SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.44 número4Peptídeos bombesina-símiles: novos reguladores da secreção adeno-hipofisáriaA glândula pineal e o metabolismo de carboidratos índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Arquivos Brasileiros de Endocrinologia & Metabologia

versão On-line ISSN 1677-9487

Resumo

GOLOUBKOVA, Tatiana  e  SPRITZER, Poli Mara. Xenoestrogênios: o exemplo do bisfenol-A. Arq Bras Endocrinol Metab [online]. 2000, vol.44, n.4, pp.323-330. ISSN 1677-9487.  http://dx.doi.org/10.1590/S0004-27302000000400008.

Evidências acumuladas indicam que a saúde dos seres humanos, animais e espécies selvagens pode sofrer conseqüências adversas da exposição a produtos químicos presentes no meio ambiente e que interagem com o sistema endócrino, tais como bifenilas policloradas, dioxinas, estrogênios de ocorrência natural e sintéticos. Por outro lado, permanecem incertezas científicas com respeito aos dados relatados e, também, quanto à hipótese de haver níveis suficientemente elevados de exposição a estes agentes, a ponto de exercer efeito estrogênico generalizado sobre a população. Este trabalho revisa os principais tópicos relacionados a um dos xenoestrogênios que vem sendo mais recentemente estudado: o Bisfenol A (BFA), um monômero de plástico poli-carbonato, com pouca homologia estrutural com o estradiol (E2) mas semelhante ao dietilestilbestrol (DES), hexestriol e componente bisfenólico do tamoxifeno. O presente trabalho comenta e analisa criticamente os efeitos do BFA sobre o trato reprodutivo e função lactotrófica em animais de experimentação, à luz das informações disponíveis e experiência do grupo nesta área, e recomenda algumas necessidades de pesquisa.

Palavras-chave : Xenoestrogênios; Bisfenol A; Prolactina; Útero; Ratas.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons