SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.21 issue60Brazilian researchers in Medical Anthropology Postgraduate Studies in Spain: Experience Report author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Interface - Comunicação, Saúde, Educação

On-line version ISSN 1807-5762

Abstract

SENA, Ligia Moreiras  and  TESSER, Charles Dalcanale. Violência obstétrica no Brasil e o ciberativismo de mulheres mães: relato de duas experiências. Interface (Botucatu) [online]. 2017, vol.21, n.60, pp.209-220.  Epub Nov 03, 2016. ISSN 1807-5762.  http://dx.doi.org/10.1590/1807-57622015.0896.

Um quarto das brasileiras que vivem partos normais referem ter sido vítimas de violência e/ou maus-tratos nas maternidades, a chamada violência obstétrica. Nos últimos anos, ações mediadas pela internet, via redes sociais, e impulsionadas pelo movimento social de mulheres, especialmente mulheres mães, tornaram possível uma maior discussão e participação política na agenda de saúde sobre direitos reprodutivos. Este artigo relata duas iniciativas desenvolvidas em ambiente de conectividade, utilizando as novas mídias como ferramenta: o Teste da Violência Obstétrica e o videodocumentário “Violência obstétrica – a voz das brasileiras”. As ações contribuíram para dar voz ativa às mulheres no combate à violência obstétrica; mostraram que as novas tecnologias de informação constituem importantes ferramentas de promoção da saúde da mulher e atestaram o grande potencial da internet para evidenciar violências antes pouco problematizadas, incentivando a realização de novas pesquisas na área.

Keywords : Violência obstétrica; Ciberativismo; Violência no parto; Tocologia; Saúde da mulher.

        · abstract in English | Spanish     · text in Portuguese     · Portuguese ( pdf )