SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.67 issue3Animal model-based strategy of palpebral surgery trainingSingle institutional retrospective analysis: treatment of choroidal melanomas with cobalt-60 brachytherapy author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Arquivos Brasileiros de Oftalmologia

Print version ISSN 0004-2749

Abstract

MATTOS, Armando Belfort et al. Facoemulsificação, vitrectomia via pars plana e implante de lente intra-ocular em olhos com retinopatia diabética proliferativa. Arq. Bras. Oftalmol. [online]. 2004, vol.67, n.3, pp. 441-449. ISSN 0004-2749.  http://dx.doi.org/10.1590/S0004-27492004000300014.

OBJETIVO: Avaliar a viabilidade da técnica de facoemulsificação para a extração da catarata com implante de lente intra-ocular combinada à vitrectomia via pars plana em olhos com retinopatia diabética proliferativa, em um único procedimento cirúrgico. MÉTODOS: Foram revisados os prontuários de 47 pacientes (53 olhos) com retinopatia diabética proliferativa e catarata que foram submetidos ao procedimento combinado de vitrectomia via pars plana, facoemulsificação e implante de lente intra-ocular no mesmo ato cirúrgico, entre janeiro de 1991 e setembro de 1998 no Bascom Palmer Eye Institute, hospital de olhos filiado à Universidade de Miami. O estudo foi realizado em conjunto com a Universidade Federal de São Paulo. Participaram do estudo 43 olhos de 40 pacientes. RESULTADOS: O tempo de seguimento variou de três a 60 meses com média de 20 meses. A idade dos pacientes variou de 37 a 77 anos com média de 59 anos. A acuidade visual melhorou duas linhas ou mais em relação ao pré-operatório em 26 (60,4%) olhos, permaneceu a mesma em 9 (20,9%) e piorou em 8 (18,6%). Em (23,2%) 10 olhos a acuidade visual aumentou para 20/40. O teste estatístico chamado de "teste do sinal" mostrou-se estatisticamente significante na melhora da acuidade visual final. A complicação mais observada foi a hemorragia vítrea recorrente, ocorrendo em 12 (27,9%) olhos, seguida pela inflamação transitória da câmara anterior em 9 olhos (20,9%). Complicações intra-operatórias relacionadas à extração do cristalino foram raras. No pós-operatório observaram-se captura da lente intra-ocular em 2 (4,6 %) olhos e lente intra-ocular subluxada em 1 (2,3%) olho. CONCLUSÕES: A cirurgia combinada de facoemulsificação, implante de lente intra-ocular e vitrectomia via pars plana em olhos com retinopatia diabética é procedimento bem tolerado e geralmente apresenta bons resultados com relação à acuidade visual. Um único procedimento para remover a catarata e realizar a vitrectomia via pars plana, ao invés de se realizar uma segunda cirurgia, que seria somente para a remoção da catarata após a vitrectomia pars plana, é técnica segura e capaz de promover a melhora da acuidade visual além de ser menos agressiva para o paciente. O potencial para melhora da acuidade visual final é limitado pela gravidade da retinopatia diabética.

Keywords : Retinopatia diabética [cirurgia]; Facoemulsificação [métodos]; Extração de catarata; Lentes intra-oculares; Vitrectomia.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese