SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.55 número4Os níveis plasmáticos da retinol binding protein 4 (rbP4) não estão reduzidos na lipodistrofia congênita generalizada: uma série de casosComplicações cerebrovasculares da cetoacidose diabética em crianças índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Arquivos Brasileiros de Endocrinologia & Metabologia

versão impressa ISSN 0004-2730

Resumo

COSTENARO, Fabiola et al. Pseudotumor cerebral durante o tratamento de doença de Cushing com cetoconazol. Arq Bras Endocrinol Metab [online]. 2011, vol.55, n.4, pp. 284-287. ISSN 0004-2730.  http://dx.doi.org/10.1590/S0004-27302011000400008.

Hipertensão intracraniana benigna (Pseudotumor cerebral) tem sido descrita relacionada à redução dos níveis de esteroides séricos na doença de Cushing (DC), especialmente após a remissão cirúrgica. O cetoconazol é uma opção efetiva e de uso rotineiro como adjuvante na terapêutica do hipercortisolismo, tendo como paraefeito mais temido a toxicidade hepática. Relatamos o caso de uma menina com 12 anos de idade portadora de DC que desenvolveu hipertensão intracraniana benigna durante tratamento com cetoconazol. Apresentou-se com cefaleia, vômitos, comprometimento do campo visual temporal direito e sinais de hipertensão intracraniana. A ressonância magnética (RM) de hipófise era normal e todos os sinais e sintomas resolveram-se com uso de acetazolamida. Chamamos a atenção para esse diagnóstico nos pacientes com DC, especialmente crianças, em tratamento com cetoconazol, porque ele pode ser confundido com insuficiência adrenal e causar comprometimento visual severo e definitivo.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · pdf em Inglês