SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.20 issue1Chronicle myeloid leukemia and hiperviscosity syndrome: case reportTrichosporon asahii an emerging etiologic agent of fungal infection and colonization in heart failure patients in intensive care unit: case report and literature review author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Article

Indicators

Related links

Share


Revista Brasileira de Terapia Intensiva

Print version ISSN 0103-507X

Rev. bras. ter. intensiva vol.20 no.1 São Paulo Jan./Mar. 2008

http://dx.doi.org/10.1590/S0103-507X2008000100017 

RELATO DE CASO

Transfusion-related acute lung injury em pós-operatório de neurocirurgia. Relato de caso*

 

Transfusion-related acute lung injury after following neurosurgery. Case report

 

 

Salomón Soriano Ordinola RojasI; Viviane Cordeiro VeigaII; Júlio César de CarvalhoII; Luis Enrique Amaya CampodonicoII; Ligia Maria Junqueira SilvaIII; José Arimatéia MendonçaIII; Feres Eduardo ChaddadIV; Evandro de OliveiraV

IMédico Coordenador das Unidades de Terapia Neurológica
IIMédico Assistente das Unidades de Terapia Intensiva Neurológica
IIIFisioterapeuta das Unidades de Terapia Intensiva Neurológica
IVNeurocirurgião
VChefe da Neurocirurgia

Endereço para correspondência

 

 


RESUMO

JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: O Transfusion-Related Acute Lung Injury (TRALI), é definido como um edema pulmonar não cardiogênico, relacionado à transfusão de sangue ou derivados, evoluindo com necessidade de ventilação mecânica na grande maioria dos casos. O objetivo deste estudo foi apresentar um caso de TRALI em pós-operatório imediato de neurocirurgia.
RELATO DO CASO: Paciente do sexo masculino, 69 anos, sem comprometimento pulmonar prévio, foi submetido à ressecção cirúrgica de glioblastoma multiforme, apresentando complicações intra-operatórias (broncoespasmo e diminuição da saturação de oxigênio), após ter recebido plasma fresco congelado, sendo diagnosticado TRALI. O paciente foi mantido sedado, sob ventilação mecânica e monitorização hemodinâmica invasiva, com melhora progressiva do quadro, recebendo alta da unidade de terapia intensiva (UTI) no 8º dia de pós-operatório.
CONCLUSÕES: O TRALI deve ser investigado nos pacientes que recebem hemoderivados e apresentam alterações pulmonares.

Unitermos: lesão pulmonar, neurocirurgia, reação transfusional


SUMMARY

BACKGROUND AND OBJECTIVES: The Transfusion-Related Acute Lung Injury (TRALI), is defined as noncardiogenic pulmonary edema temporally related to transfusion therapy, evolving with ventilation necessity mechanics in the great majority of the cases. This objective of this study was to present case of TRALI in the immediate postoperative of neurosurgery.
CASE REPORT: We describe the case of a patient who presented broncoespasm and decreased oxygen saturation after to have received fresh-frozen plasma in the neurosurgery, who presented TRALI. The patient was submitted a invasive hemodynamic monitoring, sedation and supplemental oxygen with mechanical ventilation, with gradual improvement, leaving the intensive care unit in the eight day of postoperative.
CONCLUSIONS: The TRALI must be investigated in the patients who receive transfusion therapy and present lung injury.

Key words: lung injury, neurosurgery, transfusion therapy


 

 

INTRODUÇÃO

O Transfusion-Related Acute Lung Injury (TRALI) é definido como edema pulmonar não cardiogênico, relacionado à transfusão de sangue ou derivados, ocasionado por reação de anticorpos no plasma do doador com antígenos do receptor.

Barnard1, em 1951, descreveu o primeiro caso de edema pulmonar fatal relacionado à terapia transfusional. No entanto, em 1957, Brittingham2 descreveu a patogênese do TRALI.

O objetivo deste estudo foi apresentar um caso de TRALI em pós-operatório imediato de neurocirurgia.

 

RELATO DO CASO

Paciente de 69 anos, do sexo masculino, sem comprometimento pulmonar prévio, foi submetido à ressecção cirúrgica de glioblastoma multiforme, apresentando como complicações intra-operatórias (broncoespasmo e diminuição da saturação de oxigênio), após a administração de seis unidades de plasma fresco congelado e três unidades de concentrados de hemácias, interpretado como embolia pulmonar durante o ato cirúrgico.

À admissão na unidade de terapia intensiva (UTI), encontrava-se sob efeito anestésico (Ramsay 6), em ventilação mecânica a volume controlado, com FiO2 de 80%, apresentando saturação de oxigênio à oximetria de pulso de 90%. Havia na radiografia de tórax um infiltrado intersticial bilateral (Figura 1) e à gasometria arterial, o pO2 era de 75 mmHg, o pCO2 de 33,6 mmHg e o ácido lático de 42 mg/dL.

 

 

Evoluiu no pós-operatório imediato com instabilidade hemodinâmica, necessitando do uso de fármaco vasoativo (noradrenalina), sendo optado pela monitorização hemodinâmica invasiva com cateter de Swan-Ganz, que evidenciou débito cardíaco de 9 L/min, índice cardíaco de 4,5 L/min/m2, pressão média de artéria pulmonar de 22 mmHg e pressão capilar pulmonar de 13 mmHg. Realizou-se ecocardiograma transtorácico, onde a função biventricular estava preservada e não apresentava sinais ecocardiográficos sugestivos de tromboembolismo pulmonar, sendo então, feito o diagnóstico de TRALI.

Optou-se por manter o paciente sedado e sob ventilação mecânica, sob pressão controlada e PEEP elevada (entre 14 e 16), com melhora progressiva do quadro clínico e dos exames laboratoriais e radiológicos. Foi extubado no 5º dia de pós-operatório, com posterior alta da UTI.

 

DISCUSSÃO

O Transfusion-Related Acute Lung Injury (TRALI) é definido como edema pulmonar não cardiogênico, relacionado à transfusão de sangue ou derivados, principalmente ao plasma fresco congelado3,4. A primeira descrição de TRALI foi feita em 19572, em paciente sadio transfundido com sangue rico em leucoaglutininas. Não se sabe ao certo sua real incidência, provavelmente por ser pouco diagnosticado, estimando-se entre 0,014% a 0,08% por unidade transfundida e entre 0,04% a 0,16% por paciente transfundido5,6, sendo a maior causa de morbimortalidade associada à reação transfusional7-8.

A patogenia do TRALI envolve a reação entre antígenos leucocitários do receptor e anticorpos do doador, que desencadeia uma seqüência de eventos que aumenta a permeabilidade da micro-circulação pulmonar, permitindo o extravasamento de líquido para o espaço alveolar8-12.

Os fatores de risco relacionados ao desencadeamento da reação pulmonar tipo TRALI são: cirurgia recente, sepse, trauma, transfusões, doenças hematológicas e cardíacas. Outras condições são inerentes à origem dos hemoderivados, sendo que doações provenientes de mulheres multíparas estão relacionadas ao TRALI7,8,13,14. Neste paciente, das seis unidades de plasma fresco administradas no intra-operatório, três eram provenientes de mulheres multíparas.

Os sintomas mais comuns dessa condição são a dispnéia, tosse e febre, que ocorrem geralmente em até seis horas da transfusão7,8,15,16. Como a transfusão de plasma foi realizada no intra-operatório, com o paciente sedado, a reação se manifestou como broncoespasmo e diminuição da saturação de oxigênio, necessitando de FiO2 cada vez mais elevada para a manutenção de saturação adequada de oxigênio.

Neste caso o tratamento visou a reversão da hipoxemia e da instabilidade hemodinâmica, sendo por vezes necessária a ventilação mecânica e uso de fármacos vasoativos5-7,16. Na maioria dos casos, há melhora da função pulmonar em 48 a 96 horas, com mortalidade estimada em 5% a 10%6-8,15,17.

O TRALI é uma condição a ser investigada em todos os pacientes que receberam hemoderivados, especialmente plasma fresco congelado.

 

REFERÊNCIAS

01. Barnard RD. Indiscriminate transfusion: a critique of case reports illustrating hypersensitivity reactions. N Y State J Med, 1951;51:2399-2402.        [ Links ]

02. Brittingham TE. Immunologic studies on leukocytes. Vox Sang, 1957;2:242-248.        [ Links ]

03. Bux J. Transfusion-related acute lung injury (TRALI): a serious adverse event of blood transfusion. Vox Sang, 2005,89:1-10.        [ Links ]

04. Netzer G, Shah CV, Iwashyna TJ, et al. Association of RBC transfusion with mortality in patients with acute lung injury. Chest, 2007;132:1116-1123.        [ Links ]

05. Sachs UJ, Kauschat D, Bein G. White-blood cell-reactive antibodies are undetectable in solvent/detergent plasma. Transfusion, 2005,45:1628-1631.        [ Links ]

06. Webert KE, Blajchman MA. Transfusion-related acute lung injury. Curr Opin Hematol, 2005;12:480-487.        [ Links ]

07. Fabron A Jr, Lopes LB, Bordin JO. Transfusion-related acute lung injury. J Bras Pneumol, 2007;33:206-212.        [ Links ]

08. Looney MR, Gropper MA, Matthay MA. Transfusion-related acute lung injury: a review. Chest, 2004;126:249-258.        [ Links ]

09. Popovsky MA, Abel MD, Moore SB. Transfusion-related acute lung injury associated with passive transfer of antileukocyte antibodies. Am Rev Respir Dis, 1983;128:185-189.        [ Links ]

10. Silliman CC, Voelkel NF, Allard JD, et al. Plasma and lipids from stored packed red blood cells cause acute lung injury in an animal model. J Clin Invest, 1998;101:1458-1467.        [ Links ]

11. Mair DC, Hirschler N, Eastlund T. Blood donor and component management strategies to prevent transfusion-related acute lung injury (TRALI). Crit Care Med, 2006;34:(Suppl5):S137-S143.        [ Links ]

12. Curtis BR, McFarland JG. Mechanisms of transfusion-related acute lung injury (TRALI): anti-leukocyte antibodies. Crit Care Med, 2006;34:(Suppl5):S118-S123.        [ Links ]

13. Pepe PE, Potkin RT, Reus DH, et al. Clinical predictors of the adult respiratory distress syndrome. Am J Surg, 1982;144:124-130.        [ Links ]

14. Fowler AA, Hamman RF, Good JT, et al. Adult respiratory distress syndrome: risk with common predispositions. Ann Intern Med, 1983;98:593-597.        [ Links ]

15. Toy P, Popovsky M, Abraham E, et al. Transfusion-related acute lung injury: definition and review. Crit Care Med, 2005;33:721-726.        [ Links ]

16. Moore SB. Transfusion-related acute lung injury (TRALI): clinical presentation, treatment, and prognosis. Crit Care Med, 2006;34:(Suppl5):S114-S117.        [ Links ]

17. Tsalis K, Ganidou M, Blouhos K, et al. Transfusion-related acute lung injury: a life-threatening transfusion reaction. Med Sci Monit, 2005;11:CS19-CS22.        [ Links ]

 

 

Endereço para correspondência:
Dra. Viviane Cordeiro Veiga
Al. Hungria, 89 – Alphaville
06474-140 Barueri, SP
Fone: (11) 3262-3512
E-mail: vcveiga@cardiol.br

Apresentado em 26 de setembro de 2007
Aceito para publicação em 01 de fevereiro de 2008

 

 

* Recebido das Unidades de Terapia Intensiva Neurológica – Real e Benemérita Associação Portuguesa de Beneficência, São Paulo, SP