SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.71 issue2Thermal requirements and estimate number of generations of Palmistichus elaeisis (Hymenoptera: Eulophidae) in different Eucalyptus plantations regionsOccurrence and distribution of the exotic lizard Hemidactylus mabouia Moreau de Jonnès, 1818 in Ilha Grande, RJ, Brazil author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Brazilian Journal of Biology

Print version ISSN 1519-6984

Abstract

SURIANI-AFFONSO, AL; FRANCA, RS; MARCHESE, M.  and  ROCHA, O.. Fatores ambientais e associações de Oligochaeta (Annelida, Clitellata) em um trecho do Alto Rio São Francisco (Minas Gerais, Brasil). Braz. J. Biol. [online]. 2011, vol.71, n.2, pp.437-446. ISSN 1519-6984.  http://dx.doi.org/10.1590/S1519-69842011000300013.

Os Oligochaeta constituem uma parte importante dos macroinvertebrados bentônicos que habitam os sedimentos dos ecossistemas lóticos e tem papel relevante na ciclagem da matéria e transferência de energia nestes ambientes. O objetivo deste trabalho foi analisar as variáveis limnológicas e suas incidências sobre a estrutura e a diversidade da taxocenose de Oligochaeta presentes na comunidade bentônica de um trecho do alto rio São Francisco e de seu tributário, rio Piumhi. As coletas foram realizadas em dois períodos climáticos, o seco em outubro de 2006 e 2007 e o chuvoso em março de 2007 e 2008, amostrando-se três pontos no rio Piumhi e seis pontos no rio São Francisco. Os sedimentos do rio São Francisco foram predominantemente arenosos e argilosos, e no rio Piumhi ocorreram principalmente substratos arenosos. No rio Piumhi, ocorreram seis espécies de oligoquetos, enquanto que no rio São Francisco registrou-se a presença de sete espécies. Destas, Pristina synclites Stephenson, 1925, Pristina americana Cernosvitov, 1937, Bothrioneurum sp. Stolc, 1888 e Limnodrilus hoffmeisteri Claparede, 1862 ocorreram no sedimento de ambos os rios. L. hoffmeisteri foi registrada com maior abundância numérica no rio Piumhi e Brinkhurstia americana (Brinkhurst, 1964) e L. neotropicus Cernosvitov, 1939 foram as espécies mais abundantes no rio São Francisco. Os maiores valores de densidade foram registrados no rio Piumhi durante os períodos secos. As análises de correspondência canônica (CCA) para as características do sedimento permitiram explicar a variabilidade dos dados, associando a composição de espécies Oligochaeta, presentes nos rios Piumhi e São Francisco, com as variáveis limnológicas (composição granulométrica e concentrações de nitrogênio e fósforo total no sedimento).

Keywords : biodiversidade; comunidade bentônica; ecologia de rios; oligoquetos.

        · abstract in English     · text in English

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License