SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.18 issue6Pain prevalence in swimming athletes of São Caetano do SulComparison between field balance tests and force platform author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista Brasileira de Medicina do Esporte

Print version ISSN 1517-8692

Abstract

SIQUEIRA, Daniela Abrahão; BARAUNA, Mário Antônio  and  DIONISIO, Valdeci Carlos. Avaliação funcional do joelho em portadores da síndrome da dor femoropatelar (SDFP): comparação entre as escalas KOS e IKDC. Rev Bras Med Esporte [online]. 2012, vol.18, n.6, pp.400-403. ISSN 1517-8692.  http://dx.doi.org/10.1590/S1517-86922012000600011.

OBJETIVO: Muitos instrumentos têm sido propostos para avaliar o joelho, tornando muitas vezes difícil a sua escolha. Entre esses instrumentos destacam-se as escalas Knee Injury and Osteoarthritis Outcome Score (KOS) e International Knee Documentation Committee (IKDC), mas ainda não é claro qual delas seria melhor para avaliar o joelho de portadores da síndrome da dor femoropatelar (SDFP). O objetivo deste estudo foi comparar as escalas de avaliação KOS e IKDC para verificar qual delas seria mais apropriada na identificação de acometimento nos portadores da SDFP. MÉTODOS: O estudo incluiu 31 portadores da SDFP, com idade entre 18 e 39 anos (24,29 ± 4,09), sendo 27 sujeitos do sexo feminino e quatro, do masculino. Todos os sujeitos foram submetidos às escalas KOS e IKDC em duas ocasiões. A segunda aplicação serviu como prova de confiabilidade (PCKOS e PCIKDEC). A análise de correlação estatística entre as duas escalas foi realizada com os testes de Spearman e Wilcoxon, considerando-se significativo p < 0,05. RESULTADOS: O teste de correlação de Spearman revelou forte correlação entre KOS e PCKOS (r = 0,99; p < 0,001) e IKDC e PCIKDC (r = 0,96; p < 0,001). Houve uma moderada correlação entre KOS e IKDC (r = 0,46; p < 0,01) e PCKOS e PCIKDC (r = 0,55; p < 0,002). O teste de Wilcoxon revelou diferença entre KOS e IKDC (p < 0,001) e entre PCKOS e PCIKDC (p < 0,001). Houve igualdade entre KOS e PCKOS (p > 0,10) e diferença entre IKDC e PCIKDC (p < 0,02). CONCLUSÃO: As escalas KOS e IKDC apresentaram-se confiáveis durante o processo de aplicação nos portadores da SDFP, recebendo a KOS a prova de maior confiabilidade quando comparada ao IKDC.

Keywords : articulação do joelho; escalas; atividade de vida diária.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · English ( pdf ) | Portuguese ( pdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License