SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.79 número3The Lages diatremes: mineral composition and petrological implicationsCarbon and oxygen isotope geochemistry of Ediacaran outer platform carbonates, Paraguay Belt, central Brazil índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Anais da Academia Brasileira de Ciências

versão impressa ISSN 0001-3765versão On-line ISSN 1678-2690

Resumo

BONGIOLO, Everton M. et al. Quantification of porosity evolution from unaltered to propylitic-altered granites: the 14C-PMMA method applied on the hydrothermal system of Lavras do Sul, Brazil. An. Acad. Bras. Ciênc. [online]. 2007, vol.79, n.3, pp.503-517. ISSN 0001-3765.  http://dx.doi.org/10.1590/S0001-37652007000300011.

Este trabalho é uma aplicação do método 14C-polimetilmetacrilato na comparação da evolução da porosidade entre granitos não alterados e propilitizados, utilizando amostras da região de Lavras do Sul, Brasil. Este método, quando associado a análises por petrografia ótica, eletrônica e processamento digital de imagens tem a vantagem de fornecer, além da porosidade total, a quantificação e identificação da porosidade em locais específicos das rochas. A partir da petrografia foi possível identificar e quantificar os diferentes tipos de poros presentes nas rochas (microfraturas, limites de grãos, alteração de minerais, etc). Os resultados mostram que granitos não alterados têm porosidade de 0,5 a 0,6% e granitos propilitizados 1,7 a 1,8%, com valores semelhantes para rochas de texturas diferentes.A porosidade das rochas alteradas aumenta, principalmente, devido à maior porosidade dos minerais neoformados como clorita, calcita e sericita e de microfraturas. Observações de campo mostram que halos de alteração fílica, posteriores à propilitização, são maiores em rochas equigranulares do que em porfiríticas, o que não pode ser explicado pelo valor semelhante da porosidade original dessas rochas. A difusão diferencial da alteração fílica foi, portanto, condicionada por variações estruturais ou da razão fluido/rocha entre as facies equigranular e porfirítica durante este estágio hidrotermal posterior.

Palavras-chave : quantificação de porosidade; método 14C-polimetilmetacrilato; porosidade de granitos; alteração hidrotermal; alteração propilítica; Lavras do Sul.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons