SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.4 issue1Ensino de direito no Brasil: perspectivas históricas gerais author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Psicologia Escolar e Educacional

Print version ISSN 1413-8557

Psicol. Esc. Educ. (Impr.) vol.4 no.1 Campinas  2000

http://dx.doi.org/10.1590/S1413-85572000000100009 

SUGESTÕES PRÁTICAS

 

Comportamento individual e cooperativo: fichas de observação

 

 

Maria Inês Abranches O. S. Fernandes

Endereço para corespondência

 

A observação dos comportamentos de cri-anças e adolescentes é sempre uma gran-de preocupação para os pesquisadores, professores e terapeutas em geral. Sabe-se que qualquer estratégia nesta área deve ser bem ela-borada, planejada, e a mais abrangente possível, para ser um instrumento fidedigno, tanto nas pes-quisas científicas, como em salas de aula e con-sultórios. Porém é importante ressaltar que as es-tratégias utilizadas devem ser práticas e de fácil manejo.

Em seu mestrado (Fernandes, 2000) pro-pôs e testou a fidedignidade de uma categorização de respostas e de uma ficha de registro. Estas fichas de observação aqui sugeridas, fizeram parte do referido trabalho de pesquisa sobre Redação individual e em cooperação com sujeitos com dificuldades de aprendizagem escolar e foram utilizadas na observação dos comportamentos dos sujeitos trabalhando de forma individual e em co-operação com seus pares. A autora inspirou-se em Carvalho (1995,1997) que descreveu os com-portamentos dos sujeitos em sala de aula, durante o desenvolvimento da escrita cooperativa.

Para o Pré e Pós-Testes foi elaborada uma ficha de observação, denominada Ficha de Observação de Colaboração I Participação do sujeito em relação ao pesquisador e constou de 12 categorias que referiam-se à cooperação dos sujeitos de forma individual, em relação à pesquisadora, durante as atividades de produção de textos. Estas categorias estão exemplificadas a seguir.

Categoria 1: Atende às solicitações feitas - Compreende a resposta emitida pelo sujeito em atenção às solicitações feitas pela pesquisadora. Exemplo: "Tema livre é assim, escreve o que quiser, é livre".(S3, Pré-Teste).

Categoria 2: Colabora - Apresenta comportamentos de colaboração genérica e apoio geral em relação à pesquisadora. Exemplo: "A D. não vai completar aquela ficha, - que os outros completaram?" (S9, Pré-Teste, referindo-se à ficha de identificação, lembrando à pesquisadora para completar a ficha de sua dupla.)

Categoria 3: Expressa humor - Faz comentários que expressem situações de humor com relação ao grupo, a algum membro, ou à pesquisadora e à auxiliar de pesquisa. Exemplo: "O ostô com color" (Eu estou com calor) e seu par responde: "logo o vontolodor" (Ligue o ventilador) "Nós estamos falando na língua do o" e o grupo todo sorri. (S7 e S8, Pré-Teste).

Categoria 4: Expressa opinião - Faz comentários relacionados às atividades solicitadas pela pesquisadora. Exemplo: "Eu prefiro Tema Livre, pois vai que você dá um tema que eu não sei fazer e eu tenho um tema pronto na cabeça, aí é mais fácil..." (S2 , Pós- Teste).

Categoria 5: Expressa satisfação - Apresenta comportamentos que demonstrem satisfação, prazer com relação às atividades propostas pela pesquisadora. Exemplo: "Gostei do tema, que legal, ah se eu tivesse asas..." (S2, Pré--teste).

Categoria 6: Faz solicitações/pedidos - -Faz alguma solicitação ou algum pedido rela-cionados às propostas feitas pela pesquisadora. Exemplo: "É asa de anjo? Pode pegar um pedaço de um filme?" (S8, Pré-Teste).

Categoria 7: Inicia e mantém con-versação - Se inicia diálogos com algum membro do grupo, com a pesquisadora ou auxiliar de pesquisa. Exemplo: "Lembra do tema que a gente fez da outra vez? Era um piquenique embaixo d'água, não era?" (S8, Pré-Teste).

Categoria 8: Oferece informação/ajuda - -Se oferece ajuda a algum membro do grupo, à sua dupla ou para facilitar as explicações dadas pela pesquisadora. Exemplo: "Você conseguiu achar o tema? Pega aquela história..." (S7, Pré--Teste, oferecendo ajuda à sua dupla.)

Categoria 9: Pede retroinformação/(feedback) - Se após alguma explicação dada pela pesquisadora, solicita alguma outra informação, ou se necessita de alguma explicação para realizar sua atividade. Exemplo: "Ontem li uma história da Bíblia de Crianças; posso escrever esta história no Tema livre? (S1- Pré-Teste).

Categoria 10: Responde perguntas feitas pela pesquisadora - Observar se as perguntas são respondidas, no momento em que a pesquisadora as solicita. Exemplo: "Você está fazendo um romance?". "Sim, vou fazer, vai ficar maior ainda". (pesquisadora perguntando a S10, Pré--Teste, quando este sujeito se refere ao seu texto, dizendo que está longo)

Categoria 11: Pede explicação - Observar se os sujeitos solicitam outras explicações além das forneci das pela pesquisadora. Exemplo: "Posso começar assim, Se eu tivesse asas..." (S6, Pré- Teste, solicitando mais explicações à pesquisadora.)

Categoria 12: Pede informação - -Observar se os sujeitos pedem alguma informação além das fornecidas pela pesquisadora. Exemplo: "Pode ser um poema, onde no final todas as frases rimassem?" (S9, Pós-Teste, solicitando outras informações para pesquisadora.)

Exemplo: "Você vai colocar estes textos no seu livro?" (S7, Pós-Teste.).

Além das notas, a pesquisadora e a auxiliar de pesquisa anotaram exemplos, procurando descrever os comportamentos de colaboração e os comentários dos sujeitos. A ficha de observação é apresentada a seguir.

 

 

A pesquisadora durante a observação dos sujeitos, contou com a ajuda de uma auxiliar de pesquisa, que trabalharam de forma independente, sem se comunicar e deram notas 1 a 6 para cada categoria. O índice de acordo entre os juízes tanto no Pré-Teste, como no Pós-Teste podem ser observados na Tabela abaixo, sendo que no Pré--Teste este índice foi de 86% e no Pós- Teste foi de 90%.

 

 

Para as sessões de treino foi utilizada uma Ficha de Observação denominada Ficha de Cola-boração/ Participação do Par, com o objetivo de avaliar os comportamentos de participação do par, em relação ao sujeito e em relação à pesquisado-ra durante as sessões de Treino. Esta ficha foi composta de 15 categorias positivas e 2 categori-as negativas, descritas a seguir.

 

Categorias Positivas

Categoria 1- Comenta o que a pesquisa-dora falou: Emite comentários após explicações fornecidas pela pesquisadora. Exemplo: "Eu co-nheço o Jogo Lince, mas nunca fiz Tabela" (S2, na 2ª sessão de Treino. "Legal, eu já fiz a Tabela, você vai gostar" (S1 respondendo para S2 , após instrução dada pela pesquisadora.)

Categoria 2- Colabora: Observar compor-tamentos de colaboração do par em relação ao sujeito. Exemplo: "Como escreve história?" (S5 perguntando para sua dupla, na 1ª sessão de Trei-no) "Deixa eu ver; você escreveu certo. É melhor você colocar A história..." (S6 respondendo para S5 demonstrando um comportamento de colabo-ração).

Categoria 3- Corrige erro: Observar se o par apresenta comportamentos de correção da escrita do sujeito. Exemplo: "É teitava, B? O cer-to é deitava". (S6, corrigindo S5 na 1ª sessão de Treino.)

Categoria 4- Pede ajuda: Observar se o par pede ajuda para o sujeito e à pesquisadora. Exemplo: "É chego ou chegado que se fala?" (S8 perguntando para pesquisadora na 1ª sessão de Treino).

Categoria 5- Faz pergunta: Observar se o par faz perguntas ao sujeito e à pesquisadora. Exemplo: "Quando o pássaro vai embora é pra nunca mais voltar? (S10 perguntando para S9, na 1ª sessão de Treino).

Categoria 6- Oferece ajuda: Observar se o par oferece ajuda ao sujeito, em situação na qual este necessite de ajuda. Exemplo: "M., es-creve aí: Era um rei que teve uma linda idéia, mas não queria guardá-la só para si" (S12 ditando o início do texto para S11, quando este disse que não sabia como começar).

Categoria 7- Pede retroinformação (feedback): Observar se a dupla solicita alguma informação após explicação dada pela pesquisa-dora. Exemplo: "O passeio tem que ser de bicicle-ta? Não pode ser de carro?" (S8, 4ª sessão de Treino, após proposta para elaboração de história, dada pela pesquisadora).

Categoria 8- Responde a pergunta do colega: Observar se as perguntas feitas pelo su-jeito são respondidas pela dupla. Exemplo: "O que vamos escrever?" (S7, 4ª sessão de Treino perguntando para S8 a respeito do texto que precisavam elaborar.). "Vamos fazer que você foi dormir na minha casa e que ia ter um piquenique..." (resposta de S8, para S7)

Categoria 9- Presta atenção ao colega: Observar se a dupla se mantém atenta ao colega durante a atividade a ser realizada, auxiliando-o quando necessário. Exemplo: "L, coloca ventinho no código do /k/, você esqueceu." (S4 demonstran-do-se atento à atividade de S3, na 3ª sessão de Treino durante a elaboração da Tabela Fonema--Grafema).

Categoria 10- Solicita atenção: Obser-var se a dupla solicita atenção do sujeito durante a realização da atividade. Exemplo: "T, você não coloca o que eu falo..." (S2, dirigindo-se a S1 na 3ª sessão de treino).

Categoria 11- Dá informação: Observar se a dupla fornece informação para facilitar o de-sempenho do sujeito durante o Treino. Exemplo: "T, no meio da frase não se usa letra maiúscula." (S2 fornecendo informação para S1, 7ª sessão de Treino).

Categoria 12- Pede informação: Observar se o par pede informação ao sujeito durante a rea-lização da atividade. Exemplo: "B., como era mesmo? Era na seca? Ah, vai na seca mesmo." (S6, solicitando informação para S5, na 1ª sessão de Treino).

Categoria 13- Elogia o colega: Observar se a dupla faz algum elogio ao colega, enquanto as atividades são realizadas. Exemplo: "Nosso texto está curto, mas você vai ver o conteúdo.. nós somos os bons!" (S11 referindo-se ao texto que estavam fazendo na 5ª sessão de Treino) S12 complementa : "É, nós somos mesmo, os bons..."

Categoria 14 - Expressa humor: Obser-var se a dupla apresenta comportamentos indicativos de humor. Exemplo: "Inês, você já ouviu falar da piada do não, nem eu?" (S8, dirigindo-se à pesquisadora na 8ª sessão de Treino.)

Categoria 15- Expressa satisfação: Ob-servar se a dupla apresenta comportamentos que expressem satisfação, como por exemplo, comen-tários positivos ou sorrisos durante as sessões de Treino. Exemplo: "Estamos hiper-adiantados! O nosso texto está legal!" (S12 na 1ª sessão de Trei-no, enquanto S11 concorda e sorri).

 

Categorias negativas

Categoria 1- Comportamentos antagô-nicos com cooperação em relação à pesquisa-dora: Observar se as duplas ou um membro da dupla apresentam comportamentos que demons-trem falta de cooperação em relação à pesquisa-dora. Exemplo: "Detestei esta história, me deu sono!" (S3, na ta sessão de Treino).

Categoria 2 - Comportamentos antagônicos com cooperação em relação ao par: Ob-servar se as duplas ou um membro da dupla apre-sentam comportamentos que demonstrem falta de cooperação em relação ao colega. Exemplo: "Que letra feia! O quê você escreveu? Ah, com essa ler-deza..." (S2 referindo-se a S1, na 8ª sessão de Treino).

A pesquisadora e a auxiliar de pesquisa, além das notas, também anotaram os exemplos e comentários das duplas.

A ficha de observação está apresentada a seguir.

 

 

 

Os índices de acordo obtido entre os juizes, em cada uma das oito sessões de Treino apare-cem na tabela a seguir, sendo que o índice geral, conforme pode ser constatado, foi de 83%.

 

 

Após a análise dos resultados obtidos e constatando-se sua efetividade, pode-se concluir que estas fichas de observação podem ser utiliza-das em outras pesquisas a respeito de comporta-mento cooperativo tanto em situação de clínica como em de sala de aula.

 

Referências

Carvalho, A.M.P. Reescrever histórias (individual vs. grupal) e produção de textos na 3ª série do 1º grau. Tese de Doutorado. São Paulo: I.P.USP.,1995.

Carvalho, A.M.P. Adesão ao trabalho de escrita em cooperação e suas relações com a qualidade dos textos produzidos. DOXA- Revista Paulista de Psi-cologia e Educação, 3 (1-2), 73:84. 1997.

Fernandes, M.I.A.O.S. Redação individual e em cooperação em sujeitos com dificuldades de apren-dizagem escolar. Dissertação de Mestrado. Instituto de Psicologia e Fonoaudiologia. Campinas: PUC, 2000.

 

 

Endereço para corespondência
Rua Augusta, 135, Vila Helena
CEP: 09175-470 - Santo André - SP
Fones: (OXX11) 4990 1353/ (OXX11) 5052 3909
e-mail: leandro.psi@uol.com.br