SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.84 número1Assessment of Duguetia furfuracea genotoxic and cytotoxic activity in bacteria and miceA new species of Sarax Simon, 1892 from the Philippines (Arachnida: Amblypygi: Charinidae) índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Anais da Academia Brasileira de Ciências

versão impressa ISSN 0001-3765

Resumo

GOMES, Paula B. et al. Prey selectivity of the octocoral Carijoa riisei at Pernambuco, Brazil. An. Acad. Bras. Ciênc. [online]. 2012, vol.84, n.1, pp. 157-164.  Epub 06-Mar-2012. ISSN 0001-3765.  http://dx.doi.org/10.1590/S0001-37652012000100016.

Este estudo foi desenvolvido para avaliar a seletividade de presas (tipo e tamanho) do octocoral Carijoa riisei na praia de Porto de Galinhas, nordeste do Brasil, relacionando a disponibilidade de presas no plâncton com o conteúdo gástrico dos pólipos. Diatomáceas e Cianofíceas foram os itens de presas mais abundantes tanto na cavidade gástrica dos pólipos quanto no plâncton. Foi observada uma correlação entre a abundância de presas no plâncton e na cavidade gástrica dos pólipos de C. riisei. Mastogloia sp. apresentou o maior índice de seletividade positiva (0,99). Foram encontrados organismos bentônicos, totalizando 0,51% do total de presas consumidas. A amplitude de tamanho das presas no plâncton foi similar à da cavidade gástrica dos pólipos, no entanto, o tamanho médio das presas nos pólipos (112,7 µm) foi significativamente menor que a do plâncton (240,5 µm). Assim, o estudo indica certa seletividade de tamanho nesta espécie ou, pelo menos, limitação de tamanho. A partir dos resultados, conclui-se que o octocoral C. riisei é uma espécie polífaga oportunista na costa nordestina brasileira, com hábito alimentador suspensívoro passivo, preferindo itens de presas com pequeno tamanho e evidenciando ter importante papel ecológico em ecossistemas recifais como responsável pela transferência bidirecional de energia entre as zonas pelágica e bentônica.

Palavras-chave : Alcyonacea; alimentação natural; seletividade de presas; disponibilidade de presas; ecologia trófica.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · pdf em Inglês