SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.72 issue2Amniotic membrane transplantation for severe acute cases of chemical ocular burn and Stevens-Johnson syndromeOphthalmologic evaluation of patients submitted to drainage implant in refractory glaucoma author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Arquivos Brasileiros de Oftalmologia

Print version ISSN 0004-2749On-line version ISSN 1678-2925

Abstract

TOSCANO, Daniela Araújo et al. Crianças usuárias de lente de contato nos serviços público e privado: análise comparativa. Arq. Bras. Oftalmol. [online]. 2009, vol.72, n.2, pp.221-224. ISSN 0004-2749.  http://dx.doi.org/10.1590/S0004-27492009000200017.

OBJETIVOS: Analisar as indicações, tipo, complicações do uso de lentes de contato e acuidade visual em crianças de serviços de Oftalmologia público e privado. MÉTODOS: Os dados dos prontuários de 59 crianças usuárias de lentes de contato em serviço privado (Hospital de Olhos de Pernambuco - Grupo 1), e 43 no serviço público (Fundação Altino Ventura - Grupo 2), foram analisados. A coleta de dados incluiu características sociodemográficas, idade da primeira consulta, indicação do uso da lente, tipo de lente, complicações e acuidade visual. RESULTADOS: As mais comuns indicações do uso de lente de contato no grupo 1 foram: ametropia (55,9%), anisometropia (18,6%) e esotropia (16,9%). Neste grupo o leucoma e phthisis não estavam presentes. No grupo 2, as indicações mais comuns foram: anisometropia (23,2%), ametropia e leucoma (18,6%) cada, e phthisis (16,3%). A esotropia não apareceu no grupo 2. O tipo de lente de contato mais prescrita foi a gelatinosa de uso permanente (não descartável) no grupo 1 (45,8%) e no grupo 2 (32,6%). A complicação mais encontrada no grupo 1 foi desconforto (33,3%) e no grupo 2 perda da lente (60%). CONCLUSÕES: A indicação de ametropia predominou nos pacientes privados e as anisometropias nos públicos. O tipo de lente de contato mais prescrita nos dois grupos foi a gelatinosa de uso permanente. A complicação mais frequente no grupo 1 foi desconforto e no grupo 2 perda da lente. A acuidade visual na maioria dos pacientes manteve-se.

Keywords : Lente de contato [efeitos adversos]; Acuidade visual; Crianças; Hospitais públicos; Hospitais privados; Análise comparativa.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · Portuguese ( pdf epdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License