SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.53 issue9Targeted molecular therapies in thyroid carcinomaConcentration of 25-hydroxyvitamin D in postmenopausal women with low bone mineral density author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Arquivos Brasileiros de Endocrinologia & Metabologia

On-line version ISSN 1677-9487

Abstract

VIEIRA, José Gilberto H.; KUNII, Ilda S.; OHE, Monique N.  and  CARVALHO, Aluizio B.. Heterogeneidade das formas carboxi-terminal circulantes de paratormônio em pacientes com hiperparatiroidismo devido à insuficiência renal crônica terminal. Arq Bras Endocrinol Metab [online]. 2009, vol.53, n.9, pp.1074-1078. ISSN 1677-9487.  https://doi.org/10.1590/S0004-27302009000900003.

OBJETIVO: Estudar as formas carboxi-terminal (COOH) circulantes de paratormônio (PTH) em pacientes com hiperparatiroidismo devido à insuficiência renal crônica (IRC) terminal. MÉTODOS: Foi desenvolvido um ensaio imunométrico que reconhece formas intactas e COOH longas de PTH. Esse ensaio foi utilizado, em conjunto com um ensaio para molécula intacta de PTH, em amostras de 25 pacientes com hiperparatiroidismo devido à IRC. As amostras também foram submetidas à cromatografia de gel filtração em coluna de Superdex® 30 de 1,6 x 60 cm, e o conteúdo de PTH nos tubos de eluato foi medido, empregando-se os dois ensaios. RESULTADOS: Valores entre 39.000 e 232.300 ng/mL (média ± dp = 101,680 ± 45,330 ng/mL) foram obtidos usando-se o ensaio COOH (PTH 39-84 foi utilizado como padrão). Com o ensaio para PTH intacto, os valores distribuíram-se entre 318 e 3,307 ng/mL (1,769 ± 693 ng/mL) com correlação entre ambos de 0,462 (p = 0,02). O perfil cromatográfico obtido com o ensaio COOH mostrou predomínio de formas com PM entre 8.500 e 4.500 daltons. Os perfis cromatográficos dos 25 pacientes foram bastante semelhantes. CONCLUSÕES: Em pacientes com hiperparatiroidismo devido à IRC, os níveis circulantes de PTH contêm um espectro de formas moleculares que incluem formas carboxi-terminais, com PM entre 8.500 e 4.500 daltons. Essas formas não são reconhecidas pelos ensaios de rotina utilizados para a medida de PTH intacto. A correlação entre esses achados e os aspectos clínicos da doença óssea em pacientes com IRC necessita de maiores estudos.

Keywords : Ensaios para PTH; formas carboxi-terminais de PTH; insuficiência renal crônica; cromatografia em gel.

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License