SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.84 issue4On groups of formal diffeomorphisms of several complex variablesThe natural impact of banana inflorescences (Musa acuminata) on human nutrition author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Anais da Academia Brasileira de Ciências

Print version ISSN 0001-3765

Abstract

SILVA, Aline S.; ARAUJO, Sebastião B.; SOUZA, Darcet C.  and  SILVA, Fábio A. Santos e. Study of the Cu, Mn, Pb and Zn dynamics in soil, plants and bee pollen from the region of Teresina (PI), Brazil. An. Acad. Bras. Ciênc. [online]. 2012, vol.84, n.4, pp. 881-889.  Epub Oct 04, 2012. ISSN 0001-3765.  http://dx.doi.org/10.1590/S0001-37652012005000065.

O objetivo deste estudo é caracterizar plantas apícolas nativas, quanto a sua capacidade de extrair e acumular elementos-traço do solo e suas conseqüências na sanidade do pólen produzido. Os elementos-traço Cu, Mn, Pb e Zn foram analisados em solo, planta e pólen apícolas em Teresina (PI), Brasil, por espectrofotometria de absorção atômica com atomização em chama. Considerando as espécies de plantas estudadas, os metais Cu e Pb apresentaram nas raízes maiores teores de B. platypetala com 47,35 e 32,71 µg.mL-1 e H. suaveolens com 39,69 e 17,06 µg.mL-1, respectivamente, enquanto na parte aérea os metais Mn e Zn apresentaram os maiores teores, em S. verticillata com 199,18 e 85, 73 µg.mL-1. No pólen os teores de Cu, Mn, Pb e Zn varia de 5,44 a 11,75 µg.mL-1; 34,31 a 85,75 µg.mL-1; 13,98 a 18,19 µg.mL-1 e 50,19 a 90,35 µg.mL-1, respectivamente. Esses resultados indicam que, no pasto apícola, a translocação (do solo ao pólen apícola) de Mn e Zn foi mais eficiente do que Cu e Pb, portanto, o pólen apícola poderá ser utilizado como complemento alimentar sem causar riscos à saúde humana.

Keywords : pólen apícola; plantas apícolas; elementos-traço; capacidade de translocação.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English