SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.44 issue4Prevalence reduction of duodenal ulcer: a Brazilian study. (retrospective analysis in tha last decade: 1996-2005)Descriptive analysis of the social, clinical, laboratorial and anthropometric profiles of inflammatory bowel disease inwards patients from the "Clementino Fraga Filho" University Hospital, Rio de Janeiro, RJ, Brazil author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Arquivos de Gastroenterologia

Print version ISSN 0004-2803

Abstract

FREITAS, Alexandre Coutinho Teixeira de et al. Comparação entre exames de imagem e achados operatórios em doadores para transplante hepático intervivos. Arq. Gastroenterol. [online]. 2007, vol.44, n.4, pp. 325-331. ISSN 0004-2803.  http://dx.doi.org/10.1590/S0004-28032007000400009.

RACIONAL: No transplante hepático intervivos a anatomia da tríade portal e da drenagem venosa hepática do doador são de suma importância para o sucesso do procedimento. OBJETIVO: Analisar comparativamente os achados de exames de imagem no pré-operatório com os achados cirúrgicos em relação à anatomia da tríade portal e veias de drenagem hepática em doadores para transplante hepático intervivos. MÉTODOS: No período de março de 1998 a agosto de 2005 foram revisados os prontuários dos doadores para transplante hepático intervivos realizados no Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Paraná, Curitiba, PR. A anatomia no pré-operatório foi analisada através de: a) arteriografia celíaca e mesentérica para a artéria hepática e veia porta (fase venosa); b) ressonância magnética para a drenagem venosa, veia porta e vias biliares. Critérios de normalidade foram estabelecidos de acordo com estudos da literatura. Os achados pré-operatórios foram comparados com os achados peroperatórios no doador. RESULTADO: Em relação à anatomia da veia porta e artéria hepática foram estudados 44 pacientes, 16 do sexo feminino e 28 do sexo masculino, com idade média de 33 anos. Em 8 casos foi captado o lobo hepático esquerdo para receptor pediátrico e em 36 casos o lobo hepático direito para receptor adulto. Em relação à anatomia biliar foram estudados 37 casos e em relação à anatomia da drenagem venosa, 32 casos. No total, em 36,36% dos casos, os achados referentes à anatomia nos exames pré-operatórios não coincidiram com os achados peroperatórios. Para a artéria hepática os achados foram discordantes em 11,36% dos casos, para a veia porta foram discordantes em 9,1%, para a drenagem venosa em 9,37% e para as vias biliares em 21,6%. CONCLUSÃO: São freqüentes achados discrepantes referentes à anatomia da tríade portal e drenagem venosa hepática na análise pré-operatória do doador para transplante hepático intervivos em relação aos achados peroperatórios.

Keywords : Fígado [anatomia & histologia]; Ductos biliares [anatomia & histologia]; Fígado [cirurgia]; Transplante de fígado; Veia porta; Artéria hepática.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese