SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.47 issue4The role of medical therapy for Cushing's syndromeNeuroendocrine control of food intake: implications in the genesis of obesity author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Arquivos Brasileiros de Endocrinologia & Metabologia

Print version ISSN 0004-2730

Abstract

SILVA, Silvia R. Correa da  and  LENGYEL, Ana Maria J.. Influência dos glicocorticóides sobre o eixo somatotrófico. Arq Bras Endocrinol Metab [online]. 2003, vol.47, n.4, pp. 388-397. ISSN 0004-2730.  http://dx.doi.org/10.1590/S0004-27302003000400011.

A secreção de hormônio de crescimento (growth hormone, GH) é modulada por uma interação complexa entre dois fatores hipotalâmicos: o hormônio liberador do GH (GH-releasing hormone, GHRH) e a somatostatina (SRIF). Recentemente foi sugerida a existência de uma terceira via fisiológica de regulação deste hormônio, mediada pelos GHS (growth hormone secretagogues) e provavelmente pelo peptídeo endógeno, ghrelina. Os glicocorticóides (GCs) influenciam a secreção de GH atuando em diversos níveis, apesar dos mecanismos envolvidos nessas múltiplas ações não estarem totalmente elucidados. Além disso, esses esteróides têm efeitos estimulatórios ou inibitórios na liberação de GH, dependendo do modelo experimental, duração da exposição, dose, tipo e via de administração, entre outros. Embora controvertida, a administração aguda de GCs aumenta a secreção de GH em humanos. No entanto, quando presente em níveis suprafisiológicos por períodos mais longos (meses ou anos), os GCs inibem a liberação de GH. O efeito desses esteróides na IGF-1 e IGFBPs são bastante controvertidos.

Keywords : GH; Glicocorticóides; GHRH; GHRP-6; Ghrelina.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese