SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.70 issue6Long-term results of photorefractive keratectomy for myopia and myopic astigmatismBiomechanical and histological evaluation of glycerol-preserved human sclerae author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Arquivos Brasileiros de Oftalmologia

Print version ISSN 0004-2749

Abstract

ARAF, Davi; MOURA, Eurípedes da Mota; RODRIGUES, Consuelo Junqueira  and  FIGUEIREDO, Luiz Arthur de Faria. Enxertos homólogos de esclera e dura-máter em olhos de coelhos: análise histopatológica comparativa. Arq. Bras. Oftalmol. [online]. 2007, vol.70, n.6, pp. 981-987. ISSN 0004-2749.  http://dx.doi.org/10.1590/S0004-27492007000600018.

OBJETIVO: Avaliar a reação tecidual à implantação de enxertos homólogos de esclera e dura-máter. MÉTODOS: Foram realizadas cirurgias experimentais em 41 coelhos albinos da raça Nova Zelândia, sendo que dois coelhos foram selecionados, ao acaso, para serem doadores dos enxertos a serem utilizados no experimento. Trinta coelhos foram divididos em dois grupos: grupo D e grupo E, sendo submetidos à implantação dos tecidos homólogos e nove animais constituíram o grupo controle (grupo DE), submetidos à cirurgia sem enxertia. Os olhos foram enucleados e amostras foram colhidas em duas, seis e 12 semanas após o experimento, constituindo os subgrupos I, II e III. RESULTADOS: Foi realizada análise histopatológica qualitativa, além de estudo semiquantitativo comparativo da vascularização e infiltrado inflamatório na esclera e dura-máter transplantadas. Procedeu-se, também, a histomorfometria das medidas do lado dos enxertos com sistema analisador de imagens. Não houve diferença estatisticamente significante comparando-se a vascularização, infiltrado inflamatório e medidas do lado, entre os subgrupos I de esclera em relação à dura-máter, assim como nos subgrupos II. Não foram comparados os subgrupos III, pois foram observados somente fragmentos dos enxertos de dura-máter. CONCLUSÕES: O enxerto de dura-máter mostrou intensa reabsorção e progressiva substituição por tecido conjuntivo frouxo. O enxerto de esclera mostrou discreta reabsorção na periferia com formação de membrana fibrosa mais evidente, integrando este à esclera do hospedeiro.

Keywords : Transplante homólogo; Esclera [transplante]; Dura-máter [transplante]; Esclera [anatomia & histologia]; Dura-máter [anatomia & histologia]; Tecido conjuntivo; Coelhos [cirurgia].

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese