SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.84 número4Influence of land use changes on water chemistry in streams in the State of São Paulo, southeast BrazilHematological parameters of Iranian cichlid Iranocichla hormuzensis: Coad, 1982 (Perciformes) in Mehran River índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Anais da Academia Brasileira de Ciências

versão impressa ISSN 0001-3765

Resumo

JACQUES, Patricia D.; MACHADO, Romulo  e  NUMMER, Alexis R.. A comparison for a multiscale study of structural lineaments in southern Brazil: LANDSAT-7 ETM+ and shaded relief images from SRTM3-DEM. An. Acad. Bras. Ciênc. [online]. 2012, vol.84, n.4, pp.931-942. ISSN 0001-3765.  http://dx.doi.org/10.1590/S0001-37652012000400008.

Este artigo apresenta a comparação, através da estatística descritiva, de lineamentos de estruturas rúpteis obtidas manualmente sobre imagens Landsat e relevo sombreado do SRTM 3 MDE nas escalas 1:100.000 e 1:500.000. A área selecionada localiza-se no sul do Brasil e engloba rochas do pré-Cambriano e unidades estratigráficas da Bacia do Paraná. A aplicação desta metodologia demonstra que a interpretação visual depende do tipo de imagem do sensor remoto. O resultado da estatística descritiva obtido para os lineamentos extraídos das imagens não apresenta o mesmo padrão em função da escala adotada. A principal direção encontrada nas rochas do Proterozoico em ambas as imagens, na escala 1:500.000, é próxima de NS±10, enquanto que na escala 1:100.000 a direção N45E foi obtida nas imagens de relevo sombreado do SRTM 3 MDE e a direção N10W nas imagens Landsat. Rochas sedimentares Paleozóicas monstraram os melhores resultados para ambas as imagens e escalas (N50W). Por outro lado as rochas igneas Mesozóicas monstraram as maiores diferenças, realçando as estruturas NE nas imagens SRTM 3 MDE e as estruturas NW nas imagens Landsat. A frequencia acumulada demonstrou alta similaridade entre os produtos de cada tipo de imagem, independente da escala, indicando que podem ser utilizadas em estudos multiescala. Entretanto as maiores diferenças foram encontradas quando foram comparados os dados obtidos pelas imagens sombreadas do SRTM 3 MDE e imagens Landsat na escala 1:100.000.

Palavras-chave : imagens Landsat; sensoriamento remoto; SRTM; Santa Catarina; estatística; lineamentos estruturais.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons