SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.129 issue6Analysis of CD83 antigen expression in human breast fibroadenoma and adjacent tissueEffectiveness of electrical stimulation on rehabilitation after ligament and meniscal injuries: a systematic review author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Sao Paulo Medical Journal

Print version ISSN 1516-3180

Abstract

ALONSO, Angélica Castilho; BRECH, Guilherme Carlos; BOURQUIN, Andréia Moraes  and  GREVE, Julia Maria D'Andréa. A influência da dominância dos membros inferiores no equilíbrio postural. Sao Paulo Med. J. [online]. 2011, vol.129, n.6, pp.410-413. ISSN 1516-3180.  http://dx.doi.org/10.1590/S1516-31802011000600007.

CONTEXTO E OBJETIVO: A manutenção do equilíbrio postural exige a detecção dos movimentos do corpo, a integração das informações sensoriais no sistema nervoso central e uma resposta motora apropriada. O objetivo deste estudo foi avaliar se a dominância dos membros inferiores influencia o equilíbrio postural. TIPO DE ESTUDO E LOCAL: Este é um estudo transversal realizado na Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP) e no Hospital do Coração (HCor). MÉTODOS: Foram avaliados 40 indivíduos sedentários e saudáveis, do sexo masculino de 20 a 40 anos, sem lesões. O teste do equilíbrio unipodal foi realizado no equipamento Biodex Balance System, comparando membro dominante com não dominante do mesmo indivíduo. Os protocolos de instabilidade utilizados foram: nível 8 (mais estável) e nível 2 (menos estável) e três índices de instabilidade foram calculados: anteroposterior, medial/lateral e geral. RESULTADOS: A idade média foi de 26 ± 5 anos (20-38), massa corporal 72.3 ± 11 kg (46-107) e estatura 176 ± 6 cm (169-186). 34 voluntários (85%) tinham o membro direito como dominante (determinado pelo membro que chuta) e seis (15%), o membro esquerdo. Não houve diferenças significantes entre os membros dominantes e não dominantes nos dois níveis de estabilidade (oito e dois) em nenhum índice de instabilidade (geral, ântero-posterior e medial/lateral). CONCLUSÃO: A dominância dos membros inferiores não influencia o equilíbrio unipodal em indivíduos sedentários do sexo masculino.

Keywords : Biomecânica; Propriocepção; Equilíbrio postural; Postura; Extremidade inferior.

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License