SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.73 issue2Sr and Nd isotopic characteristics of 1.77-1.58 Ga rift-related granites and volcanics of the Goiás tin province, central BrazilCharacterization and genesis of waterfalls of the Presidente Figueiredo region, Northeast State of Amazonas, Brazil author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Anais da Academia Brasileira de Ciências

Print version ISSN 0001-3765

Abstract

BIDONE, EDISON D.; LAYBAUER, LUCIANO; CASTILHOS, ZULEICA C.  and  MADDOCK, JOHN L.. Environmental risk increase due to heavy metal contamination caused by a copper mining activity in Southern Brazil. An. Acad. Bras. Ciênc. [online]. 2001, vol.73, n.2, pp. 277-286. ISSN 0001-3765.  http://dx.doi.org/10.1590/S0001-37652001000200011.

As Minas do Camaquã foram a principal jazida de cobre sulfetado do sul do Brasil. Sua explotação foi realizada desde o século passado até 1996. Para avaliar a contaminação da água e o incremento do risco ambiental por metais pesados, relacionados à atividade de mineração, foram amostrados dois diferentes pontos do Arroio João Dias (estação 1, nível de base natural da área e, estação 2, área contaminada). A atividade de mineração aumentou os fluxos semanais naturais de metais pesados em aproximadamente 5424 kg ( ~ 60%) de fluxo total, 1542 kg ( ~ 49%) de fluxo da fração dissolvida e 3881 kg ( ~ 66%) de fluxo da fração particulada. O fluxo total de metais de origem antropogênica deve-se principalmente ao Fe, seguido por Cu > Zn > Mn, enquanto os fluxos de Cd, As e Pb foram desprezíveis. A avaliação do risco potencial à saúde humana, relacionado à ingestão diária de água do Arroio João Dias, indica que o risco deve-se, principalmente, ao Mn na área contaminada. A ingestão de água da estação 2 representa um incremento de risco da ordem de 130% e 59%, considerando os efeitos não carcinogênicos e carcinogênicos, respectivamente. O incremento real de risco à saúde humana pode ser maior do que aquele relacionado às concentrações totais, uma vez que as concentrações de Mn e As dissolvidas foram 5,5 e 2 vezes maiores respectivamente, do que o aceitável.

Keywords : contaminação aquática; risco ambiental; metais pesados; mineração de cobre.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English