SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.73 issue1Evidence of mingling between contrasting magmas in a deep plutonic environment: the example of Várzea Alegre, in the Ribeira Mobile Belt, Espírito Santo, BrazilA Temnospondyl amphibian from the Rio do Rasto Formation, Upper Permian of southern Brazil author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Anais da Academia Brasileira de Ciências

Print version ISSN 0001-3765

Abstract

FARIA, MARCIA DE MELO  and  SANCHEZ, BRAZ A.. Geochemistry and mineralogy of recent sediments of Guanabara Bay (NE sector) and its major rivers - Rio de Janeiro State - Brazil. An. Acad. Bras. Ciênc. [online]. 2001, vol.73, n.1, pp. 121-133. ISSN 0001-3765.  http://dx.doi.org/10.1590/S0001-37652001000100010.

A correlação dos sedimentos recentes da Baía de Guanabara com as suas principais áreas-fontes foi realizada a partir de análises geoquímicas e de argilominerais em amostras de fundo coletadas ao longo dos rios Macacu e Caceribu e na baía. Os argilominerais indicam uma distribuição seletiva intimamente associada às características do relevo e aos ambientes deposicionais. Os argilominerais micáceos são predominantes na região do alto curso próximos à área-fonte primária, enquanto que a caulinita, proveniente da decomposição de diversos minerais, se concentra gradativamente em direção ao estuário. Na Baía de Guanabara observa-se um acúmulo de caulinita na região de foz dos rios, ao passo que os argilominerais micáceos são convertidos em interestratificados e depositados no fundo da baía. As análises geoquímicas dos metais pesados no sedimento da baía detectaram níveis de Zn e Cu superiores aos níveis encontrados nos sedimentos fluviais. Os perfis de concentração dos rios estudados exibem um decréscimo na concentração dos metais ao longo de seus cursos, ao contrário da baía que apresenta maiores variações. De modo geral, as regiões de foz dos rios destacam-se pelas concentrações mínimas dos metais, e as áreas anômalas de concentrações máximas situam-se ao Norte e a Leste da Ilha de Paquetá. O Cu tende a se concentrar na fração argila podendo estar associado aos argilominerais micáceos do alto curso. Entretanto, no baixo curso, outros componentes do sedimento podem controlar a retenção do Cu em função das bruscas mudanças das condições físico-químicas no ambiente estuarino. O Zn apresenta um comportamento instável ao longo dos rios e tende a se concentrar na Baía de Guanabara. Foram detectadas pequenas variações entre as concentrações de Pb dos sedimentos fluviais e da Baía de Guanabara. Este elemento tende a se concentrar mais na fração < 63mm e não se associa a nenhum grupo de argilominerais. Apesar dos fatores de enriquecimento dos metais pesados serem mais elevados na baía do que os fatores encontrados nos rios, os índices de acumulação de Cu, Pb e Zn ainda classificam a área de estudo como não poluída tanto os rios como o setor NE da baía. Este estudo não indica estes rios como as principais fontes poluidoras de metais pesados na Baía de Guanabara.

Keywords : metal pesado; argilomineral; sedimento; Baía de Guanabara.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English