SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.18 issue1Intracellular increase of glutamate in neuroblatoma cells induced by polar substances of Galaxaura marginata (Rhodophyta, Nemaliales)Evaluation of the hypoglycemic effect of Cissus sicyoides in phase II clinical trials author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Brasileira de Farmacognosia

Print version ISSN 0102-695X

Abstract

PEDROSO, Ana Paula D. et al. Extrato medicinal de Mikania laevigata: influência no perfil de ácidos graxos em camundongos e isolamento de siringaldeído por CLAE semipreparativa. Rev. bras. farmacogn. [online]. 2008, vol.18, n.1, pp. 63-69. ISSN 0102-695X.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-695X2008000100013.

O gênero Mikania é popularmente conhecido como "guaco" e é utilizado para tratar febre, reumatismo, resfriados e afecções respiratórias. Em trabalho prévio demonstramos sinergismo entre os componentes do extrato de M. laevigata para produzir os efeitos farmacológicos esperados, incluindo a cumarina e seu precursor ácido o-cumárico como marcadores. Muitas espécies de Mikania são produtoras de diterpenos ent-caurenos que apresentam atividade antispasmódica e relaxante da musculatura lisa. Buscando a padronização do extrato medicinal de guaco (preparado segundo a farmacopéia brasileira 1ª edição), este trabalho visou determinar a presença de ácido caurenóico através de CLAE-DAD e isolou siringaldeído através de CLAE semipreparativa, sendo que o primeiro não foi encontrado no extrato e o siringaldeído é um dos seus componentes majoritários. Camundongos isogênicos Balb-C portadores de pneumonite alérgica foram tratados com este extrato, e amostras de pulmão e fígado foram analisadas por CG-DIC quanto ao seu conteúdo de ácidos graxos. A quantidade de ácido araquidônico (ARA) e de ácido docosahexaenóico (DHA) encontrada demonstrou que a composição é distinta em ambos tecidos, e apenas a concentração de DHA hepático foi alterado em função do tratamento, o qual não foi encontrado no pulmão. Não foi detectada diferença significativa na produção de ARA. Tanto o extrato aquoso, quanto a cumarina e o ácido o-cumárico, estimularam a síntese de DHA no fígado (p < 0.05).

Keywords : Mikania laevigata; Asteraceae; ácido caurenóico; siringaldeído; ácido araquidônico; ácido docosahexaenóico.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English