SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.61 issue1Macular hole epidemiologyThe effect of the proparacaine hydrochloride 0.5% on the isometric force of the horizontal rectus muscles in strabismus patients author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Arquivos Brasileiros de Oftalmologia

Print version ISSN 0004-2749On-line version ISSN 1678-2925

Abstract

VAZQUEZ, Mercedes et al. Retratamento em cirurgias refrativas com excimer laser. Arq. Bras. Oftalmol. [online]. 1998, vol.61, n.1, pp.82-86. ISSN 1678-2925.  https://doi.org/10.5935/0004-2749.19980104.

Propósito:

Avaliar a segurança e eficácia do retratamento da miopia e astigmatismo com excimer laser.

Métodos:

Foram estudados onze olhos de dez pacientes, com idade variando de 20 a 46 anos. A técnica de reoperação foi a ceratectomia fotorrefrativa (PRK) em seis olhos (54,54%), a ceratectomia foto-terapêutica epitelial (PTK-e) seguida de PRK em dois olhos (18,18%), e a ceratectomia fotoastigmática (PARK) em dois olhos (18,18%). O retratamento foi realizado de 5 a 16 meses após o primeiro tratamento (média de 9,3 ± 3,4 meses). O seguimento pós-operatório variou de 6 a 23 meses (média de 9,2 ± 5,4 meses). Foi utilizado o excimer laser Apex plus Summit, e avaliada a refração, a acuidade visual e a opacidade sub-epitelial, ou "haze".

Resultados:

O equivalente esférico (EE) médio inicial foi de -8,50 ± 3,66D. Após o primeiro tratamento houve uma diminuição de 55% no EE médio inicial para -4,04 ± 2,42D, que foi estatisticamente significante (p = 0,0004). Após o retratamento houve uma diminuição de 28% no EE médio em relação ao primeiro tratamento, não sendo estatisticamente significante (p=0,09). O astigmatismo médio pre-operatório foi de -2,41 ± -1,84. Após o primeiro tratamento (média de -2,30 ± 1,70) e retratamento (média de -2,10 ± 0,8) não houve mudança estatisticamente significante (p=0,19 e p=0,30 respectivamente). Após o retratamento, 36,36% dos olhos apresentaram AV sc ≥ 20/40 e 63,63% AV sc ≥ 20/60. Trinta e seis por cento dos olhos apresentaram uma refração entre ± 1D da emetropia e 54,54% entre ± 2D da emetropia. Em relação ao pré-operatório, 45,55% perderam entre 1 e 5 linhas da melhor acuidade visual corrigida por óculos após o retratamento.

Conclusão:

O retratamento com excimer laser é pouco eficaz no caso de altas ametropias residuais, podendo induzir a opacidade sub-epitelial e perda de linhas de visão.

Keywords : Ceratectomia fotorrefrativa; Córnea; Cirurgia; Miopia; Reoperações; Complicações.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · Portuguese ( pdf )