SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.51 issue5TGFbeta, activin and SMAD signalling in thyroid cancerRelevance of iodine intake as a reputed predisposing factor for thyroid cancer author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Arquivos Brasileiros de Endocrinologia & Metabologia

Print version ISSN 0004-2730

Abstract

MEYER, Erika L. Souza; WAGNER, Márcia S.  and  MAIA, Ana Luiza. Expressão das iodotironinas desiodases nas neoplasias tireoidianas. Arq Bras Endocrinol Metab [online]. 2007, vol.51, n.5, pp. 690-700. ISSN 0004-2730.  http://dx.doi.org/10.1590/S0004-27302007000500006.

As iodotironinas desiodases formam uma família de selenoenzimas com propriedades catalíticas distintas que ativam ou inativam os hormônios tireoidianos via desiodação do anel fenólico ou tirosínico da molécula do T4. As desiodases tipo I e II (D1 e D2) são as enzimas responsáveis pela geração do T3 e são amplamente expressas na tireóide normal. A transformação neoplásica benigna ou maligna da glândula tireóide está associada a alterações na expressão dessas isoenzimas, sugerindo um possível papel da D1 e da D2 como marcadores de diferenciação celular. Anormalidades na expressão de ambas enzimas e da desiodase tipo III (D3), inativadora do hormônios tireoidianos, são também encontradas em outras neoplasias humanas. Os mecanismos ou implicações do aumento ou diminuição das desiodases na patogênese neoplásica são pouco compreendidas. No entanto, é importante observar que a expressão anormal da D2 pode ser responsável por um quadro de tireotoxicose em pacientes com metástases de carcinoma folicular de tireóide, enquanto que o aumento da D3 em hemangiomas pode causar hipotireoidismo de difícil tratamento.

Keywords : Iodotironinas desiodases; Neoplasias; Expressão gênica.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese