SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.54 issue8Monoallelic thyroid peroxidase gene mutation in a patient with congenital hypothyroidism with total iodide organification defectCombined 17α-hydroxylase/17,20-lyase deficiency due to p.R96W mutation in the CYP17 gene in a Brazilian patient author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Arquivos Brasileiros de Endocrinologia & Metabologia

On-line version ISSN 1677-9487

Abstract

SOARDI, Fernanda Caroline et al. Variabilidade fenotípica em uma família com adrenoleucodistrofia ligada ao X causada pela mutação p.Trp132Ter. Arq Bras Endocrinol Metab [online]. 2010, vol.54, n.8, pp.738-743. ISSN 1677-9487.  https://doi.org/10.1590/S0004-27302010000800013.

A adrenoleucodistrofia é uma doença genética com padrão de herança ligado ao X (X-ALD) que apresenta heterogeneidade clínica e varia desde a forma infantil cerebral severa até casos de indivíduos pré-sintomáticos. Essa doença é caracterizada pelo acúmulo de ácidos graxos de cadeia muito longa (VLCFA) no plasma, nas adrenais, nos testículos e no sistema nervoso. Indivíduos afetados podem apresentar diferentes formas clínicas, as quais são classificadas de acordo com a expressão fenotípica e a idade de aparecimento dos sintomas iniciais. Alterações moleculares em indivíduos com X-ALD são geralmente mutações no gene ABCD1. No presente trabalho, descrevemos os dados clínicos e a investigação molecular do gene ABCD1 em uma família com duas crianças do sexo masculino afetadas com a forma infantil cerebral, que apresentaram diferenças nas primeiras manifestações sintomáticas para o diagnóstico. Além disso, houve referência ao avô materno diagnosticado com doença de Addison's, indicando a variabilidade fenotípica da X-ALD nessa família. A análise molecular indicou a mutação p.Trp132Ter nos dois pacientes masculinos, e três indivíduos do sexo feminino, entre os onze estudados, mostraram-se heterozigotos para mutação. O conhecimento molecular descrito no presente relato adquiriu maior importância uma vez que uma das portadoras da mutação apresentou-se nos primeiros estágios de gestação. Assim, poderá ser oferecida a possibilidade de armazenamento de sangue de cordão umbilical para que se possa considerar, no futuro, o transplante de células-tronco hematopoiéticas como forma de tratamento, caso a criança seja do sexo masculino e afetada.

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License