SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.76 número1The promoting effect of cesium on structure and morphology of silver catalystsCremophor EL stimulates mitotic recombination in uvsH//uvsH diploid strain of Aspergillus nidulans índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Anais da Academia Brasileira de Ciências

versão impressa ISSN 0001-3765versão On-line ISSN 1678-2690

Resumo

ZINK, Klaus-Gerhard; FURTADO, André L. S.; CASPER, Peter  e  SCHWARK, Lorenz. Organic matter composition in the sediment of three Brazilian coastal lagoons: district of Macaé, Rio de Janeiro (Brazil). An. Acad. Bras. Ciênc. [online]. 2004, vol.76, n.1, pp.29-47. ISSN 0001-3765.  http://dx.doi.org/10.1590/S0001-37652004000100004.

As lagoas costeiras são importantes ecossistemas costeiros no Estado do Rio de Janeiro, localizadas entre áreas urbanizadas da costa e o oceano aberto. Vários estudos enfocando o sedimento, a água, a comunidade zooplanctônica e comunidades bacterianas demonstraram a extensão da influência antrópica sobre estes ecossistemas aquáticos. Neste estudo foi investigada a composição da matéria orgânica presente no sedimento, assim como, alguns parâmetros microbiológicos, com o intuito de caracterizar três lagoas costeiras. Matéria orgânica e lipídeos (hidrocarbonetos alifáticos, álcoois e ácidos graxos, esteróis) foram analisados em dois pontos de amostragem em cada lagoa (região continental e região marinha), em dois intervalos da profundidade (0-3 e 3-6 cm). A lagoa Imboacica apresentou maior influência antrópica nos últimos anos, representada na fração superficial do sedimento (0-3 cm), visto que na camada mais profunda (3-6 cm) observou-se reduzida influência humana. A eutrofização da lagoa ou disponibilidade de nutrientes favoreceram o crescimento acentuado de algas e cianobactérias. Nas lagoas Cabiúnas e Comprida, afastadas do perímetro urbano, as características naturais mostraram-se preservadas. A matéria orgânica oriunda de plantas vasculares é dominante, apresentando-se excepcionalmente bem preservada em função das características ácidas da água. A discreta diferenciação entre a região continental e a marinha, nestas duas lagoas, está diretamente relacionada à reduzida razão superfície/volume destes ecossistemas aquáticos. Nenhuma influência antropogênica foi observada no sedimento das lagoas Cabiúnas e Comprida.

Palavras-chave : lagoas costeiras; produção aquática [terrestre]; lipídios; ácidos graxos; esteróis; Brasil.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons