SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.79 número3Pollen analysis in honey samples from the two main producing regions in the Brazilian northeastChemical composition of gahnite and degree of pegmatitic fractionation in the Borborema Pegmatitic Province, northeastern Brazil índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Anais da Academia Brasileira de Ciências

versão impressa ISSN 0001-3765versão On-line ISSN 1678-2690

Resumo

BARROS, Luiz F.M.  e  BELFORT-JR, Rubens. The effects of the subconjunctival injection of bevacizumab (Avastin®) on angiogenesis in the rat cornea. An. Acad. Bras. Ciênc. [online]. 2007, vol.79, n.3, pp.389-394. ISSN 0001-3765.  http://dx.doi.org/10.1590/S0001-37652007000300004.

O objetivo deste estudo foi avaliar os efeitos da aplicação subconjuntival de bevacizumab (Avastin®) na angiogênese corneal em ratos. Vinte ratos Wistar, machos, foram submetidos a cauterização química com cristal de nitrato de prata. Os animais foram divididos em 4 grupos: O grupo controle (GC), recebeu injeção de 0,02 ml de solução fisiológica pela via subconjuntival no momento da lesão. O grupo G0 recebeu 0,02 ml de bevacizumab (Avastin®) imediatamente depois da lesão. O grupo G3 recebeu 0,02 ml de bevacizumab no terceiro dia após a lesão.O grupo G5 recebeu 0,02 ml de bevacizumab no quinto dia após a lesão. Os animais foram eutanasiados 7 dias após a cauterização. Os vasos neoformados foram quantificados após preenchimento do leito vascular com Tinta da China e imagens foram obtidas e analisadas em sistema computadorizado (Image Pro-Plus®). No grupo controle a neovascularização ocupou 53,56% ± 15,11 (média ± DP) da superfície corneal comparando a 35,57% ± 18,80 no grupo G0, 30,60% ± 11,82 (média ± DP) no G3 e 35,86% ± 0,07 (média ± DP) no G5. Os resultados mostram uma inibição da angiogênese quando se compara GC com os grupos tratados. Os resultados sugerem que a injeção subconjuntival de Bevacizumab é capaz de inibir a angiogênese corneal independentemente do dia de aplicação.

Palavras-chave : bevacizumab; córnea; neovascularização; angiogênese.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons