SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.56 issue6Hypothalamic dysfunction in obesityLevel of physical activity in the prevention of excess visceral fat in postmenopausal women: how much is needed? author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Arquivos Brasileiros de Endocrinologia & Metabologia

Print version ISSN 0004-2730

Abstract

ULBRICH, Anderson Zampier et al. Probabilidade de hipertensão arterial a partir de indicadores antropométricos em adultos. Arq Bras Endocrinol Metab [online]. 2012, vol.56, n.6, pp. 351-357. ISSN 0004-2730.  http://dx.doi.org/10.1590/S0004-27302012000600002.

OBJETIVO: Associar medidas antropométricas com hipertensão arterial e desenvolver modelo matemático para estimar essa probabilidade. SUJEITOS E MÉTODOS: Estudo transversal com 3.445 adultos de ambos os sexos entre 18 e 60 anos. Avaliaram-se o índice de massa corporal (IMC), razão cintura estatura (RCE), perímetro da cintura (PC), além da idade e sexo. A pressão arterial foi avaliada e classificada segundo recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS) e da Sociedade Brasileira de Hipertensão (SBH). Utilizaram-se análise de frequência de casos, correlação e regressão logística entre as variáveis, com p < 0,05. RESULTADOS: Os homens apresentaram duas vezes mais chances de hipertensão que as mulheres, e, para cada ano de vida, essa chance aumenta em 1,04 vez. As chances de hipertensão dos considerados com sobrepeso foram de quase duas vezes e, nos obesos, quadriplicavam. CONCLUSÃO: Alterações da composição corporal com o avanço da idade, principalmente nos homens, associaram-se com hipertensão, sendo sua avaliação relevante na identificação dessa doença.

Keywords : Antropometria; hipertensão; fatores de risco.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese