SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.44 issue4Comparison of pre-operative exams and per-operative findings in living donor liver transplantationClinical characteristics of pediatric patients with chronic constipation according to age group author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Arquivos de Gastroenterologia

Print version ISSN 0004-2803

Abstract

ELIA, Paula Peruzzi et al. Análise descritiva dos perfis social, clínico, laboratorial e antropométrico de pacientes com doenças inflamatórias intestinais, internados no Hospital Universitário Clementino Fraga Filho, Rio de Janeiro. Arq. Gastroenterol. [online]. 2007, vol.44, n.4, pp. 332-339. ISSN 0004-2803.  http://dx.doi.org/10.1590/S0004-28032007000400010.

RACIONAL: Estudos epidemiológicos sobre doenças inflamatórias intestinais no Brasil são limitados devido a dificuldades diagnósticas e reduzidas amostras populacionais estudadas. A maioria dos estudos de sua prevalência disponível é composta por amostras de pacientes sob acompanhamento em ambulatório, entretanto a análise do perfil de pacientes com doenças inflamatórias intestinais hospitalizados pode auxiliar na detecção de marcadores preditivos de sua gravidade, o que permitirá intervenções médicas precoces visando a redução da taxa de hospitalização e os gastos do sistema de saúde. OBJETIVOS: Descrever o perfil social, clínico, laboratorial e antropométrico dos pacientes adultos com doenças inflamatórias intestinais internados em hospital universitário terciário. MÉTODOS: Estudo prospectivo com 43 pacientes com doenças inflamatórias intestinais internados nas enfermarias clínicas e cirúrgicas e no setor de emergência do Hospital Universitário Clementino Fraga Filho da Universidade Federal do Rio de Janeiro, RJ. Foram caracterizados dados demográficos, presença de co-morbidades, localização e comportamento clínico, história cirúrgica, manifestações extra-intestinais utilizando-se definições padronizadas. Os resultados laboratoriais foram verificados nos prontuários e as medidas antropométricas foram realizadas durante a entrevista. RESULTADOS: A maioria dos pacientes apresentou doença de Crohn (72,1%), com localização íleo-colônica (60%) e com comportamento penetrante (77,4%), enquanto no grupo retocolite ulcerativa idiopática predominou a pancolite (50%). No grupo total de retocolite ulcerativa idiopática, a artralgia foi a manifestação extra-intestinal mais freqüente (44,2%) e 97,7% já havia apresentado algum tipo de complicação relacionada à doença de base. Apesar do uso de terapêutica específica para doenças inflamatórias intestinais prévio à hospitalização em 79,1% dos enfermos, as causas mais freqüentes de internação estavam relacionadas à atividade de doença. A presença de co-morbidades só ocorreu em 30,2%. CONCLUSÃO: Os pacientes com doenças inflamatórias intestinais internados nas enfermarias do Hospital apresentam doença grave, em atividade, com complicações e manifestações extra-intestinais freqüentes, apesar do uso prolongado de corticóide. A doença de Crohn, por apresentar evolução mais agressiva, representou a maior parcela dos pacientes internados. A hipoalbuminemia, a anemia e as alterações antropométricas são comuns nos pacientes hospitalizados, podendo estar relacionadas a sua maior gravidade evolutiva.

Keywords : Doença de Crohn; Proctocolite; Hospitalização.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese