SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.8 issue1Poder local, políticas sociais e sustentabilidadeHomicídios e desigualdades sociais na cidade de São Paulo: uma visão epidemiológica author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Saúde e Sociedade

Print version ISSN 0104-1290

Saude soc. vol.8 no.1 São Paulo Jan./Feb. 1999

http://dx.doi.org/10.1590/S0104-12901999000100005 

ARTIGOS

 

Saúde e meio ambiente nas cidades: os desafios da saúde ambiental

 

 

Nelson Gouveia

Professor Doutor do Departamento de Medicina Preventiva / FMUSP. Pesquisador do Centro de Estudos de Cultura Contemporrânea - CEDEC - End. para correspondência: Departamento de Medicina Preventiva - Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo Av. Dr. Arnaldo, 455 - São Paulo 01246-903 - Brasil - FONE: (OXX 11) 852 6822 Ramal 30 - FAX: (0XX11) 280 7891 e-mail: ngouveia@usp.brs

 

 


RESUMO

Dentro de alguns poucos anos, nosso planeta contará com mais habitantes em áreas urbanas do que em áreas rurais. A urbanização desenfreada, sem mecanismos regulatórios e de controle, típica dos países periféricos, trouxe consigo enormes repercussões na saúde da população. Problemas como a insuficiência dos serviços básicos de saneamento, coleta e destinação adequada do lixo e condições precárias de moradia, tradicionalmente relacionados com a pobreza e o subdesenvolvimento, somam-se agora à poluição química e física do ar, da água e da terra, problemas ambientais antes considerados "modernos". Novamente, é sobre as populações mais carentes que recai a maior parte dos efeitos negativos da urbanização, gerando uma situação de extrema desigualdade e iniqüidade ambiental e em saúde.
Para reverter esse quadro é preciso que haja uma reincorporação das questões do meio ambiente nas políticas de saúde, e a integração dos objetivos da saúde ambiental numa ampla estratégia de desenvolvimento sustentável. Uma abordagem mais integrada, com mecanismos intersetoriais que possibilitem um diálogo amplo entre as partes, trará enormes benefícios na conquista de melhores condições de vida nas cidades. A saúde ambiental hoje tem o desafio de promover uma melhor qualidade de vida e saúde nas cidades e a oportunidade de enfrentar o absurdo quadro de exclusão social, sob a perspectiva da eqüidade.

Palavras-chave: saúde, meio ambiente, urbanização, poluição


SUMMARY

In a matter of few years there will be more urban than rural dwellers worldwide. The rapid urbanisation lacking adequate control and regulatory mechanisms typical of developing countries, brought along huge effects to the health of the population Environmental problems traditionally related to poverty and underdevelopment such as insufficient provision of sanitation services, waste collection and disposal, and precarious housing conditions, are now added to environmental problems considered of "modern life" such as the chemical and physical pollution of the air, water and soil.
Once again, the poor population is affected by a disproportionate share of the bad effects of urbanisation Thus, environmental and health inequalities and inequities become enormous.
In order to change this picture, environmental issues need to be re-incorporated into the health policy agenda and the objectives of environmental health should be integrated into a sustainable development approach. Intersectoral dialogue between partners will also bring benefits in the achievement of a better quality of life for the population.
Today, environmental health faces the challenge of promoting better quality of health and life in the cities and the opportunity of confronting the absurd picture of social exclusion under the perspective of equity.

Key words: health, environment, urbanization, pollution


 

 

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text available only in PDF format.

 

 

AGRADECIMENTOS

Este artigo recebeu contribuições importantes de Mara HD Gome.

 

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

BARATA, R.C.B. A historicidade do conceito de causa. In: Textos de Apoio -Epidemiología I. 2ª ed. Rio de Janeiro, SDE/ENSP-ABRASCO, 1990. p. 13-27        [ Links ]

BARRETO, M. Emergência e "permanecência" das doenças infecciosas. Médicos, Julho/Agosto, 1998.         [ Links ]

EMPLASA Empresa Metropolitana de Planejamento da Grande São Paulo S/A. Plano Metropolitano da Grande São Paulo, 1994/2010. São Paulo, 1994.         [ Links ]

GOUVEIA, N. Air pollution and health effects in São Paulo, Brazil: a time-series analysis. London, 1998. [PhD thesis, University of London]         [ Links ]

HARPHAM, T. Urbanization and health in transition. Lancet, 349 (Suppl. 3): 11-3,1997.         [ Links ]

HARPHAM, T; LUSTY, T. & VAUGHAN, P. In the shadown of the city: community health and the urban poor. Oxford, Oxford University Press, 1998.         [ Links ]

HELLER, L. Relação entre saúde e saneamento na perspectiva do desenvolvimento. Ciênc. e Saúde Col., 3(2):73-84, 1998        [ Links ]

HIPÓCRATES. Aires, aguas y lugares. In: OPS/OMS El desafio de la epidemiologia: problemas y lecturas seleccionadas. Washington, 1988. p.18-9        [ Links ]

JACOBI, P. Households and environment in the city of São Paulo: problems, perceptions and solutions. Environ. and Urban., 6(2):87-110,1994.         [ Links ]

LEAVELL, H.R. & CLARK, E.G. Preventive medicine for the doctor in his community: an epidemiological approach. 3th ed. New York, MacGraw-Hill, 1965.         [ Links ]

ROSSI-ESPAGNET, A; GOLDSTEIN, G.B & TABIBZADEH, I. Urbanization and health in developing countries: a challenge for health for all. World Health Stat. Q., 44(4):186-244,1991.         [ Links ]

SUSSER, M. & SUSSER, E. Choosing a future for epidemiology: I. Eras and paradigms. Am. J. Public Health, 86(5):668-73, 1996.         [ Links ]

HABITAT II United Nations Centre for Human Settlements. An urbanizing world: global report on human settlements. Oxford, Oxford University Press, 1996.         [ Links ]

WALDMAN, E.A.; SILVA, L.J & MONTEIRO, C.A. Trajetória das doenças infecciosas: da eliminação da poliomielite à reintrodução do cólera. In: MONTEIRO, C.A., org Novos e velhos males da saúde no Brasil: a evolução do país e de suas doenças. São Paulo, Hucitec, 1995.         [ Links ]

WORLD HEALTH ORGANIZATION Creating health cities in the 21st century. Geneva, 1996. (WHO/EOS/96.9).         [ Links ]

WORLD RESOURCES INSTITUTE The urban environment: world resources; a guide to the global environment. New York, Oxford University Press, 1996.        [ Links ]