SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.55 número4Os níveis plasmáticos da retinol binding protein 4 (rbP4) não estão reduzidos na lipodistrofia congênita generalizada: uma série de casosComplicações cerebrovasculares da cetoacidose diabética em crianças índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Arquivos Brasileiros de Endocrinologia & Metabologia

versão On-line ISSN 1677-9487

Resumo

COSTENARO, Fabiola et al. Pseudotumor cerebral durante o tratamento de doença de Cushing com cetoconazol. Arq Bras Endocrinol Metab [online]. 2011, vol.55, n.4, pp.284-287. ISSN 1677-9487.  http://dx.doi.org/10.1590/S0004-27302011000400008.

Hipertensão intracraniana benigna (Pseudotumor cerebral) tem sido descrita relacionada à redução dos níveis de esteroides séricos na doença de Cushing (DC), especialmente após a remissão cirúrgica. O cetoconazol é uma opção efetiva e de uso rotineiro como adjuvante na terapêutica do hipercortisolismo, tendo como paraefeito mais temido a toxicidade hepática. Relatamos o caso de uma menina com 12 anos de idade portadora de DC que desenvolveu hipertensão intracraniana benigna durante tratamento com cetoconazol. Apresentou-se com cefaleia, vômitos, comprometimento do campo visual temporal direito e sinais de hipertensão intracraniana. A ressonância magnética (RM) de hipófise era normal e todos os sinais e sintomas resolveram-se com uso de acetazolamida. Chamamos a atenção para esse diagnóstico nos pacientes com DC, especialmente crianças, em tratamento com cetoconazol, porque ele pode ser confundido com insuficiência adrenal e causar comprometimento visual severo e definitivo.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons