SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.70 issue6Are cutaneous hypersensitivity tests to inhalant allergens a severity marker for vernal keratoconjunctivitis?Color vision discrimination in employees of a photographic laboratory author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Arquivos Brasileiros de Oftalmologia

Print version ISSN 0004-2749

Abstract

MAIA JUNIOR, Otacílio de Oliveira; TAKAHASHI, Walter Yukihiko; BONANOMI, Maria Teresa Brizzi Chizzotti  and  ARANTES, Tiago Eugênio Faria e. Descolamento regmatogênico de retina: avaliação pós-operatória da mácula. Arq. Bras. Oftalmol. [online]. 2007, vol.70, n.6, pp. 996-1000. ISSN 0004-2749.  http://dx.doi.org/10.1590/S0004-27492007000600021.

OBJETIVO: Avaliar função e estrutura macular de pacientes submetidos a cirurgia de descolamento regmatogênico da retina. MÉTODOS: Estudo prospectivo de pacientes submetidos a retinopexia pneumática ou introflexão escleral com seguimento feito por meio de exame oftalmológico completo e tomografia de coerência óptica. RESULTADOS: A amostra foi composta por 14 olhos (14 pacientes), sendo 10 (71,4%) submetidos a introflexão escleral e 4 (28,6%), a retinopexia pneumática. A idade variou entre 24 e 59 anos, média de 39,3 anos. Houve correlações negativas entre a acuidade visual final e a idade (r= -0,64 e p= 0,0127) e entre a acuidade visual final e o tempo de descolamento (r= -0,54 e p= 0,0447). Houve correlação positiva entre as acuidades visual do seguimento inicial e final (r= 0,69 e p= 0,0059). Na tomografia de coerência óptica, quatro olhos (28,6%) apresentaram descolamento residual na fóvea, com resolução espontânea e melhora na acuidade visual (p= 0,031); não houve relação entre tempo de resolução e acuidade final (p= 0,5546). CONCLUSÃO: Os resultados mostram que quanto mais jovem o paciente e mais precoce a intervenção cirúrgica, melhor acuidade visual final. Adicionalmente, quanto maior acuidade no início do pós-operatório, melhor acuidade final. Todos os casos de descolamento foveal evidenciados por meio da tomografia de coerência óptica, no pós-operatório, cursaram com reabsorção do líquido subfoveal e melhora da visão.

Keywords : Descolamento retiniano [diagnóstico]; Descolamento retiniano [cirurgia]; Macula lútea [fisiopatologia]; Complicações pós-operatórias; Tomografia de coerência óptica [métodos]; Acuidade visual.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese