SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.64 issue3Distribution of the species of Lucifer Thompson, 1829 in the subtropical South Atlantic between parallels 20º and 30ºs author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

  • On index processCited by Google
  • Have no similar articlesSimilars in SciELO
  • On index processSimilars in Google

Share


Brazilian Journal of Oceanography

On-line version ISSN 1982-436X

Abstract

WINTER, Ana Paula Martins; CHALOUB, Ricardo Moreira; DUARTE, Gustavo Adolpho Santos  and  CASTRO, Clovis Barreira e. Photosynthetic responses of corals Mussismilia harttii (Verrill, 1867) from turbid waters to changes in temperature and presence/absence of light. Braz. j. oceanogr. [online]. 2016, vol.64, n.3, pp.203-216. ISSN 1982-436X.  http://dx.doi.org/10.1590/S1679-87592016080806403.

Respostas de corais a estresses de mudanças de temperatura são específicas e dependem também da localidade. Como a luz é um componente importante dos estresses induzidos pela temperatura, testamos experimentalmente as respostas de Mussismilia hartii, coral originário de águas turvas, a mudanças de temperatura, na presença e ausência de luz. Parâmetros de fluorescência da clorofila foram medidos com Diving-PAM. Os experimentos foram mantidos a temperaturas distintas. Os pólipos permaneceram no escuro ou foram continuamente expostos a 300 µmol photons m-2.s-1 de irradiância. Nenhum branqueamento visível foi observado entre as temperaturas de 26,5 a 35,0 ºC, mas a maioria dos pólipos expostos a temperaturas elevadas mostraram sinais de necrose do tecido. Houve uma redução de Fv/Fm em resposta ao aumento da temperatura, que foi exacerbada na presença de luz, indicando um efeito sinergético desses fatores. Sugerimos que o fotodano sofrido pelos endossimbiontes de M. harttii, desencadeados nas temperaturas de 33,0 e 35,0 ºC, resultou de uma diminuição do processo de reparação, assim como o efeito da luz sobre o PSII. A recuperação de pólipos mantidos a 31,0 ºC indicou que essa temperatura parece ser limítrofe (dependendo do tempo de exposição); temperaturas acima de 31,0 ºC levaram a danos irreversíveis ou morte de M. harttii.

Keywords : Mudanças climáticas; Coral; Fotossíntese; Temperatura; Fluorescência da clorofila; Diving-PAM.

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf epdf )     · press release in English | Portuguese