SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.75 issue1Single intravitreal bevacizumab injection effects on contrast sensitivity in macular edema from branch retinal vein occlusionBiometric relationships of ocular components in esotropic amblyopia author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Arquivos Brasileiros de Oftalmologia

Print version ISSN 0004-2749

Abstract

NASSARALLA, Belquiz Rodrigues do Amaral  and  NASSARALLA JUNIOR, João Jorge. Resultados após dez anos da ceratectomia fototerapêutica para erosões recorrentes de córnea. Arq. Bras. Oftalmol. [online]. 2012, vol.75, n.1, pp. 33-37. ISSN 0004-2749.  http://dx.doi.org/10.1590/S0004-27492012000100007.

OBJETIVO: Determinar os resultados visuais após dez anos de seguimento da ceratectomia fototerapêutica (PTK) com excimer laser para erosões recorrentes de córnea. MÉTODOS: Vinte e seis olhos de 23 pacientes portadores de erosões recorrentes de córnea foram tratados com PTK entre 1996 e 2000 no Instituto de Olhos de Goiânia, Brasil. Nenhum olho havia respondido às terapias convencionais. Dados pré-operatórios e pós-operatórios referentes à melhor acuidade visual corrigida (MAVC), equivalente esférico (EE), alívio dos sintomas, incidência de recorrência e complicações oriundas do tratamento a laser, foram analisadas. A média de duração dos sintomas antes do PTK foi de 18 meses (variando entre 8 a 36 meses). O epitélio da córnea foi debridado e a ablação realizada a uma profundidade de 5 µm e diâmetro de 7 a 9 mm, usando o excimer laser Technolas 217C Plano Scan. O seguimento médio foi de 12 anos (variando entre 10 e 14 anos). RESULTADOS: No último exame, 15 olhos (57,69%) estavam livres dos sintomas. Cinco olhos (19,2%) apresentavam sintomas, discretos e ocasionais, de irritação e fotofobia ao levantar. Recorrência de erosões dolorosas ocorreu em 6 olhos (23,07%), o que necessitou de retratamento com PTK. Vinte e quatro olhos mantiveram ou melhoraram sua MAVC, enquanto que 2 olhos perderam 1 linha de visão pela tabela de Snellen. Onze olhos (42,3%) mantiveram o mesmo EE e os outros (57,69%) apresentaram alterações inferiores a +/-0,75 dioptrias (D). Nenhuma complicação significativa foi observada durante o período de seguimento. CONCLUSÕES: Os dados de 10 anos mostram que o PTK é uma opção segura, rápida, eficaz e pouco invasiva para o tratamento de erosões recorrentes de córnea em pacientes que não respondem bem às terapias convencionais.

Keywords : Ceratectomia fotorrefrativa; Doenças da córnea [cirurgia]; Cirurgia da córnea a laser; Lasers de excimer.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English