SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.51 issue1BIOCHEMICAL NUTRITIONAL PROFILE OF LIVER CIRRHOSIS PATIENTS WITH HEPATOCELLULAR CARCINOMA author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Arquivos de Gastroenterologia

Print version ISSN 0004-2803

Abstract

FONTANA, Rafael et al. Resultados do tratamento cirúrgico e de estudo dos fatores prognósticos em pacientes com metástases hepáticas sincrônicas do câncer colorretal. Arq. Gastroenterol. [online]. 2014, vol.51, n.1, pp.4-9. ISSN 0004-2803.  https://doi.org/10.1590/S0004-28032014000100002.

Contexto

O câncer colorretal é o segundo câncer mais prevalente no mundo e, o fígado é o principal local das metástases. A ressecção cirúrgica da metástases hepáticas colorretais proporciona a única possibilidade de cura e as melhores chances de sobrevida a longo prazo.

Objetivos

Avaliar os resultados do tratamento cirúrgico e identificar fatores associados ao prognóstico da doença em pacientes com metástases hepáticas sincrônicas de câncer colorretal submetidos à ressecção.

Métodos

Estudo retrospectivo de 59 pacientes submetidos à ressecção de metástases hepáticas sincrônicas do câncer colorretal, visando à identificação de fatores relacionados ao prognóstico. Foram estudadas a sobrevida atuarial e sobrevida livre de doença, conforme as variáveis.

Resultados

A mortalidade e morbidade pós-operatórias foram de 3,38%, e 30,50%, respectivamente. A sobrevida livre de doença estimada em 5 anos foi de 23,96%, e a sobrevida tardia, no mesmo período, foi de 38,45%. O valor do antígeno cárcino-embrionário igual ou superior a 50 ng/mL e o número de metástases maior que três representaram fatores prognósticos limitantes da sobrevida livre de doença, porém sem interferir na sobrevida tardia. Pacientes com metástases hepáticas e doença extra-hepática, submetidos à ressecção, não apresentaram sobrevida livre de doença acima de 20 meses, porém sem significância e sem impacto na sobrevida a longo prazo. Nenhum dos fatores prognósticos estudados interferiu na sobrevida tardia, porém não foi observada sobrevida além de 40 meses em pacientes com mais de três metástases hepáticas.

Conclusões

Apesar do valor do antígeno cárcino-embrionário e do número de metástases representarem fatores prognósticos limitantes da sobrevida livre de doença, não interferiram na sobrevida em 5 anos. Portanto, não representam fatores de exclusão ao tratamento cirúrgico, podendo atingir sobrevida a longo prazo. A ressecção é o melhor tratamento para as metástases sincrônicas de câncer colorretal e, mesmo em pacientes com múltiplas metástases, grandes tumores e doença extra-hepática, pode propiciar sobrevida tardia em mais de 38% dos casos.

Keywords : Neoplasias hepáticas, cirurgia; Neoplasias colorretais, cirurgia; Metástase neoplásica.

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf )