SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.38 issue3Triple therapy with clarithromycin, amoxicillin and omeprazole for Helicobacter pylori eradication in children and adolescents author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Arquivos de Gastroenterologia

Print version ISSN 0004-2803On-line version ISSN 1678-4219

Abstract

TRONCON, Luiz Ernesto de Almeida. Novas drogas no tratamento da dispepsia funcional. Arq. Gastroenterol. [online]. 2001, vol.38, n.3, pp.207-212. ISSN 1678-4219.  https://doi.org/10.1590/S0004-28032001000300012.

Racional — A dispepsia funcional caracteriza-se pela ocorrência de sintomas digestivos altos, na ausência de qualquer evidência de doença orgânica ou anormalidade estrutural. O tratamento farmacológico atual desta condição é feito empiricamente com agentes anti-secretores ou drogas pró-cinéticas. Objetivos - Rever os avanços recentes nos conhecimentos sobre os mecanismos responsáveis pelo aparecimento dos sintomas, bem como o desenvolvimento de novas drogas capazes de interferir nestes mecanismos, que abrem a perspectiva de tratamento farmacológico mais racional e efetivo da dispepsia funcional. Método - Revisão sistemática do trabalhos publicados em língua inglesa, nos últimos 10 anos. Resultados - Novas drogas que aumentam a propulsão gastroduodenal incluem: derivados benzamídicos análogos da cisaprida, antagonistas dos receptores A da colecistocinina, agonistas de receptores opióides e uma nova classe de agonistas da motilina, semelhantes à eritromicina. Drogas agonistas dos receptores serotoninérgicos do plexo mioentérico, como o sumatriptano e a buspirona, podem aumentar a capacidade de acomodação do bolo alimentar. Por fim, novas drogas, de grupos farmacológicos diversos, estão sendo avaliadas quanto a sua capacidade de reduzir ou modificar a percepção sensorial visceral. Inclui este grupo a octreotida, a loxiglumida, o ondansetron e seus análogos, a fedotozina e os anti-depressivos tricíclicos, em doses baixas. Conclusões - Ainda que as novas drogas apresentem alto potencial de aperfeiçoar o tratamento da dispepsia funcional, há a necessidade de ensaios controlados, com número adequado de pacientes, para se comprovar a eficácia desses medicamentos. Além disso, as dificuldades em determinar o mecanismo subjacente aos sintomas pode limitar o impacto positivo das novas drogas no tratamento da dispepsia funcional.

Keywords : Dispepsia [quimioterapia]; Enteropatias [fisiopatologia]; Enteropatias [quimioterapia]; Quimioterapia; Motilidade gastrointestinal.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · Portuguese ( pdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License