SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.50 issue1PANCREATIC SPLENOSIS MIMICKING NEUROENDOCRINE TUMORS:PROGRESSION OF LIVER FIBROSIS IN MONOINFECTED PATIENTS BY HEPATITIS C VIRUS AND COINFECTED BY HCV AND HUMAN IMMUNODEFICIENCY VIRUS author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Arquivos de Gastroenterologia

Print version ISSN 0004-2803

Abstract

MARTINS, Aline M. A. et al. HEPATIC STEATOSIS ASSESSMENT:. Arq. Gastroenterol. [online]. 2013, vol.50, n.1, pp.15-18. ISSN 0004-2803.  https://doi.org/10.1590/S0004-28032013000100004.

Contexto

O transplante ortotópico de fígado é considerado um dos últimos recursos terapêuticos viáveis para os pacientes hepatopatas, em estágio terminal da doença. Muitas estratégias têm sido usadas para aumentar o número de órgãos disponíveis e diminuir a demora em lista de espera. No entanto, a presença de esteatose hepática é uma das principais limitações quanto ao uso de órgãos para transplante, devido a sua importância como relevante fator de risco para disfunção primária pós-transplante. Neste cenário, a avaliação do órgão pelo cirurgião, no momento da captação no doador, é de grande importância para a correta alocação do mesmo.

Objetivo

Avaliar retrospectivamente o grau de esteatose estabelecido pelo cirurgião e confrontar estes dados com os achados histopatológicos da biopsia.

Métodos

Analisaram-se 117 pacientes hepatopatas terminais sub-metidos ao transplante de fígado no Hospital Universitário Walter Cantídeo, Fortaleza, CE. Uma tabela matriz foi organizada para avaliação dos dados categóricos observados. Os indivíduos foram classificados quanto ao grau de esteatose apresentado pelo órgão: leve (0%-30%) e moderada (30%-60%) e agrupados sob os critérios clínicos de adequação de órgãos para transplante. Os órgãos foram descritos como adequado para transplante de órgãos e como não adequado para transplante de órgãos. As avaliações entre as duas primeiras situações, antes da perfusão vs biopsia e após a perfusão vs biopsia foram analisadas; bem como realizada comparação entre as duas situações de perfusão (antes e após).

Resultados

Na primeira avaliação, obtiveram-se 93% de concordância (n = 109) entre as duas observações, mostrando grande grau de concordância entre as classificações do órgão antes da perfusão e na biopsia. Na segunda avaliação, obteve-se um grau de discordância de 8%, levando a erros de alocação em nove situações. Na comparação entre as avaliações realizadas entre antes e após a perfusão, obteve-se forte concordância através do índice kappa entre os espectadores.

Conclusões

Embora a equipe deste estudo seja constituída de cirurgiões experientes, em alguns casos os mesmos, foram induzidos a erros de alocação. No entanto o percentual encontra-se bastante abaixo da média mundial.

Keywords : Fígado gorduroso; Transplante de fígado; Obtenção de tecidos e órgãos; Coleta de tecidos e órgãos.

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf )