SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.85 número4Polychlorinated Biphenyl (PCB) congener concentrations in aquatic birds. Case study: Ilha Grande Bay, Rio de Janeiro, BrazilResponses of the molluscan fauna to environmental variations in a Halodule wrightii Ascherson ecosystem from Northeastern Brazil índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Anais da Academia Brasileira de Ciências

versão impressa ISSN 0001-3765

Resumo

EICHEMBERG, MAYRA T.  e  SCATENA, VERA L.. Morphology and anatomy of the diaspores and seedling ofPaspalum (Poaceae, Poales). An. Acad. Bras. Ciênc. [online]. 2013, vol.85, n.4, pp.1389-1396.  Epub 25-Set-2013. ISSN 0001-3765.  http://dx.doi.org/10.1590/0001-3765201301112.

O conhecimento relativo ao diásporo e ao desenvolvimento pós-seminal dePaspalum L. é importante para a conservação da biodiversidade dos campos, devido sua importância na representatividade e no melhoramento genético de pastagens. A morfologia do diásporo e do desenvolvimento pós-seminal dePaspalum dilatatum Poir. (rizomatosa); P. mandiocanumTrin. var. subaequiglume Barreto (estolonífera), P. pumilum Nees. (cespitosa decumbente) e P. urvillei Steud. (cespitosa ereta) foi descrita procurando distinguir as espécies com diferentes formas de crescimento, e levantar características úteis para a taxonomia. P. dilatatum se diferencia por apresentar diásporo oval, de maior tamanho que as demais, com cinco nervuras salientes e tricomas; P. urvillei por apresentar diásporo com uma nervura central mais desenvolvida do que as duas nervuras laterais e tricomas; P. mandiocanum var. subaequiglume por apresentar diásporo com tricomas apenas na margem; e P. pumilum por apresentar diásporo glabro. A cariopse envolve a semente que apresenta embrião diferenciado, disposto lateralmente; apresenta hilo elíptico em todas as espécies estudadas e rostelo em P. dilatatum eP. mandiocanum var. subaequiglume. O desenvolvimento pós-seminal é semelhante nas quatro espécies e se inicia com a germinação, que é marcada pela emergência da coleorriza, seguida pelo coleóptilo. Essas características são comuns às demais Poaceae já estudadas, indicando um padrão para a família e não diferenciam as formas de crescimento.

Palavras-chave : cariopse; embrião; forrageira; germinação; gramineae.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )