SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.18 issue1Differential Item Functioning in the Beck Depression InventoryNotification of juvenile violence in Emergency Services of the Brazilian Unified Health System in Feira de Santana, Bahia, Brazil author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista Brasileira de Epidemiologia

On-line version ISSN 1980-5497

Abstract

FERREIRA, Naiza do Nascimento  and  LUCCA, Sergio Roberto de. Síndrome de burnout em técnicos de enfermagem de um hospital público do Estado de São Paulo. Rev. bras. epidemiol. [online]. 2015, vol.18, n.1, pp.68-79. ISSN 1980-5497.  http://dx.doi.org/10.1590/1980-5497201500010006.

INTRODUÇÃO:

A síndrome de burnout é um fenômeno psicossocial que surge como resposta aos estressores interpessoais crônicos presentes no trabalho. Vários são os estressores que fazem dos técnicos de enfermagem profissionais vulneráveis a situações cotidianas de estresse nas atividades de trabalho que podem desencadear essa síndrome, em destaque a baixa autonomia desse profissional dentro da equipe de saúde e o maior tempo de contato com os pacientes.

OBJETIVOS:

Avaliar a prevalência da síndrome de burnout em técnicos de enfermagem de um hospital público universitário e sua associação com as variáveis sociodemográficas e profissionais.

MÉTODOS:

Foi aplicado um questionário com informações sociodemográficas e profissionais e o Inventário de Burnout de Maslach (MBI-SS) para 534 profissionais.

RESULTADOS:

A prevalência da síndrome de burnout entre os técnicos de enfermagem foi de 5,9%. Além disso, 23,6% desses apresentaram alto desgaste emocional; 21,9% alta despersonalização; e 29,9% baixa realização profissional. Houve associação estatisticamente significativa do desgaste emocional com setor de trabalho e estado civil; despersonalização com possuir filhos e apresentar problemas de saúde; e baixa realização profissional com setor de trabalho e número de empregos. Houve associação de satisfação no trabalho com as três dimensões.

CONCLUSÃO:

O trabalho em saúde exige dos profissionais uma atenção intensa e prolongada a pessoas que estão em situação de dependência. Para os técnicos de enfermagem, o contato íntimo com os pacientes de difícil manejo e o receio de cometer erros no cuidado são fatores adicionais de estresse crônico e casos de burnout evidenciados neste estudo.

Keywords : Esgotamento profissional; Cuidados de enfermagem; Saúde do trabalhador; Saúde pública; Saúde mental; Hospitais públicos.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · English ( pdf ) | Portuguese ( pdf )