SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.76 issue4An evaluation of estimation methods for determining addition in presbyopesIntracapsular dexamethasone implant in patients undergoing phacoemulsification and intraocular lens implantation author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Arquivos Brasileiros de Oftalmologia

Print version ISSN 0004-2749

Abstract

COSTA, Vital Paulino; MARCON, Italo Mundialino; GALVAO FILHO, Roberto Pedrosa  and  MALTA, Roberto Freire Santiago. Prevalência de sintomas da doença da superfície ocular em pacientes brasileiros com glaucoma ou hipertensão ocular. Arq. Bras. Oftalmol. [online]. 2013, vol.76, n.4, pp.221-225. ISSN 0004-2749.  http://dx.doi.org/10.1590/S0004-27492013000400006.

OBJETIVO: Avaliar a prevalência de sintomas decorrentes de doença de superfície ocular (DSO) em pacientes brasileiros com glaucoma ou hipertensão ocular que utilizam tratamento ocular tópico para redução da pressão intraocular (PIO). MÉTODO: Neste estudo multicêntrico, não intervencional de uma única visita, pacientes adultos com glaucoma ou hipertensão ocular em tratamento para redução da pressão intraocular (PIO) responderam aos 12 itens do questionário "índice de doença da superfície ocular" (OSDI). Cada resposta foi pontuada numa escala de 5 pontos, com 0 (zero) indicando a ausência de sintomas e 4 indicando sintomas presentes todo o tempo. A média de respostas dos 12 itens para cada paciente foi transformada numa escala de 0 a 100, com pontuações mais elevadas representando piores deficiências. Os resultados do OSDI foram categorizados como ausência de DSO (pontuação de 0-12), DSO leve (pontuação de 13-22), DSO moderada (pontuação de 23-32) ou DSO grave (pontuação de 33-100). RESULTADOS: Os 173 pacientes incluídos apresentavam idade média de 61,2 anos, 65,3% eram mulheres (65,3%), tinham glaucoma em 89,0% dos casos e hipertensão ocular em 11,0% dos casos. As pontuações do OSDI para os 158 pacientes utilizando uma medicação para redução da PIO indicaram "DSO ausente" em 37,3% dos pacientes (59/158), "DSO leve" em 20,9% (33/158), "DSO moderada" em 17,1% (27/158) e "DSO grave" em 24,7% (39/158). Para os 120 pacientes utilizando medicação redutora da PIO e com duração conhecida do diagnóstico de glaucoma ou hipertensão ocular, a pontuação média do OSDI foi numericamente superior (pior) para 39 pacientes com diagnóstico realizado há mais de 6 anos (pontuação 25 [± 20] indicando DSO moderado) do que para 81 pacientes com o diagnóstico realizado há menos de 6 anos (pontuação 22 [± 20] indicando DSO leve); no entanto, não houve diferença estatisticamente significativa na média da pontuação OSDI na duração do diagnóstico (P=0.49), distribuição (P≥0,26), ou correlação (P=0,77). CONCLUSÃO: Uma grande proporção de pacientes brasileiros tratados com uma medicação para redução da PIO apresenta sintomas decorrentes de doença da superfície ocular (DSO).

Keywords : Glaucoma; Hipertensão ocular [quimioterapia]; Síndrome do olho seco [quimioterapia]; Conservantes farmacêuticos [uso terapêutico].

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License