SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.80 issue2Topographic outcomes after corneal collagen crosslinking in progressive keratoconus: 1-year follow-upOutcomes of phacoemulsification in patients with uveitis at a tertiary center in São Paulo, Brazil: a review of cases from 2007 to 2012 author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Arquivos Brasileiros de Oftalmologia

Print version ISSN 0004-2749On-line version ISSN 1678-2925

Abstract

LUCATTO, Luiz Filipe Adami et al. Incidência de neovasos de segmento anterior durante o tratamento de edema macular secundário a oclusão da veia central da retina. Arq. Bras. Oftalmol. [online]. 2017, vol.80, n.2, pp.97-103. ISSN 0004-2749.  http://dx.doi.org/10.5935/0004-2749.20170024.

Objetivo:

Analisar as taxas de incidência de neovascularização do segmento anterior (NSA) e de glaucoma neovascular (GNV), em pacientes com edema macular secundário a oclusão de veia central da retina (OVCR), em tratamento com injeções intravítreas de triamcinolona (IVTA) ou bevacizumab (IVB).

Métodos:

Neste estudo prospectivo, randomizado, duplo mascarado e sham controlado, 35 pacientes com edema macular secundário a OVCR foram randomizados para IVB, IVTA ou para o grupo controle (sham), durante os 6 primeiros meses do estudo. O desfecho primário foi a taxa de incidência de NSA no mês 6. Os desfechos secundários foram alterações médias da acuidade visual corrigida (BCVA) e espessura foveal central (EFC) ao exame de tomografia de coerência óptica, até o mês 12.

Resultados:

NSA ocorreu em oito (22,86%) olhos, cinco (62,50%) olhos no grupo sham e três (37,50%) olhos no grupo tratado com injeções intravítreas de Triamcinolona, Não houve nenhum caso com NSA no grupo tratado com bevacizumab durante 12 meses de acompanhamento (p=0,009). A BCVA apresentou diferença estatisticamente significante (p<0,05) entre os grupos, somente no mês 1. A EFC não apresentou diferenças estatisticamente significantes (p<0,05) entre os grupos ao longo dos 12 meses. GNV ocorreu em um olho apesar do tratamento com laser e este paciente necessitou de intervenção cirúrgica.

Conclusão:

O tratamento precoce com injeções intravítreas de Anti VEGF podem diminuir as taxas de neovascularização do segmento anterior e glaucoma neovascular após oclusão de veia central da retina.

Keywords : Neovascularização patológica; Bevacizumab; Oclusão da veia retiniana; Edema macular; Glaucoma neovascular.

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf )