - esta hipótese tampouco se confirma dada a uniformidade da dilatação desde a aorta ascendente até o botão aórtico.

Confirmação diagnóstica ¾ A associação dos sopros de comunicação interventricular e de insuficiência da valva aórtica orientam para o diagnóstico de prolapso da valva aórtica, pronunciada mais tardiamente, passados alguns anos de vida, ao lado do defeito interventricular subvalvar. O ecocardiograma revelou prolapso da válvula aórtica coronariana direita, com insuficiência aórtica de discreta a moderada, ocasionando dilatação discreta de ventrículo esquerdo e do átrio esquerdo. A comunicação interventricular é subaórtica, de 5mm de diâmetro com gradiente de pressão interventricular de 90mmHg. As dimensões das câmaras cardíacas foram: átrio esquerdo 32mm, diâmetro diastólico do ventrículo esquerdo 53, diâmetro sistólico do ventrículo esquerdo 31mm, do septo interventricular 7 mm e da parede posterior do ventrículo esquerdo 7mm.

Conduta terapêutica - Foi indicada a correção cirúrgica, realizada com sucesso para fechamento da comunicação interventricular com retalho de pericárdio bovino e plástica do prolapso da válvula aórtica coronariana direita.

 

 

Editor da Seção: Edmar Atik
Correspondência: Edmar Atik ¾ InCor ¾ Av. Dr. Enéas C. Aguiar, 44 ¾ 05403-000 ¾ São Paulo, SP ¾ E-mail: conatik@incor.usp.br